Caros Leitores, desde a sua criação o Blog Xapuri News, o intuito sempre foi de ser mais um espaço democrático de noticias e variedades, diretamente da Princesinha do Acre - Terras de Chico Mendes - para o mundo, e passará momentaneamente a ser o instrumento de divulgação das Ações da Administração, Xapuri Nossa Terra, Nosso Orgulho, oque jamais implicará em mudança no estilo crítico das postagens.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Como a Frente Popular vai escalar o time nesta estas eleições

Do AC24horas
Dirigentes da Frente Popular do Acre sabem que nas eleições do próximo domingo não estará em jogo apenas a prefeitura desta ou daquela cidade do Acre. As prefeituras conquistas neste 5 de outubro representam a largada para a sucessão de Binho Marques (PT) e quem mais eleger, mais força terá em 2010.

A alta cúpula da Frente Popular sabe que terá dificuldades para vencer em grandes colégios eleitorais, como Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Feijó e na gloriosa Xapuri. Apesar das chances de vitória em Rio Branco, a derrota nestes colégios eleitorais será uma demonstração de enfraquecimento. E isso é tudo que seus caciques não querem, pois daria mais uma chances as oposições de uma possível retomada ao poder em 2010.

E por ser este jogo decisivo, nas reuniões dos últimos dias ficou acertado que a Frente Popular colocará em campo suas principais lideranças para tentar reverter o placar onde está perdendo. E o time tem estrelas que vão do governador Binho Marques aos deputados Edvaldo Magalhães e Moisés Diniz.


Para brecar o crescimento de Wagner Sales (PMDB), em Cruzeiro do Sul e alavancar a candidatura do empresário Zinho Santos (PP), foram escalados o vice-governador César Messias e o empresário Orleir Cameli. Durante esta semana César e Orleir vão cair em campo reunindo empresários, políticos e grandes lideranças. A idéia é diminuir a diferença [hoje em torno de 17% em favor de Wagner] e fazer valer uma grande estrutura financeira no dia da eleição.

Como em Feijó nem a adesão do prefeito Francimar Fernandes conseguiu reverter o crescimento do candidato Dindim, do PSDB, o próprio governador Binho Marques vai tomar a frente da candidatura do deputado Juarez Leitão (PT). Por isso esta semana montará o seu quartel general no município, de onde coordenará todas as ações.

O jogo também está apertado em Sena Madureira, onde Toinha Vieira (PSDB) tem crescido assustadoramente nas últimas três semanas e ameaçado a reeleição de Nilson Areal (PR). Para evitar a vitória da tucana a Frente Popular do Acre escalou a sua principal estrela: o ex-governador Jorge Viana. Ele também vai tentar influenciar no resultado de Bujari, onde o candidato petista, Michel, perdeu fôlego na reta de chegada. E Jorge já mostrou as suas armas: vai participar do maior número possível de atividades políticas e reuniões com lideranças e empresários, onde usará tudo que tiver ao seu alcance para derrotar os adversários.

Em Tarauacá, onde dois candidatos da mesma frente disputam a prefeitura, a preferência da cúpula é pela candidatura de Chaga Batista (PcdoB). Vando Torquato (PP) é o filho enjeitado e terá contra ele a habilidade dos deputados Edvaldo Magalhães (presidente da Assembléia Legislativa) e Moisés Diniz (lider do governo). Mesmo com estas duas feras políticas, Vando se mantém na frente, segundo os analistas políticos. Mas neste caso a uma certa tranqüilidade, pois a candidatura de Vando está sob júdice e há quem garanta que mesmo que ele ganhe não assumirá.

Em Rio Branco dirigentes da Frente Popular continuam acreditando que a situação de Raimundo Angelim é cômoda e que a fatura poderá ser liquidada no primeiro turno. Por isso mantém um grupo grande de lideranças que será coordenado pelos senadores Tião Viana e Marina Silva, que também ficarão responsáveis por apoios ao candidato Celso Ribeiro, que foi atingida pelo crescimento de James Gomes (PSDB).

Em Xapuri o candidato Bira (PT) que está patinando, ganha uma assessoria especial. A coordenação geral será comandada pelo secretário-adjunto da Saúde, Sérgio Roberto, o segundo homem mais forte do governo Binho. Será dele a missão puxar Bira para cima, nem que para isso seja preciso comprometer a máquina do governo. Há quem diga que o grande desafio de Sérgio Roberto será fazer a viúva de Chico Mendes, Ilzamar, subir no palanque de Bira.

Esta é a primeira parte do plano, mas há quem afirme que está em andamento um Plano B, que poderá ser colocado em pratica, se for necessário.

Roberto Vaz – da redação ac24horas
Rio Branco, Acre

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Charge do Dia....

Continuamos com a série de Charges politizadas e na reta final da corrida eleitoral vale tudo para recuperar os votos perdidos até mesmo recorrer ao novo Santo, Charge publicada pelo Novaes, hoje na Gazeta Mercantil (SP)

E como sempre faço vou tirar o final de semana para um bom descanso a estilo acreano, vou para o interior, muito mato, sombra e agua fresca e causos. também mereço, porque depois de uma semana cansativa, chega o final de semana e espero que sem muita chuva, porque senão aí ninguém merece né! Semana inteira um sol maravilhoso e qdo chega o fim de semana chuva. O jeito é ficar em casa.

Vou tentar ficar longe dos problemas profissionais, dos afazeres r da malfadada situação política de Xapuri.

Um Belo Final de Semana a todos

e até Segunda-feira!!!!!!


Só para alfinetar olha as paisagens que espero curtir!!

Jovens Destaques do Colégio Divina Providência participam de Oficina de Projetos de Lei do Programa Parlamento Jovem

Nesta semana tive o prazer de realizar uma oficina de elaboração de Projetos para os alunos participantes do Programa Parlamento Jovem, destinado à alunos do Ensino Médio das escolas brasileiras que tem como objetivo principal incentivar jovens lideranças de destaque nas escolas a ingressarem na carreira legislativa.

Para mim foi altamente gratificante primeiramente por terem me agraciado com a possibilidade de trabalhar com jovens de destaques do município de Xapuri onde destaco os alunos da fotografia acima e listo orgulhosamente os competentes aprendizes de Legisladores que é de se dar inveja a muitos de nossos representantes do nosso parlamento mirim municipal: Elkelane Ferreira, Rômulo Rodrigues, Karoline Ortega, Eluan Kalil, Rivanda Macedo, Andréia Rodrigues, Eumar Conde, Cleiton Paulino, ruan de Souza , Maria Letícia e Thaina Thais. Meus parabéns, e muito obrigado por terem propiciado tão belo trabalho.

Na oficina os participantes puderam aprender um pouco sobre as sete constituições já promulgadas no Brasil seus principais marcos teóricos, tiveram contato com os princípios fundamentais que regeram a elaboração da Constituição de 1988 e fundamentação teórica na elaboração de Leis, sendo que ao final o trabalho de encerramento foi a elaboração de um projeto de Lei Complementar nas áreas de maior interesse de cada grupo – Educação, Sáude, Cultura, Meio Ambiente, Defesa do Consumidor entre outras...

Para entender o porque da realização dessa oficina, é necessário que saibamos o que é o Parlamento Jovem. O Parlamento Jovem Brasileiro, instalado anualmente, regulado pelo Ato da Mesa nº 49/04 e pela Resolução 12/03 da Câmara dos Deputados, de iniciativa do deputado Lobbe Neto, tem por objetivo possibilitar aos alunos de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático, mediante participação em uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados. Neste ano, o evento ocorrerá na semana de 10 a 14 de novembro

Os Deputados Jovens são pré-selecionados pelas Secretarias de Educação dos respectivos estados, por meio da apresentação de um projeto de lei. O projeto de lei deverá ser apresentado nas escolas e deve versar sobre temas nas seguintes áreas :
Agricultura e Meio-Ambiente;
Saúde e Segurança Pública;
Economia, Emprego e Defesa do Consumidor;
Educação, Cultura, Esporte e Turismo.

Devido às comemorações dos 20 anos da Constituição Federal, é sugerido aos participantes que apresentem projetos de Lei Complementar à Constituição, pois terão maior chances de serem aprovados e de virarem realidade.

Para participar do Programa os estudantes devem ter entre 16 e 22 anos, e estar regularmente matriculados no 3º ano do nível médio.O Conselho Nacional dos Secretários de Educação - Consed encaminhará os projetos à Câmara dos Deputados até o dia 30 de setembro, onde uma comissão, formada por servidores da área legislativa da Câmara, irá escolher os projetos participantes. O número de representantes por Estado e pelo Distrito Federal é proporcional ao número de Deputados Federais
O resultado da seleção será divulgado no dia 15 de outubro.

Durante o período da Legislatura, que tem a duração de 5 dias, os participantes têm a oportunidade de experimentar o dia-a-dia dos parlamentares brasileiros no desempenho de suas funções legislativas. O trâmite das proposições apresentadas pelos Deputados Jovens se dá de acordo, tanto quanto possível, com as normas regimentais vigentes na Câmara dos Deputados.

Independentemente de algum aluno de Xapuri ser classificado ou não, já estão de parabéns pela iniciativa, que sendo pioneiros sirvam de exemplo para os próximos participantes.

Valeu Jovens Parlamentares de Xapuri

Quantas indecisão para eleger nossos representantes.

Recebi um email do codinome "oxapuri"gmail.com", me fazendo a seguinte pergunta: "É sou eu ou você também está com uma baita de uma dificuldade para escolher em quem votar dia 05 de outubro". Achei intrigante a indagação e em poucos minutos cheguei a conclusão de que a cada eleição fica mais difícil elegermos nossos representantes, que irão cuidar dos rumos das nossas vidas por 4 anos. Os interesses particulares de cada candidato a vereador ou prefeito tomou o pouco espaço que antes era dedicado ao povo, esta cada vez mais complicado escolher alguém que se importe com as necessidades da população das cidades. Grupos foram formados e cada um deles defende seus objetivos em particular.

Muitas pessoas que estão envolvidas no meio político sabem do que eu estou falando, sabem que para conseguir verbas é preciso ficar “aos pés” de deputados que intervém na liberação de dinheiro para obras após averiguarem o numero de votos obtidos na região contemplada.

Não se investe mais em saúde, educação, segurança publica e cultura neste país e muito menos no meu pobre e querido Xapuri, porque isso não é prioridade para os “representantes do povo”, que decidem para onde vão os tostões pagos através de impostos que pagamos todos os anos. As verdadeiras necessidades dos municípios são maquiadas e as verbas são sempre redirecionadas para obras “eleitoreiras”, que de quatro em quatro anos se tornam prioridades e as promessas de soluções “mágicas” surgem do nada.

Não estão “nem ai” se há lixo nas ruas, se as estradas estão esburacadas, ou se somos bem atendidos em estabelecimentos públicos. O que fazem visam apenas em ficarem no poder por mais 4 anos. É fácil perceber que os discursos são os mesmos, só mudam os nomes dos candidatos. Até mesmo os slogans se repetem: “amigo do povo”, “esse é boa gente”, “nele nós podemos confiar” e outros e outros mais já ficaram gravados em nossas memórias.

Um ponto importante que os políticos deveriam lembrar ou tomar conhecimento é que nós somos os patrões e eles os empregados, porque prefeitos e vereadores nada são alem de funcionários do povo. Temos que ter a consciência de que não recebemos nada de gratuitamente, tudo é pago com o dinheiro que saem do nosso suor, todas as vezes que pagamos impostos.

Médicos, agentes públicos, políticos que muitas vezes nos desrespeitam não passam de funcionários pagos com nosso dinheiro, e por isso é que temos que saber escolher nossos representantes, apesar de que cada eleição que passa os “maus caracteres” passam a tomar conta da situação.

É preciso lembrar aos prefeitos, vereadores, deputados, senadores, governadores e presidente que por mais “importante” que eles possam parecer, todos eles não passam de funcionários, que no fim das contas devem obediência a nós que votamos nestes sujeitos a cada 4 anos.

Temos que ter a certeza de que tudo isso é nosso, hospitais, escolas, estradas, e temos a obrigação de cuidar do que é nosso, porque o dinheiro que ganhamos de sol a sol está sendo investido em tudo isso, e está sendo utilizado de forma errada. Temos que fiscalizar e cobrar mais clareza na utilização do dinheiro público. Reclamar os muitos bilhões de reais que foram desviados em esquemas de corrupção montados por homens que continuam tendo as rédeas de nossas vidas.

Nessas eleições é preciso colocar cada um no seu devido lugar e mostrar aos políticos que a maioria sempre vence, e o poder esta conosco, porque somos a maioria.

E o resto é balela!!!!

Governo Federal não paga agentes jovens em Xapuri

Estudante não recebe benefício há um ano
Voltado para jovens de 15 a 17 anos de idade, o projeto Agente Jovem é desenvolvido em Xapuri desde 2006. Durante esse período mais de 50 adolescentes já participaram do programa. O projeto atende jovens em situação de risco e vulnerabilidade social, pertencentes a famílias com renda per capita de até meio salário mínimo. Em 2008, apenas 14 adolescentes estão participando do programa. Destes, apenas quatro estão recebendo o benefício no valor de 65 reais.

A agente jovem Eliane da Silva, de 16 anos, afirma que há um ano não recebe o benefício sem receber nenhuma explicação por parte dos coordenadores.

“Alguns estão recebendo o benefício normalmente enquanto outros não recebem nem satisfação. Nós estamos indo para lá para perder o nosso tempo”, protestou ela.

A coordenadora do programa Agente Jovem em Xapuri, Raiane de Souza Cardoso, explica que houve uma mudança no programa e que o problema está sendo resolvido para que no prazo de um mês os adolescentes recebam o benefício através do CPF.

O programa Agente Jovem visa o desenvolvimento pessoal, social e comunitário desses jovens. Proporciona capacitação teórica e prática, por meio de atividades que não configuram trabalho, mas que possibilitam a permanência do jovem no sistema de ensino, aprendizagem e formação cidadã preparando-os para futuras inserções no mercado de trabalho.

Este será o último ano do programa em Xapuri. Em 2009, todos os adolescentes serão inseridos no Projovem – Programa Nacional de Inclusão de Jovens. Ele é o resultado da integração de diversos programas para a juventude do governo federal e tem como objetivo promover a reintegração desses jovens ao processo educacional oferecendo oportunidade de qualificação profissional e de desenvolvimento humano.

Joseni Oliveira

Ação rápida da Polícia Militar e COE, recuperam moto roubada na fronteira com a Bolívia

Por Alexandre Lima
Um jovem que pediu para não ser identificado para não atrapalhar o trabalho de da Polícia Civil, quase perdeu sua moto na tarde desta quinta-feira, dia 25.

Segundoa vítima, havia parado em uma loja próximo a agência do Banco do Brasil na cidade de Epitaciolândia, quando foi abordado por um conhecido que pediu ajuda na compra de móvel.

Nesse tempo, a vítima que ficou cerca de 15 minutos na companhia do conhecido, teve sua moto modelo CG Titan, placa MZV 0979 roubada. Quando saiu da loja, até pensou que havia deixado o veículo em outro lugar.

Após constatar que havia sido roubado, imediatamente ligou para o 190 e comunicou a ocorrência. A PM e COE então sabendo que as trancas estão sendo vigiadas pelo Exército Brasileiro, foram para a Estrada Fontinele de Castro, antiga Estrada Velha.

Ao chegarem próximo ao ramal da Jibóia, perceberam que havia tido movimento no mato que daria acesso a um igarapé que faz divisa do Acre com a Bolívia. Foi quando encontraram a moto, pronta para ser atravessada para o outro lado.

Enviaram uma equipe da PM para buscar o proprietário do veículo que veio acompanhado de agente civis. Ainda esperaram por um bom tempo, mas, talvez o ladrão tivesse visto a chegada dos policiais e foi embora.

O caso está sendo investigado pela polícia civil de Epitaciolândia e possivelmente pela parte da manhã desta sexta-feira, dia 26, os envolvidos serão detidos.

O padrão de vida do trabalhador brasileiro

Escrito por Waldemar Rossi
Os meios de comunicação vêm afirmando que o padrão de vida do povo brasileiro tem melhorado nos últimos anos. E os defensores do modelo governista usam isso para defender o governo Lula dos que se opõem às suas diretrizes políticas. Seria verdadeira essa afirmação de que há melhor padrão de vida para o povo? A inclusão no mercado de trabalho de uma parcela que esteve desempregada anos atrás é um indicativo dessa melhora? Pois é isso principalmente que se afirma por aí.

Entretanto, segundo os dados fornecidos pela Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios (PNDA), o salário-mínimo (SM) tem sido o teto do ganho para mais de 25 milhões de trabalhadores brasileiros, o que implica em que muitos desses 25 milhões (27,55% dos que são considerados em idade de trabalho - PEA) ganham menos que esse mínimo. Porém, em 2001 eram 18 milhões os que estavam dentro desse limite.

Portanto, muito mais trabalhadores entraram na rede dos sub-assalariados. Isso se pudéssemos considerar o atual mínimo como o salário que satisfaz as necessidades básicas de uma família padrão (casal e dois filhos menores), como estabelecido por lei.

Avançando na análise dos dados, vemos que há uma outra parcela que está um pouquinho melhor que a primeira. São os que ganham até 2 mínimos. Em 2001 eram cerca de 16,6 milhões. Hoje são praticamente 28 milhões (30,8% do PEA). Aqui também houve crescimento do número dos que entraram nesta faixa um pouco menos ruim que a primeira.

Outro dado a ser considerado é que cerca de 8% apenas têm rendimento entre 2 e 3 mínimos, isto é, até no máximo R$ 1.245,00. Há, ainda, pelo menos 9,4 milhões que declararam não ter rendimento algum.

Como contradição, a pesquisa revela que são apenas 750 mil cidadãos que têm ganho superior a 20 mínimos, portanto, acima de R$ 7.600,00 mensais.

Somando todos esses dados fornecidos, chegamos à conclusão de que mais de 72% dos trabalhadores brasileiros têm rendimentos baixos, insuficientes, portanto, para a manutenção de uma família padrão e em conformidade com os direitos básicos universalmente reconhecidos e recomendados. Para que o leitor possa ter idéia do que isso significa, devemos retomar as informações do DIEESE de que o salário mínimo, de acordo com a lei em vigor, deveria ser algo em torno de R$ 1.950,00.

Os dados da PNAD não revelam se esses que migraram de uma faixa para a outra tiveram melhoria de vida ou se seus salários foram rebaixados, jogando-os para as faixas menos favorecidas. Pelo que significam numericamente, tudo leva a crer que migraram para baixo, pois a rotatividade da mão-de-obra das últimas três décadas tem sido altíssima e, segundo todas as pesquisas, a cada novo emprego o trabalhador tem que amargar com um novo rebaixamento do seu ganho mensal.

Já dizia um "presidente" militar dos tempos da ditadura: "O Brasil vai bem. O povo vai mal." O Brasil capitalista vem crescendo, ainda que em índices inferiores ao necessário. Mas a renda socialmente produzida não é compartilhada. Vai para as mãos dos banqueiros e demais empresários nacionais e internacionais, ou para as mãos dos latifundiários exportadores, desses que exploram seus funcionários até com trabalho escravo. O que muitos não querem ver é que o padrão de vida do povo vai sendo progressivamente nivelado por baixo, até que sejamos todos párias nessa sociedade excludente e marcada pela barbárie praticada pelos poderosos, todos comandados pelo neoliberalismo internacional.

Waldemar Rossi é metalúrgico aposentado e coordenador da Pastoral Operária da Arquidiocese de São Paulo.

Congresso discute alistamento militar para mulheres

A proposta é que o serviço não seja obrigatório.
Atualmente, é preciso ser concursada para entrar nas Forças Armadas.
Do G1, em Brasília, com informações do Jornal Hoje

Está em discussão no Congresso Nacional a criação do alistamento militar para mulheres. A proposta cria o alistamento militar feminino a partir dos dezoito anos, como ocorre com os homens. A diferença é que para elas, seria voluntário e não obrigatório. Hoje elas já podem seguir carreira nas Forças Armadas, mas o processo de seleção é muito difícil.

A Marinha foi pioneira quando há 28 anos incluiu as mulheres nas Forças Armadas. Hoje elas são 320 mil nas três Forças, sendo quase 190 mil só no Exército. Mas o ingresso ainda é restrito: elas só viram militares se aprovadas em concurso público.
A vendedora Simone de Lima e Silva sempre viu a carreira militar como uma alternativa, mas nunca conseguiu passar nos concursos. “Eu tinha uns sete anos a primeira vez que eu fui num desfile de 7 de Setembro. Eu vi aquelas pessoas de uniforme, marchando tudo direitinho, achei lindo. Até hoje o meu sonho é estar ali, marchando junto com eles”, conta.

Para o coronel Gélio Fregapani, oficial da reserva do Exército, a proposta é muito positiva. “Elas são insuperáveis em algumas funções, como enfermagem, por exemplo. E noutras são iguais aos homens, como no setor jurídico, na informática”.

“É uma boa idéia porque é muito preconceito só os homens poderem ter alistamento militar”, concorda a estudante Wanessa Braga.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Charge do dia!!!

Chegando na reta final da campanha eleitoral o nível que já era baixo tornou-se rasteiro agora, principalmente com os famosos jornalzinhos a solta, acredito que a charge que contempla bem este estado de espirito é o que foi publicado no A critica de Manaus pela Chargista Mirrya..

E um Boa noite!!!

Se consequirem!!!

Deu a Louca!!!!

Hoje foi o dia dos jornalzinhos. Pela manha em frente da minha casa estava jogado uma Carta assinada pelo Prefeito e atual candidato a reeleição Vanderlei Viana, com o título de Carta aberta ao povo de Xapuri, onde o mesmo desmentia os últimos boatos da cidade de que estaria se unindo com outro candidato para vencer o PT. Na carta de pouco mais de 20 linhas Vanderley apresentou mais uma vez sua lástimas de perseguição e se sua pretensa dor frente aos ataques sofridos. Nada contra o Prefeito escrever abertamente a população, apenas ressalto a necessidade de moderar sua intenção de ofensa, já que pude perceber que intrinsecamente, nas entrelinhas da mensagem está clara a agulhada. Foi rápido no gatilho porque independentemente de verdade ou não uma história como essa de que estaria jogando a toalha poderia por à barranco abaixo a sua pretendida eleição.

No almoço recebi das mãos de um colega metade de uma folha A4 onde continha uma série de piadas maldosa sobre o Partido dos Trabalhadores, longe de serem ofensivas, mas muito cômicas trouxeram a tona velhas histórias como queima de documentação, dólar na cueca e compra de motos com direito a sorteio entre algumas peripécies nacionais e municipais bastante conhecidas do pobre povo xapuriense. Como o pasquim não cita nomes, não fere a imagem de ninguém da mesma forma que diretamente não prejudica moralmente e/ou politicamente achei até interessante, só condenei a atitude de ser um candidato a me entregar, logo sugiro que é tentativa de macular o candidato petista.

Aliás Pobres candidatos Petistas, porque a bomba do dia ficou para o meio da tarde, onde pude receber uma xérox de um panfleto apocalíptico, como o título de “Trombetas da Verdade” que metralha literalmente o partido dos Trabalhadores. A esse tenho tudo contra....

Primeiramente é altamente ofensivo de uma linguagem chula e direcionado única e exclusivamente com o cunho de prejudicar o Ubiracy, achei deprimente citar nomes de pessoas que não estão seguer no pleito eleitoral. Achei uma falta de respeito , citar nomes como da Professora Zilah, do Pedro Leite, Luiz Fernando Ferraz entre outros... é inegável que o ataque tem cunho político até porque somente a turma vermelha é que foi metralhada. Quando terminei a leitura veio logo a pergunta: Porque não falaram nada do Vanderley, do Marcinho ou do Manoel Morais? Estranho não?

Novamente vou me arriscar e ousar a comentar profundamente a criação deste panfleto. Arriscar porque pela caneta afiada a próxima vitima pode ser a minha pessoa e ousar porque acredito que algumas coisas devem ser avaliadas...

1- Como três panfletos são jogados aleatoriamente na madrugada deixados em instituições públicas, entregues na porta de residências e nenhum dos responsáveis ouviu ou viu nada? Depois a Equipe do TRE está madrugando pelas ruas de Xapuri e não conseguiu ver nada?

2- O tom por ser político direciona a autoria a algum grupo político e por verificar que o único atingido foi o PT que segundo as histórias da ruas ocupa uma posição bastante cômoda na disputa eleitoral, o Trombeta da Verdade vem nada mais, nada menos que tentar desmontar essa vantagem, recai novamente para algum grupo que não está tão bem na fita...

3- O tom é ofensivo e apocalíptico, utilizando tons até mesmo gospel para achincalhar as vítimas, o que direciona para poucas pessoas que lançam mão desses artifícios em seus discursos...

4- A diagramação do panfleto, mesmo avaliando que seja caseira é muito bem elaborada, o que denota que é ou alguém que domina muito bem computador ou teve a ajuda de algum jovem orkuteiro que adora criar mensagens e apresentações...

5- Os erros grosseiros encontrados podem ter dois sentido, o primeiro de alguém que realmente tem dificuldade em redação, ou foi simplesmente um artifício para maquia a autoria.

6- As informações que trata a missiva são superficialmente técnicas, mas seguem uma linha de conhecimento prévio de causa, isso significa que o autor ou autores tem ou teve acesso a informações administrativas...

Enfim dou um doce para quem acertar.... mas acredito que esse panfleto foi encomendado por um candidato majoritário!!! Apenas me requardo no direito de não falar neste local.... apenas dou uma dica verifiquem os adjetivos e a definição de Pt que se apresenta ao final do jornal e depois comparem com alguns discursos dos nossos enaltidos candidatos à prefeito, vão ter uma bela surpresa...

Mas não quero ser a espada da verdade, quero apenas me solidarizar com os ofendidos, pois sei o que é isso, e repudiar o ato da publicação da mesma forma que clamo à Justiça eleitoral que encontre os culpados..

Se a moda Pega!!!!!!

Posto da Receita Federal na fronteira com a Bolívia, volta a funcionar

Depois de seis dias fechado o posto da Receita Federal do Brasil, em Epitaciolândia, volta a funcionar nesta terça-feira. Os trabalhos na alfândega foram suspensos na semana passada em virtude do conflito na Bolívia, por medida de segurança para os servidores que trabalham ali.

Nos últimos dias o clima vem sendo de tranquilidade, e homens do exercíto estão fazendo a segurança na área de fronteira. Por este motivo a superintendência da Receita Federal do Brasil da 2ª Região Fiscal decidiu retomar as atividades.

A Inspetoria da Receita Federal do Brasil, em Brasiléia, realizou na semana passada uma entrega imediata de 144 cobertores, 64 garrafas de refrigerantes e 10 ventiladores de coluna, mediante constituição de fiel depositário de servidor da Secretaria Estadual de Ação Social designado pelo governo do Acre.

Os objetos doados eram mercadorias já com Auto de Infração e prazos de impugnação vencidos e termos de revelia, ou seja, prontas para perdimento. Mas a Receita Federal fez a entrega imediata por se tratar de um caso de ajuda humanitária, que nesses momentos deve ser ágil e eficiente. Segundo o governo de Pando, até semana passda o número de bolivianos abrigados em Brasiléia e Epitaciolândia era de 1200.

Os servidores da Inspetoria participaram, ainda, de trabalhos voluntários para proporcionar abrigo às pessoas, conduzindo-as para os abrigos (residências, igrejas e repartições do Estado do Acre).

Da Assessoria

Eleitor: o pior político

Escrito por Gilvan Rocha
É corrente o repúdio aos políticos de carreira. Eles funcionam como saco de pancada da sociedade para satisfação do capitalismo. Ao invés de acusar-se o sistema pelas mazelas sociais, o povo letrado e iletrado ocupa-se em acusar o político de carreira como causador de nossas agruras, deixando de lado a sua verdadeira causa. Ora, o político de carreira é uma peça na imensa máquina de dominação burguesa. Tanto serve para gerenciar os negócios como também para desviar as atenções do que realmente provoca os desacertos sociais. Mas não são eles a causa, como não seriam a via pela qual teríamos nossos problemas sociais resolvidos. A solução depende exclusivamente do povo consciente e organizado, isto é, do político eleitor.

Como anda, porém, esse político eleitor? Como ele tem se comportado diante de nossas mazelas sociais?

Ninguém vive sem um discurso político, desde o gari ao erudito senhor, todos têm na ponta da língua um discurso pronto. É incrível a semelhança de conteúdo entre o discurso dos iletrados e dos letrados. Alguns pretendem um discurso elaborado falando que somos filhos de negros, brancos degradados e índios. Outros proclamam que falta vergonha na cara. E assim se sucedem os discursos que povoam a cabeça do político eleitor, esse que haveria de nos salvar da tragédia total para a qual nos arrasta o capitalismo.

O político eleitor tem sido desinformado ou mal informado. Quem deveria bem informá-lo seriam os partidos de esquerda, mas eles, por sua maioria, têm preferido se lambuzar no doce mel do sistema corrompido e corruptor. Assim é que o político eleitor, sem clareza, elege Paulo Maluf como deputado mais votado do Brasil. Elege Fernando Collor senador da República e tantos outros notáveis larápios.

É bem verdade que o simples voto não levaria à necessária transformação social, mas o voto despolitizado, desinformado, retrata o nível desse político tão essencial para a nossa história, o político eleitor, que por enquanto tem se mostrado o pior dos políticos, pois, omisso, quando não irresponsável.

Gilvan Rocha é presidente do Centro de Atividades e Estudos Políticos – CAEP

Em nome de Deus

Nos ultimos anos tem ocorrido um recrudescimento das igrejas evangélicas em todo país, com ramificações até em outros paises, como é o caso da Universal do Reino de Deus, sendo o número de evangélicos no Brasil estimado na ordem de 15 milhões, com um crescimento que passou de 2,6% para 15,4% nos últimos 60 anos, segundos dados do IBGE.

A Universal possui templos espalhados em mais de 172 países, com sua sede mundial localizada no bairro de Del Castilho, no Rio de Janeiro, cujo templo abriga um número aproximado de 15 mil fieis, contando com um heliponto para pouso e decolagem de helicópteros, e sendo considerada como a instituição religiosa com maior crescimento nos últimos anos.

Mas ela não vive somente pregando a palavra de Deus. O seu poder econômico fez com que diversificasse seus serviços ampliando o seu raio de ação através de pesados investimentos em atividades empresariais, a saber:

Além de proprietária da Rede Record de Televisão, possui ainda mais 23 emissoras de TV e 40 de rádio, além dos jornais “Folha Universal”, com uma tiragem aproximada de 2.300.000 exemplares por semana, e “Hoje em Dia”, de Minas Gerais, mais uma editora gráfica, agencias de participações, de turismos, imobiliárias e até uma empresa de táxi aéreo.


Os recursos que a possibilitaram criar esse verdadeiro império veio através do dízimo cobrado de seus fieis seguidores. E graças a ele a Universal aos poucos foi expandindo a sua influência doutrinadora e empresarial por este vasto mundo, alcançando fronteiras nos mais distantes rincões do planeta, e a cada ano vai conquistando novos e promissores espaços, inclusive nos lugares mais remotos, utilizando-se de uma tática gerencial ousada e altamente eficaz.

Primeiramente começou a conquistar o seu espaço nos principais centros urbanos brasileiros, depois estendeu a sua influência para os países latinos americanos até que, resolveu alçar vôos mais ambiciosos, atravessando oceanos e conquistando adeptos em praticamente quase todos as capitais do mundo, num crescimento extraordinário como instituição religiosa e ao mesmo tempo empresarial, eis que os recursos financeiros que movimenta chegam à casa dos milhões de dólares ou euros.

Somente na TV Record, a Universal aplicou a bagatela de R$ 500 milhões de reais, permitindo que se consolidasse na segunda maior rede de tv brasileira, desbancando inclusive a emissora do poderoso Silvio Santos (SBT), e ameaçando à liderança da TV Globo num futuro não muito distante, se levarmos em conta o seu contínuo expansionismo e poder de fogo.

Roberto Fraga

MDS reforça que é crime eleitoral usar Bolsa Família para pedir voto

Por Ivan Richard Repórter da Agência Brasil
O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) condenou hoje (25) a possibilidade de uso eleitoral do programa Bolsa Família. Em nota, o ministério ressalta que tentativas de troca de votos por promessas de inscrição no Bolsa Família ou pressões para induzir as pessoas atendidas pelo programa a votar em determinados candidatos para não perderem o benefício configuram crime eleitoral.

“Atos como esses devem ser denunciados ao Ministério Público e à Justiça Eleitoral, parceiros na rede pública de fiscalização do programa e responsáveis pela investigação de denúncias eleitorais”, informa trecho da nota. Reportagens publicadas esta semana na imprensa afirmam que candidatos estariam condicionando a inclusão e a manutenção de beneficiários no programa à vitória nas eleições para prefeito e vereador.

O MDS reforça que a inclusão no programa é um direito de todas as famílias com renda mensal por integrante de até R$ 120, independentemente da filiação partidária. “A gestão do Bolsa Família é descentralizada, cabe às prefeituras a inscrição das famílias no Cadastro Único – base de dados usada pelo governo federal para seleção de beneficiários – e o acompanhamento das contrapartidas nas áreas de educação e saúde”, diz a nota.

Segundo o ministério, a concessão do benefício cabe ao governo federal, de acordo com a estimativa de famílias pobres elaborada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2004, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, acrescenta a nota, a meta do programa foi atingida em junho de 2006 e a maioria dos municípios já está com cobertura de 100%.

De acordo com a pasta, em maio, o ministro Patrus Ananias encaminhou correspondência a todos os prefeitos do país, com orientações sobre as ações municipais em relação ao Bolsa Família e ao Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal durante o período da eleição municipal.

“As orientações levam em consideração a legislação eleitoral, assim como as normas estabelecidas na execução do programa de transferência de renda e do Cadastro Único. O Bolsa Família é um programa de natureza continuada, definido por lei, e está em funcionamento desde 2003, com recursos assegurados no Orçamento da União. Por essas razões, não está sujeito a interrupções durante o período eleitoral, mas os gestores municipais devem tomar os devidos cuidados para evitar questionamentos pela Justiça Eleitoral”, orienta o ministério na nota.

Cuidado viu galera de Xapuri!!!!

MEC promete dinheiro para escolas que incentivarem superdotados

Não se sabe quantos superdotados há no país.

Em geral, crianças e jovens superdotados pagam um preço alto pela inteligência acima da média. Primeiro, por causa do desconhecimento: ele tem habilidades em áreas específicas e não é obrigado a ser “bom em tudo”. Outro problema é a falta de apoio para desenvolver a aptidão. Não se sabe exatamente quantos superdotados existem no Brasil.

O garoto Mateus Albuquerque Costa é considerado superdotado. Ele começou a ler com apenas dois anos de idade. “Eu lia todas as palavras que estavam escritas nas capas dos livros, nas etiquetas dos supermercados”, diz. Os pais de Mateus ficaram assustados. “Nossa preocupação sempre foi a cobrança em cima dele”, diz a mãe, Marta Albuquerque Costa. “Eu me sinto normal, como qualquer outra pessoa”, afirma Mateus.

O professor de dducação física Zenildo Caetano tem duas filhas de sete anos que fazem trabalhos manuais ricos em detalhes. Para ele, as escolas não têm estrutura nem profissionais preparados para cuidar dessas crianças. “Elas falam: eu queria que hoje já fosse sexta-feira para eu não ter que ir pra aula, porque lá é chato, eu não gosto”, afirma. “Se as crianças não querem ir, é porque ela realmente não está sendo atrativa.”

"O que o país está fazendo? Está jogando fora. São talentos que sem dúvida nenhuma vão se traduzir em pesquisadores, pessoas que vão fazer diferença para a construção e a ratificação de um pais de primeiro mundo", afirma Caetano.

A pesquisadora Jane Chagas estudou 42 jovens superdotados e constatou que muitos tiveram perda de produção intelectual e até distúrbios psicológicos. Quando o talento não é aproveitado, vem a frustração. “Muitas vezes eles dizem: bom, não é tão bom ser tão bom”, diz.

Pacientes que esperam transplante poderão consultar lista pela web

Ministério promete liberar consulta pela internet em até 60 dias.
Pacientes poderão acessar apenas posição em que se encontram na lista.
O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante evento nesta quinta (25) em Brasília (Foto: Elza Fiúza/Brasília)Os pacientes que aguardam transplantes de órgãos no Brasil poderão acessar pela internet sua posição na lista de espera. O Ministério da Saúde espera concluir em até 60 dias a informatização do sistema e permitir que pacientes de todo o país tenham acesso às informações. Essa é uma das medidas anunciadas pelo governo nesta quainta-feira (25) para aumentar o número de transplantes no país.

De acordo com o diretor de Atenção Especializada do Ministério, Alberto Beltrame, os pacientes poderão ter acesso apenas à própria posição na lista de espera, que é organizada por estado. “Eles não vão poder ver a lista inteira porque a lei protege o sigilo do paciente, mas eles vão poder acompanhar online sua posição”, explica.

Beltrame afirmou que existe uma unificação nacional das listas de transplantes, mas ressalta que a regra ainda será a de distribuição dos órgãos por estados. Somente em situações extremas haverá a migração dos órgãos para estados diferentes.

O diretor afirma que ainda será criado um site para divulgar as posições para pacientes de todo o País. Ele ressalta que alguns estados já se anteciparam e permitem a consulta pela web das posições nos sites dos centros de distribuição de órgãos. Entre os estados que já permitem acesso à lista estão Rio de Janeiro e São Paulo.

Para o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, a divulgação pela web da posição dos pacientes é mais um passo para dar transparência à lista. “Isso faz com que o sistema seja sustentado na transparência, para que a pessoa possa acompanhar sua posição.”

A lista será elaborada em paralelo a alterações nas regras para os transplantes. Foi aberta nesta quinta-feira uma consulta pública do regulamento técnico do sistema nacional de transplantes. O objetivo é unificar a legislação para permitir uma maior integração entre os estados.

Do G1 - Brasilia

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Charge do Dia

E continuando com a nossa série de charges de horário político eleitoral aí vai a contribuição do chargista Bello públicada originalmente no Jornal Tribuna de Minas no dia de hoje...

Bom início de semana

Política de Cabo a Rabo

Passei o final de semana lendo o livro Política de Cabo a Rabo, uma obra de autoria do professor Meirelles que deveria ser a bíblia de todo político ou de cidadãos que realmente se interessam pelo assunto, entre muitas coisas novas que acabei aprendendo destaco as pérolas abaixo evidenciadas, que estimulam o raciocínio principalmente daqueles que insistem em aferir ao movimento político a imundices de ações pessoais e condenáveis do ponto de vista moral.

"A política é tão dispendiosa que precisa de tanto dinheiro, até para ser derrotado"

"Quando quiser atacar alquém, pode utilizar palavras de outras pessoas, mas quando quiser elogiar deve utilizar as suas"

"Quem se prepara tem futuro, quem não se prepara, tem destino"

"O político não pode agir sem pensar, mas também não pode pensar sem agir"

"Procure não ser contra ou a favor de determinadas pessoas. Seja contra ou favor de determinadas idéias ou posturas"

"Os insetos não atacam lâmpadas apagadas"

"Se conquista voto´pedindo e se mantém voto agradecendo"

"Conseguir a promessa do Voto, depende da insistência do candidato, consequir o voto depende de sua competência"

"O importante não é o quanto se trabalha, mas o quanto se produz"

"A ética é o cartão de crédito da política"

"A política é uma guerra, onde as ARMAS são as informações, a tecnologia e o marketing, as MUNIÇÕES são o discurso, as bandeiras e a propaganda, a ESTRATÉGIA é a defesa, o ataque, e os compromissos, os VÍVERES é a motivação, a organização e a emoção, os SOLDADOS são as pessoas envolvidas e o ALVO é a cabeça do adversário e o coração do eleitor"

Governo divulga calendário de pagamento de servidores

DIA 23-09-2008 (TERÇA-FEIRA)
• Pensionistas do Morhan

DIA 24-09-2008 (QUARTA-FEIRA)
• Secretaria de Estado de Saúde
• FUNDHACRE

DIA 25-09-2008 (QUINTA-FEIRA)
• Secretaria de Governo
• Gabinete Civil
• Gabinete do Vice-Governador
• Controladoria Geral do Estado
• Procuradoria Geral do Estado
• Defensoria Pública Geral do Estado
• Secretaria de Estado de Gestão Administrativa
• Secretaria de Estado de Planejamento
• Secretaria de Estado de Fazenda
• Secretaria de Estado de Agropecuária
• Secretaria de Estado de Meio Ambiente
• Secretaria de Estado de Floresta
• Secretaria de Estado Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia
• Acredata
• COHAB
• Codisacre
• Cila
• Colonacre
• Fades
• Deas
• Sanacre
• Escritório de Apoio em Brasília
• FUNTAC
• Fundação Escola do Servidor Público
• IMAC
• Instituto Defesa Agropecuária Florestal
• Instituto Dom Moacir Grechi
• Instituto de Terras do Acre

DIA 26-09-2008 (SEXTA-FEIRA)
• Gabinete Militar
• Secretaria de Estado de Infra-estrutura e Obras Públicas
• Secretaria de Estado Extraordinária de Habitação de Interesse Social
• Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos
• Secretaria de Estado de Segurança Pública
• Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar
• Secretaria de Estado de Esporte, Turismo e Lazer
• Secretaria de Estado de Comunicação
• Secretaria de Estado de Assistência Social
• Secretaria de Estado Extraordinária de Ações Sócio-Educativas
• Secretaria de Estado de Articulação Institucional
• Polícia Militar
• Corpo de Bombeiros
• Agência Estadual Reguladora dos Serv. Públicos
• DERACRE
• Instituto de Administração Penitenciária
• Cageacre
• Emater
• Fundação Cultural - FDRHCD
• Fundação de Cultura e Com. Elias Mansour
• FUNBESA

DIA 29-09-2008 (SEGUNDA-FEIRA)
• Secretaria de Estado de Educação

DIA 30-09-2008 (TERÇA-FEIRA)
• Acreprevidência
• Inativos e Pensionistas

O presente infindável

Escrito por Frei Betto
No século XX, a arte cinematográfica introduziu um novo conceito de tempo. Não mais o conceito linear, histórico, que perpassa a Bíblia e, também, as obras de Aleijadinho ou Sagarana, de Guimarães Rosa. No filme, predomina a simultaneidade. Suprimem-se as barreiras entre tempo e espaço. O tempo adquire caráter espacial, e o espaço, temporal. No cinema, o olhar da câmara e do espectador passa, com toda a liberdade, do presente para o passado e, deste, para o futuro. Não há continuidade ininterrupta.

A TV, cujo advento ocorreu no fim da década de 1930, leva isso ao seu paroxismo. Frente à simultaneidade de tempos distintos, a única âncora é o aqui-e-agora do (tele)espectador. Não há durabilidade nem direção irreversível. A linha de fundo da historicidade - na qual se apóiam o relato bíblico e os paradigmas da modernidade, incluindo um de seus frutos diletos, a psicanálise - dilui-se no coquetel de eventos onde todos os tempos se fundem. Dercy Gonçalves está morta e, sobre sua tumba, os clipes a exibem viva, interpretando sua personagem irreverente e desbocada.

Aos poucos o horizonte histórico se apaga como as luzes de um palco após o espetáculo. A utopia sai de cena, o que permite aos filósofos da desgraça vaticinarem: "A história acabou". Ao contrário do que adverte Coélet, no Eclesiastes, não há mais tempo para construir e tempo para destruir; tempo para amar e tempo para odiar; tempo para fazer a guerra e tempo para estabelecer a paz. O tempo é agora. E nele se sobrepõem construção e destruição, amor e ódio, guerra e paz.

A felicidade, que em si resulta de um projeto temporal, reduz-se então ao mero prazer instantâneo, epidérmico, derivado, de preferência, da dilatação do ego (poder, riqueza, fama etc.) e dos "toques" sensitivos (ótico, epidérmico, gustativo etc.). A utopia é privatizada. Resume-se ao êxito pessoal. A vida já não se move por ideais nem se justifica pela nobreza das causas abraçadas. Basta ter acesso ao consumo que propicia valor e conforto: uma boa posição social, a casa na praia ou na montanha, o carro de luxo, o kit eletrônico de comunicações (telefone celular, computador etc.), as viagens de lazer. Uma ilha de prosperidade e paz imune às tribulações circundantes de um mundo movido à violência. O Céu na Terra - prometem a publicidade, o turismo, o novo equipamento eletrônico, o banco, o cartão de crédito etc.

Nem a fé escapa à subtração da temporalidade. O Reino de Deus deixa de situar-se "lá na frente" para ser esperado "lá em cima". Mero consolo subjetivo, a fé reduz-se à esperança de salvação individual.

Graças às novas tecnologias de comunicação, agora o tempo está confinado ao caráter subjetivo. Experimentá-lo é ter uma consciência tópica do presente. Se na Idade Média o sobrenatural banhava a atmosfera que se respirava e, no Iluminismo, a esperança de futuro justificava a fé no progresso, agora importa o presente imediato. Busca-se, avidamente, a sua perenização. Somos todos eternamente jovens, cultuamos o corpo como quem sorve o elixir da juventude. Morreremos todos saudáveis e esbeltos...

Pulverizam-se os projetos nesse tempo cíclico, onde no mesmo rio corre sempre a mesma água. Outrora, havia namoro, noivado e casamento. Agora, fica-se. Após anos de casado, pode-se voltar ao tempo de namoro e, de novo, ao de casado.

A destemporalização da existência alia-se à desculpabilização da consciência. Uma mesma pessoa vive diferentes experiências sem se perguntar por princípios éticos, políticos ou ideológicos. Não há pastores e bispos corruptos e utopias que resultaram em opressão? A TV não mostra o honesto de ontem pilhado na vigarice de hoje? O bandido não faz gestos humanitários? Onde a fronteira entre o bem e o mal, o certo e o errado, o passado e o futuro?

"Tudo que é sólido se desmancha no ar" irrespirável dessa pós-modernidade, cuja temporalidade fragmenta-se em cortes e dissolvências, close-ups e flash-backs, muitas nostalgias (vide a bossa nova) e poucas utopias.

Se há algo de positivo nessa simultaneidade, nesse aqui-e-agora, é a busca da interioridade. Do tempo místico como tempo absoluto. Tempo síntese/supressão de todos os tempos. Eis que irrompe a eternidade - eterna idade. Pura fruição. Onde a vida é terna.

Nas artes, música e poesia se aproximam, de modo exemplar, dessa simultaneidade que volatiliza o tempo, imprimindo-lhe caráter atemporal. Na música, nossos ouvidos captam apenas a articulação de umas poucas notas. No entanto, perdura na emoção a lembrança de todas as notas que já soaram antes. Em si, a melodia é inatingível, assim como o poema, uma sucessão rítmica de sílabas e palavras sutis. O que existe é a ressonância da nota e da palavra em nossa subjetividade. Então, a seqüência se instaura em nós. Não é o tempo fatiado em passado, presente e futuro. É o presente infindável. O tempo infinito. Como no amor, em que o cotidiano é apenas a marcação ordinária de uma inspiração extraordinária.

Frei Betto é escritor, autor de "A obra do Artista – uma visão holística do Universo" (Ática), entre outros livros.

Eleitor pode solicitar 2ª via do título eleitoral até esta quinta-feira

Para tirar 2ª via, eleitor deve comparecer ao Cartório Eleitoral, porém a apresentação do título não é obrigatória no dia da eleição.

O eleitor que perdeu ou extraviou o título eleitoral poderá solicitar a segunda via do documento no cartório de sua Zona Eleitoral até esta quinta-feira (25) - dez dias antes do primeiro turno das eleições municipais -, segundo a Justiça Eleitoral.

Para tirar a segunda via, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é preciso comparecer ao Cartório Eleitoral munido de documento oficial de identificação, que pode ser a Carteira de Identidade, de Trabalho ou de Motorista.

A apresentação do título de eleitor, no entanto, não é obrigatória no dia da eleição. Todo cidadão brasileiro habilitado pela Justiça Eleitoral pode votar desde que se identifique por meio de um documento com foto na seção eleitoral da qual faz parte.

Segundo o TSE, o total de eleitores aptos a votar nos 5.563 municípios do país é de 128.805.829, já que os votantes do Distrito Federal e os que residem fora do país não participam das eleições. O Distrito Federal tem 1.663.720 eleitores, enquanto 132.354 estão cadastrados em outros países.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Charges do Dia




Hoje escolhi tres charges interessantes que represnetam bem o nosso espirito com a atualidade. A primeira é da Chargista Myrria do jornal A critica de Manaus e reflçete as nossas queridas promessas de nossos entediosos candidatos, a segunda é de autoria do chargista Waldez e reflete o fiasco do atletas braileiros nas olípiadas e a lição de vida dada pelos nossos para-atletas que merecidamente cosquistaram o 9° lugar na classificaçãogeral das paraolimpíadas, tomara que o COB, saiba onde investir agora e a ultima e do Chargista do Willy foi feita originalmente para o Tribuna da Imprensa de Fortaleza e nos alerta para os bons indices divulgados diariamente na economia brasileira...

Espero que gostem...

Boa Sexta-feira e um excelente Final de semana...

Nos vemos na segunda se Deus quiser...

Baixaria!!!

Foi o que segundo comentários se assistiu ontem no Bairro da sibéria com as atividades do Partido dos trabalhadores e do PSB. Não entrarei no mérito da questão, mas que o que ocorreu foi uma baita de uma imaturidade política isso é inegável que foi.....

Para se entender a história, no dia de ontem estava agendado ações políticas da frente de coalizão partidária que tem como nome majoritário o Amigo Ubiracy Vasoncelos, atividades estas que contariam com a presença do Ex-governador Jorge Viana, Senador Tião Viana e outros caciques da política esquedista acreana que por sinal estão mais do que direitas. Acontece que o grupo político do Manoel Morais foi mais rápido no gatilho e durante todo o dia encheu literalmente o bairro da Sibéria com seus cabos eleitorais que demonstraram que estavam lá para mostrar atitude.

Aí o bicho pegou.... e pegou feio... apesar de ambos os lados existirem pessoas centradas que eu admiro muito, mas que também tem pessoas alopradas a história não ficou somente no debate político e no campo da diplomacia e da política da boa vizinhança, das farpas moderadas de ambos os lados, trasnformaram-se em ofensas políticas, ofensas morais bate boca e até ameaça de faca.....

Que coisa feia senhores.... que exemplo para a comunidade xapuriense hein.....

É por isso que das baixarias que conheço prefiro a baixaria lá do mercado velho de Rio Branco....

“baixaria é um prato muito apreciadores pelos baladeiros de plantão como eu, basicamente composto de pão de milho, ovos, carne moída e cheiro verde”

O Menestrel

"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dara mão e acorrentar a alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se,e que companhia nem sempre significa segurança. E começa aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante, com graça de um adulto e não a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair meio em vão."

"Depois de algum tempo, você aprende que o sol queima, se ficar a ele exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que, não importam quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo (a) de vez em quando, e você precisa perdoa-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com que você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos."

"Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm muita influência sobre nós, mas que nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que você pode ser. Descobre que leva muito tempo para se chegar aonde está indo, mas que, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados."

"Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute, quando você cai, é uma das poucas pessoas que o ajudam a levantar-se. Aprende que a maturidade tem mais a ver com tipos de experiências que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais de seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
“Aprende que quando está com raiva, tem direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama mais do jeito que você quer não significa que esse alguém não o ame com todas as forças, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, e que algumas vezes, você tem que aprender a perdoar a si mesmo."

"E que, com a mesma severidade com que julga, será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára, para que você
junte seus cacos. Aprende que o tempo não é algo que se possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E vocêaprende realmente que pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir mais longe, depois de pensar que não pode mais. E que realmente a vida tem valor diante da vida !!!"

William Shakespeare

O Brasil, o aborto, as mulheres

Escrito por Cassiano Terra Rodrigues
Qual é o primeiro direito fundamental de uma pessoa? O direito à vida? À liberdade? À propriedade? Segundo John Locke, nenhum deles. O primeiro direito humano fundamental é o direito de cada indivíduo sobre sua própria pessoa: seu corpo, sua mente, seus nervos e músculos. Muito já se falou sobre os direitos humanos, mas muito mais ainda pode ser falado. Após mais de três séculos de experiência histórica, hoje em dia parece que a acusação de que os direitos humanos são direitos burgueses, conservadores e anti-sociais precisa ser matizada. Hoje em dia, é fundamental lembrar que no contexto de desigualdade social e privatização das relações no mundo globalizado, a defesa dos direitos humanos como direitos públicos é também uma defesa da justiça social.

Esse é um bom mote para falar do documentário O Aborto dos Outros, que estréia comercialmente no próximo dia 05/09. Ganhador de merecida menção honrosa do júri do festival É Tudo Verdade de 2008, o filme recoloca na pauta do dia a discussão sobre o aborto no Brasil; mas não apenas recomeça uma velha e espinhosa discussão, antes, ela é proposta em outros termos, isto é, em termos que nem sempre aparecem de maneira clara ao grande público.

Em primeiro lugar, é lamentável termos de comemorar que só recentemente nossos hospitais públicos começaram, com o Programa de Aborto Legal, a respeitar uma lei que data de 1940: o aborto é direito das mulheres em caso de estupro e risco de vida da gestante, além de judicialmente ser concedido em certos casos de má formação do feto. Todavia, a maioria dos abortos brasileiros ainda acontece na clandestinidade, nas casas ou em clínicas particulares, fazendo com que o aborto no Brasil exista de fato não só para os casos previstos em lei: são mais de 1 milhão de abortos por ano, para quem pode ou não pagar por bom atendimento médico. Contudo, para quem não pode pagar, as conseqüências de um aborto clandestino geralmente são trágicas.

Em segundo lugar, o filme desnaturaliza a idéia da maternidade, inserindo a discussão no contexto social da mulher brasileira. Nunca é demais lembrar que a maternidade não é simples fato natural, mas conseqüência de relações sociais: ninguém engravida simplesmente por ter nascido mulher. Ora, o filme deixa claro que a violência não se dá somente na forma de violência física (portanto, supostamente natural), mas também na forma de privação dos direitos civis: seja pela má-vontade, preconceito ou até mesmo ignorância dos funcionários da burocracia, seja pela condição de pobreza da maior parte da população, seja pelo machismo dominante. Ou por tudo isso junto.

Uma cena é reveladora: ao serem atendidas pela psicóloga num hospital público, mãe e filha vítima de estupro relatam que o escrivão da delegacia que registrou a queixa não lhes informou dos direitos civis (ou seja, garantidos em lei) da filha, mas, ao contrário, disse que "é difícil", que "não sei não", que "isso é complicado", "melhor desistir"... Ou coisa assim. Onde, então, mora a violência – só no bairro pobre onde vivem as duas? Quem é o violentador – só o estuprador?

Voltemos a Locke. A afirmação dos direitos fundamentais do indivíduo implica também um dever: a afirmação dos meus direitos como pessoa imediatamente exige dos outros que reconheçam minha condição humana fundamental, independentemente de crença ou pertença social, política ou religiosa. Lembrando disso, talvez o maior mérito do filme seja deixar as próprias mulheres falarem. Pois, no Brasil, o debate sobre o aborto é demasiadamente pautado pelos pontos de vista da religião, do Estado, ou da sociedade (por mais abstrato que isso seja); raramente a perspectiva das próprias mulheres é considerada, freqüentemente lhes é tolhida a possibilidade de expressar o que sentem, pensam, desejam; outros falam por elas, em vez delas.

Só revertendo nossa situação será possível garantir às mulheres aquilo que lhes pertence de direito, seja ele civil ou natural: o direito de serem ouvidas, tratadas e consideradas como pessoas que são, sujeitas de suas próprias vidas.

Cordiais saudações.

***
Nota 1: Mais informações sobre o filme, aborto, legislação, direitos humanos etc. no sítio virtual: [www.oabortodosoutros.com.br].

Cassiano Terra Rodrigues leciona filosofia na PUC-SP, apóia a descriminalização do aborto e sonha com o dia em que nenhum aborto mais será necessário.

Complexo Agroindustrial de Brasiléia entrega primeiras quinze toneladas de frangos abatidos

Primeiro abatedouro de aves instalado no Estado iniciou a comercialização na manhã de ontemAgencia de Noticias do Acre - Viviane Teixeira
A produção familiar conquista mais uma etapa em seu processo de consolidação e fomento do desenvolvimento do Estado. Um projeto que começou a ser construído com produtores rurais do Alto Acre foi coroado na manhã desta quinta-feira, 18, com a entrega de quinze toneladas dos frangos abatidos no primeiro frigorífico de aves instalado no Acre.

O Complexo Agroindustrial de Brasiléia tem capacidade para a produção de quinze mil aves por dia. De acordo o com o gerente da Acre Aves, Pablo Coelho, nesse primeiro momento estão sendo abatidas 7,5 mil aves diariamente, que têm como destino a comercialização em todos os 22 municípios do Estado. A distribuição é realizada pelo Frios Vilhena, que já despachou para Tarauacá, Feijó e Rio Branco.

Assim como na manhã desta quinta-feira, quando o produto foi descarregado em uma das lojas da rede de Supermercados Araújo, mensalmente serão distribuídas de quinze a vinte toneladas para abastecer o mercado acreano. “Nossa meta é chegar ao fim de 2009 abatendo nossa capacidade instalada, que é de quinze mil frangos”, comentou o gerente.

Para o secretário de Extensão Agroflorestal e de Produção Familiar, Nilton Cosson, a comercialização das aves simboliza a concretização de um trabalho que começou a ser desenvolvido em 2004 e que conta com a parceria do Governo do Estado, prefeitura de Brasiléia, produtores rurais e também da iniciativa privada. O sistema traduz o modelo econômico denominado Público-Privado-Comunitário (PPC).

A empresa Acre Aves Alimentos Ltda. detém a concessão de gestão com 94% das cotas do capital social, o restante é repassado à Cooperativa de Produtores de Aves do Alto Acre (Agroaves). A previsão é de que cada família obtenha renda que varia de um salário mínimo a R$ 840 ao mês fornecendo frango para a Acre Aves.

“Esse processo agrega valor ao trabalho dos produtores do Alto Acre. Nosso produto tem qualidade para competir em pé de igualdade com os frangos que vêm de outros Estados”, relatou o secretário.

Além do preço competitivo, existe ainda a vantagem de que o tempo de congelamento do produto acreano é bem menor em relação ao importado. Os frangos abatidos no Complexo Agroindustrial de Brasiléia chegam às gôndolas dos supermercados em três tipos diferentes - o frango industrial congelado inteiro e em pedaços, a galinha caipira e, pela primeira vez no mercado acreano, o frango resfriado. “Existe uma série de vantagens em trabalhar com produtos locais, como a geração de emprego e renda. Os frangos chegam aos supermercados com preços competitivos. A aceitação do produto certamente será favorável”, avaliou o empresário Adem Araújo.

Todo o processo industrial do abate é acompanhado por representantes do Ministério da Agricultura, responsável pela inspeção e fiscalização sanitária de produtos de origem animal destinados ao comércio nacional e internacional. O complexo recebeu a certificação do Serviço de Inspeção Federal (SIF) em agosto deste ano. A produção segue os padrões internacionais estabelecidos pelos órgãos competentes.


Produtor familiar terá participação nos lucros do Complexo Agroindustrial de Brasiléia
A expectativa dos produtores rurais envolvidos com a cadeia produtiva do Complexo Agroindustrial de Brasiléia cresce com o início da comercialização do produto. Ao todo, cerca de 700 famílias estão sendo diretamente beneficiadas com a entrega das aves ao frigorífico, produção de milho e de ração.

“Apostamos nossas fichas nesse projeto e agora estamos acompanhando os resultados”, comemorou o presidente da Associação dos Produtores de Aves do Alto Acre, Juarez Coelho da Silva. O avicultor Francisco Silva completa dizendo que a expectativa cresce com o início do abates das aves.

De acordo com o secretário Nilton Cosson, o complexo aquece a economia local, uma vez que, além de gerar empregos diretos, proporciona a possibilidade de ampliar a produção de milho e sebo, por exemplo. “Em média, 80% da matéria-prima da ração oferecida às aves tem origem no Estado. Isso fortalece o mercado local”, disse.

Desde 2004, quando o Governo do Estado assinou convênio com o Ministério da Integração Nacional, estudos foram realizados na região do Alto Acre para identificar os produtos que poderiam ser trabalhados para que a população local fosse inserida em um processo de desenvolvimento econômico.

Para isso, foram criados pólos agroflorestais, nos quais pequenos produtores recebiam do governo 200 aves, ração e medicamentos, como forma de experiência para estudar as possibilidades de implantação de um frigorífico na região.

“O governo criou pequenas células e espera que esses núcleos se multipliquem e promovam o desenvolvimento econômico das cidades”, disse Tony Oliveira, gerente de produção familiar.

Produtores das cidades de Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri inseridos no processo
Já em 2007, o programa tomou dimensões maiores. Começaram a ser implantados aviários com capacidade para 3 mil aves brancas (industriais) e outros para mil aves caipiras. Essa é a matéria-prima que atualmente abastece o frigorífico, localizado no quilômetro 8 na estrada de Brasiléia sentido Assis Brasil.

José Lima de Souza foi um dos produtores a receber o apoio do Estado. Na colocação dele, o aviário para aves industriais foi um dos primeiros a ficar pronto. O governo do Estado, por meio do Projeto Pró-Florestania, investiu cerca de R$ 23 mil na compra de madeira e equipamentos.

A cada ciclo, as 132 famílias produtoras, envolvidas com o fornecimento de aves, terão uma renda média de R$ 800. O frigorífico gera ainda 45 empregos diretos.

“Os produtores não são meros entregadores de mercadoria, mas fazem parte da cadeia produtiva, além de terem uma atividade para alavancar a economia da região”, finalizou Nilton Cosson.

Venezuela expulsa chefe de ONG de direitos humanos

Fonte: BBC Brasil
A Venezuela expulsou o diretor da organização de defesa de direitos humanos Human Rights Watch no país, José Miguel Vivanco, após a divulgação de um relatório que critica as instituições e o governo. O relatório da Human Rights Watch (HRW), divulgado na quinta-feira, apresenta um balanço dos 10 anos de gestão de Hugo Chávez no qual afirma que o governo "debilitou as instituições democráticas e as garantias de direitos humanos" neste período.

'Intolerância política'
No documento, intitulado "Intolerância política e oportunidades perdidas para o progresso dos direitos humanos na Venezuela", a organização, que tem sede em Nova York, afirma que depois do fracassado golpe de Estado contra o presidente venezuelano, em 2002, Chávez teria "tomado" as instituições do Estado.

Entre as principais áreas criticadas aparecem "o controle" do governo sobre o poder judiciário, "discriminação política aos opositores", "limitações à liberdade de expressão e ao sindicalismo".

Uma das principais críticas apresentadas no documento afirma que na Venezuela "não há separação de poderes" e utiliza como exemplo a ampliação do número de cadeiras no Tribunal Supremo de Justiça, de 20 para 32, em uma reforma realizada em 2004.

Na avaliação da HRW, esse sistema teria sido implementado para que os magistrados favoráveis ao governo alcançassem maioria.

Essa mudança foi qualificada pela HRW "como a mais grave violação do estado de direito", desde o golpe de 2002.

"Existe uma ausência de controle judicial, o que tem sido aproveitado por Chávez para aplicar políticas discriminatórias que limitam o exercício da liberdade de expressão dos jornalistas, da liberdade sindical dos trabalhadores e da capacidade da sociedade civil de promover os direitos humanos", afirmou José Miguel Vivanco, diretor da HRW, durante a apresentação do informe, nesta quinta-feira em Caracas.

Representantes do governo ouvidos pela BBC Brasil rejeitaram o informe da HRW e negaram que no país os direitos humanos e a democracia estejam em perigo.

Informe 'incorreto'
Para German Sálton, representante do Estado venezuelano na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, o informe é "incorreto" e não contempla aspectos que, a seu ver, são "conquistas" dos 10 anos de governo.

"A realidade venezuelana mostra números diferentes deste informe: o governo erradicou o analfabetismo, levou saúde à população mais pobre, garante acesso ao trabalho, isso é respeito aos direitos humanos, não violação", afirmou Sálton.

"Quando houve o golpe de Estado e o canal estatal foi tirado do ar, esta organização não emitiu nenhuma frase condenando esta violação à liberdade de expressão, nem tampouco contra o golpe", acrescentou.

Crise diplomática
Para Saul Ortega, deputado da Comissão de Relações Exteriores da Assembléia Nacional, a divulgação do informe está relacionada com a mais recente crise diplomática entre Venezuela e EUA.

Na semana passada Chávez ordenou a expulsão do embaixador norte-americano de Caracas "em apoio à Bolívia" e recebeu uma idêntica resposta por parte da Casa Branca.

"Não é por acaso que depois da expulsão do embaixador norte-americano os EUA começaram a nos atacar com os dois temas centrais para desqualificar um governo: narcotráfico e direitos humanos", afirmou Ortega à BBC Brasil.

Há dois dias, o governo dos EUA incluíram a Venezuela e Bolívia na lista de países que fracassaram na luta contra o tráfico de drogas no último ano.

'Discriminação'
No seu balanço sobre a gestão de Chávez, a HRW afirma que "a discriminação política" tem sido uma das características da atual presidência.

De acordo com o documento, houve "demissão de opositores políticos em algumas instituições estatais" e a criação de "sindicatos paralelos" aliados às políticas governamentais.

O deputado Saúl Ortega nega a existência de perseguição de trabalhadores opositores ao governo e disse que o Parlamento criou uma lei para coibir esta prática.

"Há uma lei vigente que proíbe as demissões injustificadas, para, entre outras coisas, impedir este tipo de abuso de poder por motivações políticas", afirmou.

Entre outras considerações, Human Rights Watch "recomenda" ao governo o "reestabelecimento da credibilidade" do Tribunal Supremo de Justiça e a criação de um organismo autônomo que administre a freqüência de rádio e televisão.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Deu no Gazeta de Hoje

Abrir o olho
O prefeito Wanderley Viana (PPS) abra o seu olho: se o PT ganhar a eleição para a prefeitura de Xapuri será investigado até sua quarta geração e olhe lá se não for preso.

Semana decisiva
Se a pesquisa desta semana colocá-lo numa situação ruim, não seria nenhuma aberração política se procurasse o candidato Manoel Moraes (PSB) para uma aliança.

Só favorece
Se ficar na disputa só por birra pode dar a vitória para Ubiracy Vasconcelos (PT).

O que conversaram?
O que conversaram os coordenadores da campanha do Marcinho (PSDB), em Xapuri, Everaldo e Celso Paraná, com o financista do petista Bira (PT), empresário Crio Pontes?

Alguma aliança?
Tramavam alguma aliança política na reta final?.

Ibope
Está previsto para hoje a divulgação da segunda pesquisa do Ibope.

Xapuri se prepara para momento histórico

Eleitores de Xapuri não sabem se apostam no novo, se permanecem com o que já conhecem ou se acreditam nas promessas encantadoras e não cumpridas da Frente Popular
Do Jornal Ac 24 Horas
A 20 dias das eleições municipais de 2008, o município de Xapuri - localizado a cerca de 180 quilômetros da capital do Acre -, aguarda com expectativa o desenrolar de um dos momentos políticos mais importantes da sua história. Com uma população estimada pelo IBGE em 14.800 habitantes, dos quais 10 mil são eleitores, o município padece há décadas com uma sucessão de administrações que não conseguiram colocá-lo em um patamar de desenvolvimento condizente com a história e com o renome nacional e internacional que possui a terra do líder sindical Chico Mendes, maior responsável por essa notoriedade.

Dos mais antigos municípios do Acre, Xapuri é hoje, nitidamente, aquele que menos experimenta de algum progresso e desenvolvimento. Com uma atual administração polêmica e conturbada, chefiada pelo prefeito Vanderley Viana de Lima (PPS), candidato à reeleição, a cidade padece com a falta com de estrutura básica e com a ineficiência dos serviços mais elementares, como a coleta de lixo e saneamento nas áreas periféricas. Dependendo quase que exclusivamente do dinheiro proveniente dos salários de funcionários públicos estaduais e municipais, além da modesta atividade extrativista, o comércio e a economia locais estão capengantes também há dezenas de anos.

A limitação, a desorganização e a inépcia da atual gestão municipal somadas à ausência do governo do Estado, que não faz investimentos de peso no município desde a pavimentação asfáltica da Estrada da Borracha, durante o governo Jorge Viana, são problemas crônicos que muito têm desagradado e afligido a população da pequena cidade que já superou os 100 anos de existência. As ações do governo estadual no município, com exceção da fábrica de preservativos, que emprega atualmente cerca de 100 funcionários de forma direta e algo em torno de 250 extrativistas de maneira indireta, se limitam a obras da sua própria alçada, como a manutenção da estrutura física dos prédios públicos estaduais e outros.

A cidade se ressente da falta de recursos oriundos de convênios com o governo estadual que possam se transformar em realizações visíveis nas ruas e no cotidiano da população. Xapuri proporcionou uma larga vitória ao governador Binho Marques nas urnas do município nas últimas eleições estaduais e até o momento não recebeu a contrapartida de seu governo em razão das graves diferenças existentes com o prefeito Vanderley Viana, ferrenho opositor do governo e maior pedra no sapato dos xapurienses. Em comício realizado recentemente, Binho Marques pediu para o povo votar no candidato do PT, Bira Vasconcelos, em troca de ações do governo para recuperar a cidade. Soou como chantagem eleitoral.

Diante desse quadro, o eleitor xapuriense dispõe de quatro opções para mudar ou manter a realidade atual através do voto no próximo dia 5 de outubro. Manter Vanderley Viana no poder parece a menos provável aos olhos da razão. No entanto, já se tem a experiência de que não se pode subestimar umas das grandes raposas da política local, que mesmo sendo considerado morto politicamente, submeteu o PT e o governo a uma derrota traumática no último pleito municipal. É fato também que mesmo sem apoio do governo e de forma atabalhoada, Viana consegue realizar pequenos feitos que apesar de, na maioria, ficarem inacabados ou mal executados, somados uns com os outros o colocam em vantagem sobre o segundo mandato do ex-prefeito Júlio Barbosa. Desgastado por seu próprio trabalho e comportamento inadequado para um gestor, Vanderley corre na disputa como azarão.

A Frente Popular produziu também em Xapuri, a exemplo de outros municípios acreanos, uma segunda candidatura à prefeitura. Manoel Moraes (PSB) é funcionário do Ibama e empresário radicado na cidade há mais de 15 anos e saiu do PT, onde não conseguiu espaço para se candidatar ao cargo de deputado estadual nas últimas eleições, oportunidade em que foi o candidato radicado em Xapuri a receber o maior número de votos, o que por pouco não lhe deu a vaga na Assembléia. Inicialmente favorito, Moraes caiu nos primeiros meses de campanha eleitoral e ensaia uma reação para a reta final da disputa. Aposta em uma boa votação na zona rural para fazer, segundo ele, frente ao PT, com quem considera que disputa a eleição.

Depois da derrota para Vanderley Viana nas eleições passadas, quando foi candidato a prefeito o primo de Chico Mendes, Raimundo Mendes de Barros, o PT encontrou no engenheiro agrônomo Ubiraci Vasconcelos, o nome para conduzir o partido de volta ao poder em Xapuri após a controversa administração de oito anos de Júlio Barbosa de Aquino. Discreto e comedido com o seu discurso, Ubiraci pacificou os conflitos internos do partido no município e tomou as rédeas do processo que costumava ser conduzido por caciques locais. Junto com o PC do B do pecuarista Eriberto Brilhante da Mota, o PT é favorito numa eleição que promete ser disputada voto a voto.

A maior surpresa das eleições em Xapuri é o candidato Marcinho Miranda (PSDB), outro que aparece como favorito com base em consultas informais. Considerado por muitos como incapaz sequer de levar a candidatura até o final da campanha – chegou-se a cogitar que se aliaria a Vanderley Viana -, o jovem pecuarista cresceu e ameaça conquistar uma vitória que poucos acreditavam acontecer. Sua candidatura, coligada com o PMDB do engenheiro cívil Manoel Graciano, é determinada e conta com grande simpatia de importantes setores da sociedade.

Com esse leque de opções, Xapuri tenta retomar o rumo do desenvolvimento a partir de 2009. Mais maduro e escaldado com as últimas experiências administrativas, é de se esperar que o eleitor xapuriense esteja atento para mais uma vez não perder o bonde da história e passar mais quatro anos sapateando ou com uma abelha dentro do ouvido, como alerta a propaganda da Justiça Eleitoral.

Roberto Vaz – da redação ac24horas
Rio Branco, Acre

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Charges do Dia

Em tempos de Horário Eleitoral escolhi a Charge ao lado do jornal, O povo de Curitiba, para ilustrar bem a situação...

E que Deus nos Acuda!!!!

Boa semana a todos!!!

As dez promessas (mentiras) mais descabidas ouvidas em palanques Xapurienses...

Se você como eu é um eleitor consciente e não um tapado que lê fielmente a cartilha política somente de uma determinada cor, e está preocupado realmente com o destino de Xapuri, de vê estar acompanhando os comícios de todos os candidatos prefeitáveis em com certeza já deve ter ouvido sequer uma das pérolas abaixo:

1ª- A Campeã: “Vou construir a Ponte da Sibéria”
- Ninguém mais aquenta esta lorota, agora é São Tomé é Ver pra crer

2ª- A Irônica: “Não preciso de dinheiro da prefeitura, sou um homem realizado profissionalmente e financeiramente. Quero ser Prefeito somente para ajudar Xapuri”
- Tá meu nego, de boas idéias o inferno ta lotado!!!

3ª- A Populista: “Criarei somente no primeiro semestre do meu mandato cerca de 500 empregos diretos”
- Fico na dúvida se o dileto candidato conseguirá pelo menos a mesma quantidade de votos!!!

4ª- A otimista: “Xapuri não tem tantos problemas como meus adversários falam, aqui não é tão diferente dos outros municípios, oque aqui tem a mais é gente que deseja o mal”
-Verdade!!!! Também acredito em coelhinho da páscoa, matuta pereira, papai Noel e bicho papão!!!!

5ª- A Educativa: “Construirei a escola municipal de 2º grau”-
Valei-me... Se o município não conseguindo sequer manter a educação básica imaginem o ensino médio!!! Ah e quem é que se candidata a trabalhar voluntário????


6ª- A prepotente: “Sou um dos poucos com ficha limpa no serviço público e desafio quem quer que seja a procurar algum processo no qual fui condenado”
- Uma perguntinha.. vale os que estão em trâmite ou os que os advogados conseguiram a abafar? E pelo amor de Deus eleitores não procurem porque vão achar um monte deles e não estou falando do Atual Prefeito não!!!

7ª- A Audaciosa: “Os demais candidatos não tem competência para administrar Xapuri, se eu fizer pelo menos 10 perguntas de administração eles não me responderão sequer 3”
-Candidato mentiroso tudo bem já estamos acostumados, agora aquentar candidato com síndrome de estudante CDF aí meus amigos é F.....

8ª- A Gospel: “Só Deus me tira essas eleições e sei que ele com seus anjos estão olhando para que eu consiga vencer”
-Ah dá uma piscadinha vai Deus, principalmente na hora que os eleitores estiverem votando.... agora que esse cidadão é verdadeiramente o abençoado isso ninguém pode negar. Pelo menos se não vencer as eleições pode concorrer com São Sebastião ao cargo de Padroeiro do município... ah só um lembrete nesse caso precisará morrer antes....

9ª- A Futurista: “Comigo Xapuri sairá do atraso e garanto que em 4 anos realizarei mais coisas que meus inimigos políticos não fizeram em oito anos”
-Duas observações: primeiro que deu a louca... assistiu muito a minissérie JK da globo e está querendo dá uma de Juscelino, agora só falta dizer que vai construir A Nova Xapuri. Segundo é realmente você pode fazer bem mais que os anteriores numa simples situação “meter menos a mão no dinheiro do povo”

10ª- A Bestinha: “Podem acreditar em mim, pois garanto que mesmo que essas pessoas que vocês não gostam estarem no meu palangue, elas não farão parte do meu governo”
-É ruim de acreditar hein!!! A mesma turma, no mesmo lugar, com a mesma intenção... aliás que galerinha hein... mas ok eu juro que também apesar de ter várias blusas do flamengo, não sou flamenguista, que apesar de ter terço em cima da mesa andar com crucifixo no pescoço, também não sou católico, aliá juro, mas juro mesmo que não estou nem aqui....

E depois ainda dizem que é o personagem Pinochio que m,ente. Ah se os vossos narizes também crescessem!!!!

PM e SEE lançam curso de Segurança Pública nas Escolas

Inspetores receberão 40 horas de aula a partir da próxima semana
Índices de criminalidade reduziram nas imediações das escolas com a presença da Companhia de Policiamento Escolar

Com o objetivo de coibir a violência e o tráfico de drogas em frente das escolas, a Companhia de Policiamento Escolar da Polícia Militar (PM) lançou nesta sexta-feira, 12, no auditório da Secretaria de Estado de Educação (SEE) a aula inaugural do curso de segurança para inspetores.

Na abertura, o subcomandante da PM, Jeremias Ramalho, falou da importância da qualificação para a repressão da criminalidade. “Essa qualificação oferece a ampliação do trabalho da polícia que contará com o apoio dos inspetores que utilizarão a percepção do que ocorre ao seu redor para ajudar na segurança. Isso é a garantia da dignidade das pessoas e de uma sociedade sem violência”, detalhou o oficial.

O diretor de gestão da SEE, Jean Mauro, lembrou que após a parceria entre a PM e a secretaria, os índices de criminalidade caíram, contribuindo para a melhoria do ensino. “O Policiamento Escolar começou com 20 policiais, em uma parceria que contribuiu tanto que temos o prazer de termos hoje 60 policiais. Temos, também, o Proerd que realiza a atividade de prevenção no combate às drogas e a violência e que começou a dar resultados”, detalhou Jean, que representou a secretaria de Educação.

Para abrir o debate sobre a importância do curso de Segurança Pública nas Escolas, o corregedor do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Leonardo Neves Carvalho, ministrou uma palestra, abordando o combate a criminalidade.

Os inspetores terão 40 horas de aulas a partir da próxima semana, aprendendo como identificar os fatores de riscos, primeiros-socorros, prevenção contra a violência e contra as drogas, relação interpessoal, procedimentos de segurança, prática de polícia comunitária, resolução de conflito, identificação de ilícitos, segurança no trânsito e ações e prevenções de acidentes.

Somos todos pós-modernos?

Escrito por Frei Betto
A resposta é sim se comungamos essa angústia, essa frustração frente aos sonhos idílicos da modernidade. Quem diria que a revolução russa terminaria em gulags, a chinesa em capitalismo de Estado e tantos partidos de esquerda assumiriam o poder como o violinista que pega o instrumento com a esquerda e toca com a direita?

Nenhum sistema filosófico resiste, hoje, à mercantilização da sociedade: a arte virou moda; a moda, improviso; o improviso, esperteza. As transgressões já não são exceções, e sim regras. O avanço da tecnologia, da informatização, da robótica, a gloogletização da cultura, a telecelularização das relações humanas, a banalização da violência, são fatores que nos mergulham em atitudes e formas de pensar pessimistas e provocadoras, anárquicas e conservadoras.

Na pós-modernidade, o sistemático cede lugar ao fragmentário, o homogêneo ao plural, a teoria ao experimental. A razão delira, fantasia-se de cínica, baila ao ritmo dos jogos de linguagem. Nesse mar revolto, muitos se apegam às "irracionalidades" do passado, à religiosidade sem teologia, à xenofobia, ao consumismo desenfreado, às emoções sem perspectivas.

Para os pós-modernos a história findou, o lazer se reduz ao hedonismo, a filosofia a um conjunto de perguntas sem respostas. O que importa é a novidade. Já não se percebe a distinção entre urgente e importante, acidental e essencial, valores e oportunidades, efêmero e permanente.

A estética se faz esteticismo; importa o adorno, a moldura, e não a profundidade ou o conteúdo. O pós-moderno é refém da exteriorização e dos estereótipos. Para ele, o agora é mais importante que o depois.

Para o pós-moderno, a razão vira racionalização, já não há pensamento crítico; ele prefere, neste mundo conflitivo, ser espectador e não protagonista, observador e não participante, público e não ator.

O pós-moderno duvida de tudo. É cartesianamente ortodoxo. Por isso não crê em algo ou em alguém. Distancia-se da razão crítica criticando-a. Como a serpente Uroboros, ele morde a própria cauda. E se refugia no individualismo narcísico. Basta-se a si mesmo, indiferente à dimensão social da existência.

O pós-moderno tudo desconstrói. Seus postulados são ambíguos, desprovidos de raízes, invertebrados, sensitivos e apáticos. Ao jornalismo, prefere o shownalismo.

O discurso pós-moderno é labiríntico, descarta paradigmas e grandes narrativas, e em sua bagagem cultural coloca no mesmo patamar Portinari e Felipe Massa; Guimarães Rosa e Paulo Coelho; Chico Buarque e Zeca Pagodinho.

O pós-modernismo não tem memória, abomina o ritual, o litúrgico, o mistério. Como considera toda paixão inútil, nem ri nem chora. Não há amor, há empatias. Sua visão de mundo deriva de cada subjetividade.

A ética da pós-modernidade detesta princípios universais. É a ética de ocasião, oportunidade, conveniência. Camaleônica, adapta-se a cada situação.

A pós-modernidade transforma a realidade em ficção e nos remete à caverna de Platão, onde nossas sombras têm mais importância que o nosso ser e as nossas imagens que a existência real.

Frei Betto é escritor, autor de "Calendário do Poder" (Rocco), entre outros livros.