Caros Leitores, desde a sua criação o Blog Xapuri News, o intuito sempre foi de ser mais um espaço democrático de noticias e variedades, diretamente da Princesinha do Acre - Terras de Chico Mendes - para o mundo, e passará momentaneamente a ser o instrumento de divulgação das Ações da Administração, Xapuri Nossa Terra, Nosso Orgulho, oque jamais implicará em mudança no estilo crítico das postagens.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Charge do Dia!!!!

Médico Bebum Causa Acidente na Madrugada Xapuriense!!!!


Como já é 31 de dezembro,último dia de 2009, saí par tomar uma cervejinha com os amigos que fizeram parte da minha história de vida em 2009, a princípio coloquei os assuntos em dia com o amigo e afilhado Judson Vladesco, ora ocupante da Cadeira de Diretor Municipal de Cultura do Município de Xapuri. Encontramo-nos por acaso no Bar e Lanchonete Bebum - Único posnto de Encontro de amigos decentes de Xapuri, mas que corre o risco de ser demolido - onde pudemos conversar bastante as amenidades xapuriense até sermos interrompidos pelo novo profissional da área médica de Xapuri, que tem protagonizadpo alguns dos ultimos escandalos da alta sociedade xapuriense, nos quais envolvem discursões com altas autoridades do judiciário, agarra-agarra com autoridades policiais, bate-bocas com pessoas de alta estirpe entre outras...

Enfim, sem ser convidado o referido médico que não sei e nem pretendo saber o nome, sentou na mesa em que ocupávamos e demonstrando alto teor de embriagues alcólica, proferiu uma séire de asneiras, dexiando-me altamente constrangido. Não obtendo resultado na sua empreitada devido o bom senso demonstrado por mim e por meu colega, o mesmo se ateve a gredir verbalmente algumas das pessoas presentes no local, oque me deixou desnorteado pela postura de um profissional que deveria no mínimo demonstrar respeito pela cidade a tão pouco residente.

Fiquei deveras constrangido a tal ponto de pedir a conta e me retirar do local e dirigir-me ao estabelecimento da senhora Raimunda, bastante popular na noite xapuriense, onde encontrei o amigo e colega bloqueiro Raimari, que apesar de algumas contendas, tenho uma imensa adimiração. Na oportunidade tivemos o prazer de conversarmos, e principalmente como pessoas inteligentes discutirmos algumas divergências ainda existentes -Grifo meu: Raimari é um dos profissionais da área de comunicação em Xapuri que merece respeito, sempre tivemos divergências na compreenção dos fatos, porém isso decorre de nossa postura altamente crítica acerca dos agentes envolvidos, que geralmente, são agentes políticos, porém sempre conseguimos separar a questão profissional e ideológica da pessoal. Muitos podem até estranhar por que nos alfinetamos em comentários nos blogs e geralmente somos vistos conversando ou tomando uma cerveja como na noite anterior... a resposta é simples... para pessoas com inteligência social e emocional, podemos até discordar das idíeas de alguém, porém jamais criticamos a pessoa, mas sim suas posturas e compreensões!!!

Não obstante ao fato de ser inoportuno no Bebum po referido Médico Bebum, apareceu repetinamente no ambiente onde novamente eu estava, porém desta vez, demonstrando total falta de bom senso com os presentes, deixando a todos nevorsos e "fulas da Vida". após ser convidado a se rretirar do local, demonstrando um estado de total embriagues alcólica, saiu dirigindo o veiculo gol placas NCU 3000 de Porto Velho, que não demorou muito tempo na direção se chocou violentamente com a mangueira em frente ao prédio do Núcleo da Universidade Federal do Estado do Acre, a pouco mais de 200 metros do local onde o mesmo saira...

Ponto para a Polícia Militar, que pelo menos, enquanto estive presente usou de tamanho respeito ao cidadão embriagado, explicando a situação e sendo deveras cortez ao conduzir o mesmo sob detenção, possivelmente para teste de bafômetro e providências cabíveis ao fato. Porém como relembrar nunca é demasiado, gostaria apenas de ressaltar às autoridades do município que segundo o Código de Trãnsito, Dirigir alcoolizado (mais de 0,6 g/l de sangue) ou sob efeito de qualquer entorpecente é passível de multa de R$ 957,00 com suspensão da habilitação.

Agora o que me intriga nessa história toda é que o médico bebum, em todas as situações constrangedoras que esteve envolvido, constantemente proferia em alto e bom tom, que se "alguém metesse a besta com ele ligaria para o Delegado"...Não sei até onde precede tal informação, porém é preocupante... conhecendo pouco da postura do Dr. Pedro, duvido muito que ele proteja algum tipo de comportamento tão anormal como o referido bebum... porém é uma boa hora para desmentir tal situação, já que pairou dúvidas sobre um possível e pseudo protecionismo...

Por fim, conclamo às autoridades estaduais na área de sáude, Leia-se Secretário Estadual de Saúde - Dr. Osvaldo e Sub-Secretário Sérgio Roberto, que por sinal é xapuriense e portanto, é conhecedor da condição de pacata e ordeira da comunidade xapuriense que não compactua com comportamentos grotescos de profissionais em nenhuma área de atuação profissional, que fira a normalidade costumeira desse povo, que avalie a postura dos profissionais que atuarão nessa comunidade, já que estamos fartos de porras-loucas. Queremos sim pessoas que contribuam para o desenvolvimento de Xapuri, porém outras, aquelas que só trazem agruras e demonstram total desiquilíbrio para essa população, convenhamos que não são bem aceitos, ou bem vistos.

Uma pessoa que não conseque ver uma árvore centenária como a da foto é por que está em um estado deplorável de embriaguesNão quero aqui ser o dono da verdade, porém esse tipo de comportamento deve ser estirpado da nossa comunidade. Ainda bem que o bebum apenas prejudicou a si mesmo... imaginem se o estrago fosse envolvendo outra pessoa???

De toda a história tirei uma lição... quem terá coragem de tomar algum remédio prescrito por alguem tão desiquilibrado???

Eu Hein!!!!

Veja algumas Fotos do Acidente:


FELIZ NATAL!

Moises Diniz *
Fico impressionado com o comportamento das pessoas nestes dias de resguardo de Natal e aguardo de Ano Novo. É como se uma luz incandescente emergisse de cada veia e de cada neurônio. É um espetáculo o que acontece no cérebro de cada pessoa.

As pessoas ficam mais alegres, acreditam mais, reduzem os seus medos. Acreditam que o 13º salário vai quitar todas as dívidas e que, de uma hora para outra, a vida vai ser bem melhor no ano que vai nascer.

Aquele que te fez sofrer aperta a tua mão e tu respondes com ternura ao mesmo aperto de mãos. O carrasco que te algemou recebe um abraço teu, mesmo que não tenhas mãos.

O menino da periferia, de cor negra e já sem dentes básicos, aguarda inquieto aquele embrulho que vai lhe trazer alegria. O seu pobre pai, alcoolizado na esquina, não percebe o tamanho do sonho do filho. E se percebe se alcooliza para não perceber.

A menina adolescente acredita que são verdadeiras aquelas palavras lindas que ouviu no celular, que só liga a cobrar, e que não vai demorar a chegada daquele príncipe encantado.

Ela não sabe que aquele calhorda quer apenas se aproveitar de sua carne tenra. Que do outro lado da vila, da vida, da palafita ele dorme numa mansão inconsolável e que o seu sonho juvenil vai acordar com os gritos da primeira briga de rua do ano.

O dono do boteco na ponta da rua acredita que todo o bairro esquecido pelos homens do poder vai se lembrar de quitar as suas dívidas. Ele sonha encher, no ano que vem e que chega sob as primeiras luzes e nos mais sutis apertos de mão, as prateleiras com mais feijão e açúcar, bolacha, sardinha e arroz, palito de fósforo, pouco papel, goiabada e cibalena, muito sal, farinha e pão dormido, lâmina de barbear semanal.

O homem do boteco é como a gente que vende sonhos a prazo, não exige assinatura, não cobra a fatura e nem digital. Tudo fica aguardando o Natal, o Ano Novo que vai chegar como búfalo, locomotiva e temporal.

Esses dias especiais vão trazer de volta o meu emprego, a minha alegria, o meu pão, a mulher perdida, a conta esquecida que o vizinho não pagou. Vai ter leite em toda mama, vergonha em todo homem, beleza em toda dama.

Não serei mais tão estúpido a ponto de não perceber os olhares do povo que exige mais abrigo, escola e pão. Vou abraçar o amanhecer e ver que a vida não passa de um pedaço do universo que também se partiu.

Verei que a felicidade humana é como um pouco de carne na boca sempre faminta de um rico qualquer. E que cada um alimenta o seu animal a partir do tamanho da alma do seu próprio dono.

Por isso me incomodam esses abraços, que parecem laços, pedaços de sonhos que não vão se realizar, como se uma serpente engolisse a outra que também lhe quer bem.

Neste Natal as serpentes de cada mente humana vão abraçar as outras serpentes. Será um abraço de quem come e dorme, veste e acorda a custa do trabalho humano, dos outros trabalhos que não são os seus.

Neste final de ano incerto eu vou abraçar meus amigos que ainda não conheci. Pois sei o quanto é fácil abraçar o meu irmão, minha filha, meu parente. Como abraçar os que choram nas ruas nas quais eu não ando, nas periferias que me fazem medo?

Como dizer ‘Feliz Natal’ para quem não nasceu e ‘Feliz Novo Ano’ para quem envelheceu? Por que abraçar as serpentes que cultivamos e fingir que não vemos a dor que elas produzem lá mais distante, onde meus olhos não alcançam, minha solidariedade não atinge e minha voz não leva nenhum acalanto?

Um Natal assim me deixa doente, é como uma doença antiga, do tempo em que o meu coração se partiu em três, quatro pedaços colossais, a amar meus desejos pequenos e a esquecer os desejos gigantes da humanidade.

Queria um Natal diferente, onde o homem amasse de fato a si mesmo e aos outros. Que as árvores não fossem sufocadas pelos coronéis do carbono, nem as águas, nem o ar, nem as larvas, nem as sementes, nem os pássaros sadios, os doentes, nem as raízes, nem os lagos, nem os homens, nem os peixes, nem os animais de pele, de escama, de asas, nem as lagartas, nem a terra.

Nenhum pedaço de sol eu posso dar, nenhuma esmola que não agüenta uma investigação. Por isso eu vou proteger o sol neste Natal, a única beleza natural que eu posso cuidar. Abraçar a lua não me deixará em conflito com os donos do poder.

Acho que vou acabar abraçando a chuva aqui nesta Amazônia indecente, que fica nua nas aldeias indígenas e não se preocupa com a cretinice dos apóstatas do verde e apóstolos do medo e da moral divina.

Vou abraçar o vento, vou falar com os pedaços soltos de asfalto, porque sei que eles são restos mortais milenares de nossos antepassados, de nossas árvores, animais, tudo que se acumulou no subsolo invisível do planeta. Com eles conversarei.

Pedirei perdão aos entes da floresta, aos meninos pobres e às adolescentes convertidas à prostituição, aos desempregados do capital, aos negros, aos povos indígenas, aos homossexuais, aos africanos, palestinos, aos latinos e iraquianos.

Feliz Natal ao homem das margens dos igarapés amazônicos, às mulheres que não lhe deram a oportunidade de pintar o cabelo, os lábios, usar um bracelete, um vestido de moda, aos pássaros que não se vestem contra o frio ou para adornar a noite.

Lutarei contra os meus medos e as minhas antipatias ao novo, ao desconhecido e a tudo aquilo que maltrata e provoca dúvida, preconceito e aversão. Uma idéia nova, uma pessoa doente, sem lar e esperança, uma nódoa na minha blusa de linho, um desvio no meu caminho, um medo de repartir, de amar.

Feliz Natal aos homens de sonho nobre, de idéias encantadas e coletivas. Que cada silêncio de rua faça nascer uma fogueira de sonhos.

Feliz Natal à humanidade que não se rende ao atraso de acumular sempre as mesmas dores no costado dos fracos e as mais iluminadas alegrias nas almas de poucos.

Feliz Natal!
Neto de nordestinos de Riacho do Sangue e índios ashaninkas das margens do Rio Amônia, no Acre.

A Fragilidade da Vida

Por: Marizete Furbino
A idéia de que a vida é frágil demais nos assusta a cada instante!Remete-nos à reflexão importante sobre o modo de ser do homem contemporâneo. Este homem que trabalha, trabalha e trabalha e que nunca se encontra realizado profissionalmente, vivendo em uma busca constante, em sua trajetória profissional e pessoal. Cada vez mais vivemos numa sociedade da técnica, sociedade esta, digitalizada, em que tudo parece previsível, passível de transformação numérica. E é justamente no íntimo dessa convicção sobre o exato, que o inesperado faz sua intromissão devastadora, deixando marcas na história da humanidade. Na forma brutal, de um acidente fatal, onde a morte aproxima-se no recôndito do corpo de pessoas que estavam em um avião, que se abate sobre um edifício, causando-nos tamanha perplexidade e um sentimento enorme de impotência.

O desenvolvimento científico dos últimos anos, em progressão geométrica, tem criado condições para uma vida saudável e uma idade avançada, um prolongamento da expectativa de vida que não conhecíamos há alguns poucos decênios passados. Somos com isso induzidos a uma segurança absoluta. O transitório torna-se permanente até que o inesperado acontece e leva-nos a ter uma nova concepção de vida. O tempo tem nova dimensão na velocidade dos acontecimentos que passam por nós numa sucessão ininterrupta, tudo reduzindo ao instante presente como se fosse eterno. Os dias não têm fim com o por do sol, prolongando-se pelas noites que se estendem até o raiar do sol.

No entanto, apesar de tudo isso, é terrível constatar que a vida humana é muito frágil. Nossos dias passam velozes. Não nos adianta toda a segurança do mundo, toda a riqueza e poder. Estamos sujeitos sempre aos incômodos, incluindo-se as doenças e a morte. Portanto, devemos viver nossos dias com sabedoria, pois, a vida é uma só, uma única e poderosa oportunidade para realizarmos projetos grandiosos e enobrecedores, capazes de produzir efeitos enriquecedores nos outros e principalmente em nós mesmos.

Para isso, olhe ao seu redor, perceba o reflexo que causa nos demais, perceba como se sente perante os mesmos e todos os dias perante você próprio. Faça uma auto-análise de como está vivendo.
O que me fez ficar pensando hoje foi o fato de a vida ser tão frágil. Em um momento estamos aqui bem, e em outro, em um piscar de olhos, não estamos mais. Tal fato contribuiu e muito para que eu refletisse e decidisse a viver cada momento, aproveitar cada oportunidade, ficar junto de quem gosto o máximo de tempo possível. Sei que é difícil, mas acho que tenho que parar de esperar que as coisas melhorem, que o trabalho diminua, que eu tenha mais dinheiro, que eu encontre um grande amor para aproveitar o que a vida está me oferecendo agora.

Não sei se estarei aqui daqui a um dia, daqui a um mês, daqui a um ano. Estarei aqui o tempo que me for permitido e quero que esse seja o melhor tempo de todos.

É Natal?


Escrito por Frei Betto É Natal. Tudo se contradiz à nossa volta. É verão nos trópicos e, no entanto, há neves de algodão, trenós e o Papai Noel agasalhado do frio. À mesa, castanhas e nozes, alimentos adequados ao inverno.

Tudo se mistura em nós, confunde sentimentos, atropela referências. Damos presentes aquém de nosso afeto e, alguns, além de nossas posses. O sangue que enlaça a família parece mais forte que o amor.

Em plena festa religiosa, move-nos um consumismo compulsório e compulsivo. Os bens finitos superam os infinitos. A felicidade parece revestida de papel celofane. O significado cristão esconde-se em acenos nostálgicos, demasiadamente frágeis para que Jesus logre quebrar a hegemonia mercantil de Papai Noel.

Como pesa esta data para quem não a celebra liturgicamente! A um canto, a árvore com adereços coloridos e, à sombra, o presépio com o Menino na manjedoura. Mero artesanato. Ali dorme também o menino que fomos um dia, inebriado pela fé; agora, de olhos fechados, teme abraçar o apelo divino e comemorar o aniversário de Jesus.

Sim, há abraços e beijos, presentes que se trocam entre taças de vinho e copos de cerveja. A alegria, como olhos de mulher, é marcada por um risco de sombra: ninguém blefa no mais íntimo de si mesmo; lá onde reside, sufocado, o nosso verdadeiro eu, aquele que sonhamos libertar um dia. Sabemos que as crianças estão felizes com o novo tênis, os jogos eletrônicos, as bonecas que choram sem emoção e falam sem inteligência.

Quem é Jesus para essa geração que não freqüenta catecismo e cujos pais têm pudor de rezar com os filhos e dar-lhes as mãos nas veredas que conduzem ao Transcendente? Onde se esconde o Menino da manjedoura ocultado pela obesidade comercial do velhinho que ignora as crianças pobres?

Na falta de mística, muitos procuram o êxtase em doses químicas. Sem disso terem consciência, gostariam que, atrás da seringa, por dentro da drágea ingerida, entre a fumaça ou o pó que se aspira, Deus irrompesse. Todos os presentes são insuficientes para o coração que clama por Presença.

Neste Natal, alguns vão ao culto e oram em família. Outros preferem a solidão de um mosteiro, a missa cantada em gregoriano, a leitura da Bíblia, a mesa onde se partilha menos comilanças e mais gestos de carinho.

Porém, o que fazer? A TV universaliza a publicidade, a publicidade impregna a mercadoria de fetiche, o fetiche traz a ilusão de que os presentes, uma vez desembrulhados, irradiam felicidade. Assim, deixamos nos escravizar pelas convenções, sem ao menos indagar o que significam e se nos convêm.

Dentro de poucos dias, voltaremos ao ritual que se repete a cada ano: recarregar a despensa e a geladeira para o réveillon e, de novo, os mesmos abraços e afagos, com a vantagem de não dar presentes. Apenas desejar boa sorte e feliz ano-novo.

Talvez, no íntimo, o propósito de que "daqui pra frente tudo vai ser diferente." Beber menos, balancear a alimentação, fazer exercícios físicos, deixar o cigarro, dar mais tempo à família. Ou, quem sabe, dar um passo além do próprio umbigo: uma causa solidária, uma instituição de caridade, um projeto que minore a dor dos excluídos. Preocupar-se menos consigo e ocupar-se mais com os outros. Propósitos de renascer. Para que outros tenham vida.

Então, sim, será Natal. Nascimento. Como Jesus propôs a Nicodemos, sem que seja preciso retornar ao ventre materno. Deixar que o Espírito dispa-nos do homem e da mulher velhos para nos revestir do novo ser, aquele que tem seu protótipo e paradigma no Menino que dorme no presépio e, agora, desperta dentro de nós, faminto de Deus, de justiça, de uma sociedade menos desigual e um mundo melhor.

O Natal deveria durar o ano todo, no mais profundo de nosso coração, o verdadeiro presépio.

Frei Betto é escritor, autor de "Um homem chamado Jesus" (Rocco), entre outros livros.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Charge do Dia!!!

Nova Colaboradora do Xapurinews...

A partir dessa semana o Xapurinews contará com a colaboração semanal da colunista Marizete Furbino, com pelo menos 01 artigo por semana, o que vem enriquecer sobremaneira este espaço.

Marizete Furbino tem formação em Pedagogia e Administração pela UNILESTE-MG, é Administradora, Consultora de Empresa, Palestrante, Conferencista, Professora Universitária no Vale do Aço - MG, Escritora, Colunista e Articulista com artigos publicados regularmente por mais de 3.000 veículos da mídia digital no Brasil e no exterior, apresentando um índice significativo de visibilidade na internet.

Como Auditora-Financeira, Chefe do Serviço de Controle, Avaliação e Auditoria da Coordenadoria de Assistência à Saúde da SES/MG- Secretaria Estadual da Saúde de Minas Gerais, de 1999 a 2006, contribuiu para que o Setor alcançasse o 1º lugar no ranking da Secretaria do Estado da Saúde de Minas Gerais no período de 08 anos consecutivos.

Convidada para administrar a Vigilância Epidemiológica da GRS/Cel.Fabriciano-Gerência Regional de Saúde no período de Janeiro/2005 a Janeiro/2007, contribuiu para que o Setor melhorasse sua posição no ranking do Estado de MG, passando do 27º para o 3º lugar no Estado de Minas Gerais em somente 12 meses.

Como Consultora da Secretaria Estadual da Saúde desde Janeiro de 2007, vem prestando assessoria e consultoria, sendo responsável juntamente com toda equipe por 35 municípios pertencentes à jurisdição da GRS/Cel.Fabriciano, contribuindo para articular e promover o desenvolvimento das microrregiões e Saúde.

Iniciou sua carreira como administradora e posteriormente como consultora de empresa. Cresceu profissionalmente na área, e hoje se encontra como Auditora, Consultora, Executiva e Diretora da renomada empresa de Furbino Consulting Group- Auditores e Consultores Associados - Empresa de Auditoria e Consultoria especializada em Capacitações, Auditoria interna e externa, Marketing, Finanças, RH, Empreendedorismo, Gestão Empresarial, Gestão em Desenvolvimento de Negócios, Gestão Pedagógica, Gestão de Processos, Planejamento Estratégico, Gestão da Qualidade, Gestão Patrimonial, Fiscal, Jurídica e Tributária, Gestão Hospitalar, Plano de Carreira, Cargos e Salários.

Encontra-se realizando auditoria e consultoria em diversas empresas prestadoras de serviços, Escolas Técnicas e Universidades em Minas Gerais, em diversos Estados do Brasil e no Exterior.

Como docente, encontra-se lecionando para Escolas Técnicas e Universidades no Vale do Aço/MG.

Devido sua vasta formação acadêmica e experiência profissional ministra palestras com temas variados. Atualmente têm sido muito requisitada para realizar abertura e fechamento de Eventos, Seminários, Congressos, Conferências, Convenções e Encontros.

Seja Bem Vinda Marizete!!!

Acreano se prostitui no exterior para salvar a mãe do câncer

Em duas semanas, Roberto lembra que conseguiu dinheiro equivalente a um mês de trabalho como garçomEscrito por Brazilian Times.com
A reportagem foi publicada no Brazilian Times A história do acreano de Brasiléia, S. Roberto, 31 anos, se assemelha a dos milhões de imigrantes que vivem nos Estados Unidos. Todos chegaram a este país com a ânsia de mudar de vida e ajudar os familiares que ficaram em suas terras de origem. O diferencial é que ele foi preciso seguir a vontade do destino para “salvar sua mãe que estava acometida de um tumor”.

Roberto conta que vive em Cambridge, Massachusetts, há mais de seis anos e que a doença da mãe foi diagnosticada há apenas um ano. “Desde então minha vida mudou radicalmente”, comenta.

Segundo ele, sua mãe que morava no interior do Acre, teve que ser transferida para a capital do estado – Rio Branco – no sentindo de ser assistida de perto por especialistas e melhores equipamentos.

Roberto conta que o tumor atingiu o sistema linfático e mesmo sabendo que se tratava de uma doença terminal, “resolvemos tratar para amenizar a dor de minha mãe e prolongar um pouco mais a sua vida”.

Ele fala que assim que recebeu a notícia, dada por sua irmã, sua decisão foi de ir embora para o Brasil e ficar ao lado de sua mãe. Mas quando ficou sabendo do alto custo de um bom tratamento, ele resolveu ficar e levantar o dinheiro suficiente para custear as despesas.

“Procurei todo tipo de trabalho e cheguei a trabalhar mais de 140 horas em uma semana”, fala acrescentando que seu corpo estava exausto, mas a gana por ajudar a salvar a sua mãe lhe dava forças para continuar.

A prostituição teve início quando um amigo lhe confidenciou que fazia-strip tease A prostituição teve início quando um amigo lhe confidenciou que fazia strip tease em uma de shows para mulheres e gays. Disse que não conseguia muito dinheiro tirando a roupa, mas que fazia programas para aumentar a renda. “Ele me disse que conseguia em média de $500 por dia e me ofereceu um espaço no local para que eu pudesse trabalhar”, conta.

Roberto fala que no início achou a história muito estranha, mas a cada telefonema, a cada conversa com seus familiares no Brasil, a oportunidade de fazer dinheiro dançando ficava mais viva em sua mente. “Até que um dia, resolvi encarar, pois precisava muito ajudar minha mãe e trabalhar como garçom e preparador, além de acabar com meu físico, não rendia o suficiente para o tratamento”, acrescenta.

Após tomar esta decisão, ele foi até o apartamento do amigo, que morava em Everett e lhe informou sobre o que havia resolvido fazer. “Me senti muito estranho ao tirar a roupa pela primeira vez para aquelas pessoas desconhecidas, mas depois fui me acostumando e logo me vi fazendo programas com senhoras com mais de 50 anos de idade”, fala.

Em duas semanas, Roberto lembra que conseguiu dinheiro equivalente a um mês de trabalho como garçom. “O tempo foi passando e logo, a clientela foi aumentando e mesmo sentido nojo de alguns clientes, eu me via obrigado a fazer aquilo, pela minha mãe”, fala ressaltando que um mês após estar na casa já estava transando com homossexuais ricos que lhe pagavam até $800 por uma transa.

“Cada tostão que ganhei enviava para ajudar no tratamento de minha mãe e muitas pessoas devem estar se perguntando por que eu resolvi entrar nesta vida”, fala explicando que ele se viu entre a cruz e o punhal. “Eu precisava de muito dinheiro em pouco tempo, pois queria estar logo ao lado de minha mãe”, comenta.

Roberto fala que sua irmã já o avisou do tempo de vida de sua mãe e que está de passagem marcada para retornar ao Brasil no início de janeiro de 2010. “Infelizmente minha mãezinha não terá muito mais tempo de vida e quero ficar ao lado dela neste resto de vida. Meu sonho de comprar um carro e uma casa foi adiado, pois o mais importante foi manter minha mãe viva até quando Deus permitisse”, fala.

O acreano diz que não se arrepende do que fez e que se fosse preciso fazer tudo de novo para salvar uma pessoa amada, ele faria. “Só peço para as pessoas não me recriminarem por isso”, conclui.

Fonte: Brazilian Times.com

Apesar das chuvas, rios acreanos se mantêm estável nesta terça


O nível do rio Acre continua estável medindo na manhã desta terça-feira, 29 de dezembro, 11 metros e 88 centímetros.

No interior do estado, segundo a Defesa Civil, apesar de muita chuva nas cabeceiras dos principais rios Iaco, em Sena Madureira e no Juruá, em Cruzeiro do Sul, não oferece risco de alagamento para as populações ribeirinhas.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, em todo o Acre, o tempo vai ser encoberto com chuva. A temperatura deve variar entre a máxima de 33 e mínima de 21 graus.

Da redação - ac24horas

2009, mudaram os parâmetros, mas não as moscas

Escrito por Gabriel Brito
Muito se pode discutir sobre os principais acontecimentos do ano esportivo/político no Brasil neste findo 2009. Também podemos tomar partido em diversas questões candentes dos rumos da área e das decisões e administrações de suas autoridades, certamente muito abaixo do ideal ainda. O que não deixa dúvidas é que este foi um dos mais importantes e badalados anos, com o esporte tomando um lugar de enorme destaque na agenda nacional.

Evidentemente, nada teve mais relevância do que a escolha do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas de 2016, fazendo-nos, nas palavras do presidente Lula, atingir a ‘cidadania internacional’, complementando o combo iniciado no final de 2008, quando o Brasil ganhou de presente e sem concorrência (algo inédito) o direito de sediar a Copa do Mundo de 2014.

É perda de tempo rediscutir os méritos da candidatura. As três concorrentes perdedoras (Madrid, Tóquio e Chicago), além de se localizarem em países que apóiam de verdade o esporte, desde as bases, possuem estrutura para dar início aos jogos amanhã mesmo, enquanto que o Rio, não se sabe se o fará com competência nem daqui a sete anos.

Não faltou discurso de que desta vez o povo e os poderes fiscalizarão o andamento das obras e demais gastos para os Jogos, sendo inclusive criadas comissões no parlamento e no tribunal de contas para acompanhar mais de perto o processo. Com o lastro da vergonhosa gestão do Pan-americano de 2007 e seu inexistente legado, até Carlos Arthur Nuzman teve seus dias de cordeirinho. Mas já recobrou sua consciência, anunciando em entrevista ao diário Lance que o orçamento dos jogos aumentará.

A mídia obesa, decadente, mas ainda dominante, fez todas as loas possíveis. Aliou-se ao ilusionismo do filme de apresentação da cidade produzido por Fernando Meirelles e relatou uma população eufórica e festeira, a saltitar pelas ruas do país de alegria pela conquista nacional. No entanto, a desconfiança das pessoas é tão indissimulável que realmente houve espaço para o discurso da necessidade de forte fiscalização.

Honrosas exceções posicionaram-se firmemente contra o evento, sem se deixarem levar pela falsa euforia criada pelos interessados não só nos Jogos, como também nos negócios Olímpicos. Basta ver que já começaram alguns polêmicos planos de expropriação em áreas que serão destinadas a receber as competições. Certamente, muita gente pobre será varrida para baixo do tapete da cidade maravilhosa. E pago pra ver todas as obras de melhoria fora do eixo nobre se concretizarem.

De toda forma, é sem dúvida a oportunidade para o salto a ser dado rumo à transformação do país em potência esportiva. É esperar para ver, mas, ao que parece, a prioridade será o esporte de alto rendimento, com vistas a apoiar de forma mais maciça aqueles atletas que tenham chances de medalha. Ou seja, deverão escolher meia dúzia de talentosos por modalidade para turbinarem ao máximo; já o esporte nas escolas, de base, deverá continuar na mesma precariedade, quem sabe com algumas migalhas a mais.

Copa 2014: tudo certo, nada resolvido
Já em relação ao Mundial de futebol, a ser realizado dois anos antes, a coisa anda devagar. Tendo dado no colo o direito de sediar a Copa do Mundo aos canarinhos, agora a Fifa será apresentada às nossas tradições de imprevidência, leniência e muita falta de transparência.

Previstas para ocorrerem até o final deste ano, as licitações que visam contratar a iniciativa privada para as obras dos estádios da Copa foram constantemente adiadas, tendo o país chegado ao final do ano sem nenhum parceiro definido. As reformas, que por ordem da Fifa deveriam ter começado em dezembro, foram remarcadas para março e alguns fatos já levam a crer que tudo ficará por conta de papai-Estado.

O governo do Rio passou a falar em tocar sozinho a reforma de 500 milhões de reais do Maracanã; em Mato Grosso, Blairo Maggi já afirmou que o estado banca a cancha local, sem necessidade de licitações; Amazonas e Brasília caminham no mesmo sentido, sendo duas das mais custosas obras de todas – e sem que se tenha a mínima idéia do que fazer com os estádios após a Copa.

Sendo assim, a promessa do presidente da CBF Ricardo Teixeira, endossada por Lula, de fazer a Copa sem dinheiro público já foi às favas há bastante tempo. Com o caráter centralizador da organização, formada pela mesma camarilha que habita os corredores da confederação e com o mesmo chefe, podemos começar a nos segurar na cadeira.

O pior de tudo é saber que tal estado de coisas tem tudo pra continuar inalterado. Após as duas CPIs que assolaram o futebol nacional no começo da década, Ricardo Teixeira reconquistou o carinho de seus inimigos, e hoje vive aos abraços com o presidente da República. Enquanto os recentes mundiais da França e da Alemanha contaram com Platini e Beckenbauer como símbolos do evento, o Brasil vai de Ricardo Teixeira mesmo.

Futebol feminino
Apesar de brasileira, Marta conseguiu mais uma vez ser eleita a melhor jogadora do mundo, pela quarta vez, todas seguidas, o que a faz a atleta que mais vezes recebeu tal distinção, tanto no masculino como no feminino. Isso mesmo vindo de um país que segue sem qualquer projeto de implantação de um futebol feminino de fato profissionalizado.

Com receitas de 200 milhões por ano, a CBF se comporta como uma grande empresa na hora de gerir a seleção brasileira masculina, que é uma autêntica árvore de dinheiro, jorrando de diversos patrocínios milionários e viagens muito bem recompensadas para enfrentar Estônias e Omãs da vida.

No entanto, torna-se armazém quando justifica que não garante a realização completa de uma terceira divisão por esta custar 5 milhões de reais. Porém, é claro que possui condições de bancar várias, além de providenciar uma grande estrutura para o florescimento do futebol das mulheres. Se não for para isso, de que serve uma confederação esportiva, cujo mote principal nada mais é que organizar e fomentar o esporte em todos os seus níveis? Que sirva de algo emporcalhar a camisa amarela com Vivo, Itaú, Guaraná...

Diante desse apanhado, 2010 parece ser um ano que traz fabulosas incógnitas. Agora sob os olhares do mundo, ávido por grandes empreendimentos e tudo que girará em torno dos eventos, o país terá de mostrar serviço, isto é, ser eficiente e organizado nas tarefas que a comunidade esportiva delegou ao novo eldorado do mundo globalizado.

Gabriel Brito é jornalista.

Financial Times inclui Lula entre 50 maiores da década

O jornal britânico Financial Times publicou hoje uma lista das 50 personalidades mundiais que moldaram a década na política, negócios, economia e cultura. Dentre os escolhidos está o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O presidente brasileiro é lembrado como o mais popular da história do País graças a seu "charme e imensa capacidade política", mas afirma que o que faz com que os brasileiros amem seu presidente é a inflação baixa.

O jornal lembra que ele foi habilidoso o suficiente para manter as políticas macroeconômicas herdadas de seu antecessor, além de implementar programas de transferência de renda.

Segundo o Financial Times, sob o governo Lula o Brasil finalmente começou a demonstrar seu enorme potencial a ponto de o Fundo Monetário Internacional (FMI) esperar que a economia brasileira seja uma das cinco maiores do mundo antes de 2020.

Fonte: http://br.noticias.yahoo.com

Piada do dia!!!!

Só para me sacanear meu ex-aluno Antonio Carlos me manda a piada abaixo, dizendo que eu vivia falando que não havia piada sobre pofessor de quimica, ele sugeriu que por vingança procurou na net e me encaminhou a que mais gostou, e como não sou sacana divido com meus leitores:
Aula de Química
Um professor de química queria ensinar aos seus alunos do Primeiro Grau os males causados pelas bebidas alcoólicas e elaborou uma experiência que envolvia um copo com água, outro com whisky e dois vermes.
“Agora alunos, atenção !
Observem os vermes”, disse o professor, colocando um deles dentro da água. A criatura nadou agilmente no copo, como se estivesse feliz e brincando. Depois, o mestre colocou o outro verme no segundo copo, contendo whisky. O bicho se contorceu todo, desesperadamente, como se estivesse louco para sair do líquido e depois afundou como uma pedra, absolutamente morto. Satisfeito com os resultados, o professor perguntou aos alunos:
“E então, que lição podemos aprender desta experiência ?
“O pequeno Joãozinho levantou a mão, pedindo para falar, e sabiamente respondeu:
“Beba muito whisky e você nunca terá vermes”

sábado, 26 de dezembro de 2009

Charge do Dia!!!!

Boas Energias!!!

Na tarde do último dia 24 a Colega Educadora, Dágma Castelo sofreu um acidente nas imediações da Rua do Ibama, vindo a fraturar a rótula do joelho e tendo que ser transferida às pressas via SAMU para o Pronto de Socorro de Rio Branco, onde segundo informações obtidas hoje pela manha passará por uma cirurgia tão logo o inchaço da fratura se reverta.

Segundo testemunhas a Profª. Dágma trafegava em sua motocicleta e devido um fio de telefone estar caído na rua e a mesma não conseguindo ver a tempo, coisa que seria impossível a qualquer ser humano, acabou se enrolando no mesmo e devido ao susto em imaginar que seria de alta tensão freou bruscamente perdendo o controle da motocicleta e caíndo.

Fica aqui os votos de rápida recuperação à amiga, por quem sempre tive o maior respeito e apreço.

Foto: Orkut

Barberagem!!!

Pela manhã de hoje pude obervar a barberagem do condutor do veículo ao lado ocorrida na Rua do Ibama, nas proximidades da Loja Cícero Movelar. Pelas marcas residuais deixadas no pavimento alfático e numa análise leiga, constata-se que foi uma tremenda barberagem e tomara a Deus que não tenha sido em decorrência do feriadão prolongado, festas contínuas, cervejinhas a mais aí não preciso nem terminar o raciocínio.

Mas minhas observações me levaram a uma curiosidade que garanto que também tenha sido dos moradores da residência em reta de colição do veículo. Senão fosse o buraco do esgoto, o estacionamento do carro teria sido o interior da residência, já que pelo que pude observar o mesmo sai de uma via coletora para realizar uma conversão À direita e simplesmente passou direto, devido às marcas de freada no chão, o que supõe-se que ou estava em alta velocidade ou simplesmente não dominou o veículo.

Hora da Ciatran Local ir investigar!!!!

Vejam alguns cliques do local e antecipamente peço desculpas pela qualidade das imagens, já que cliquei com um celular.

Criada a Associação Médica Nacional (AMN) “Maíra Fachini”

Através de email do Colega Dr. Janilson Leite que também é bloqueiro nas horas vagas, fiquei sabendo que no dia 19 de novembro de 2009, um grupo de trinta médicos, representando as cinco regiões do país, fundou a Associação Médica Nacional (AMN). A decisão se deu durante a plenária de encerramento da Jornada Nacional dos Médicos Formados na Escola Latinoamericana de Medicina-Cuba, realizada em Brasília, e que também contou a presença de dezenas de militantes de movimentos sociais, familiares e apoiadores dos médicos formados no exterior.

A AMN aglutinará médicos e médicas graduados ou pós-graduados no Brasil ou no exterior, tendo entre seus objetivos:
•defender o direito ao trabalho digno dos profissionais da medicina;
•trabalhar pelo aperfeiçoamento profissional contínuo de toda a categoria médica;
•construir articulações com as demais entidades representativas da categoria médica e da área de saúde em geral.
•estimular o trabalho de pesquisa científica na área de saúde, de maneira a permitir o desenvolvimento da medicina em todos os níveis: alta, média e baixa complexidade;
•contribuir com a formação e o aperfeiçoamento profissional dos demais trabalhadores da área de saúde.
•lutar pelo serviço civil obrigatório para os recém-saídos das universidades públicas;
•defender a integração plena da América Latina e Caribe, com o direito de ir e vir, direito ao trabalho e da construção de políticas públicas que estejam ao alcance de toda a população do Continente;
•combater qualquer forma de discriminação e atentado à soberania das nações, como o bloqueio econômico dos EUA contra a República de Cuba;
•defender as ações afirmativas no sentido de mitigar os efeitos da discriminação social, racial, de gênero, de opção sexual ou contra pessoa portadora de deficiência;
•defender o reconhecimento dos diplomas de medicina expedidos no exterior, tendo como base a Lei de Diretrizes e Base da Educação (LDB) e as Resoluções do Conselho Nacional de Educação;
•defender o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), a garantia do seu pleno financiamento e o seu controle social;
•lutar para que o SUS garanta que todos os municípios e todas as regiões urbanas ou rurais do país, comunidades quilombolas, comunidades indígenas, assentamentos de reforma agrária, territórios da cidadania e bairros pobres das grandes cidades tenham a garantia de atendimento médico.

A Plenária também elegeu a direção provisória da Associação Médica Nacional “Maíra Fachini”, que atuará em forma colegiada e terá como objetivo imediato preparar a realização do primeiro congresso da entidade no prazo mínimo de um ano.
A Direção Provisória da AMN é composta pelos seguintes médicos e médicas:
•Janilson Lopes Leite (AC)
•Lucia Maria Brum Soares (AM)
•Francisco Raevan dos Santos (PA)
•Josiano Macedo de Lima (CE)
•Ana Marta da Silva Santos (BA)
•Anívia Silva Carvalho (MA)
•Fabiane de Miranda Vasconcelos (DF)
•Wesley Caçador Soares (MS)
•Lílian Silva Gonçalves (DF)
•Renato Lemos (SP)
•Roberto Trindade (SP)
•Sidnei Rodrigues de Faria (MG)
•Maruan Hassan El Eis (RS)
•Odarlone Orente (PR)

A AMN nasce prestando homenagem à memória da companheira Maíra Fachini, médica formada na ELAM, na turma de 2006. Maíra era de Joinvile (SC) e faleceu em 13 de abril deste ano, um mês depois de participar da abertura da Caravana Nacional em Defesa do SUS, em Brasília, quando também se fez presente na reunião nacional do Setorial de Saúde da Central de Movimentos Populares, realizada logo após a abertura da Caravana.

Maíra foi vítima de discriminação ao passar na prova de Residência para o Hospital São José, também em Santa Catarina, quando não pôde assumir suas funções naquela unidade de saúde por não ter seu diploma revalidado. Mudou-se então para Tefé (Amazonas), onde trabalhou, até o seu falecimento, como médica no Programa Saúde da Família, em plena selva amazônica.

Outras informações podem ser obtidas pelo correio eletrônico
novosmedicosdobrasil@gmail.comou pelos telefones: (68) 99771626 – (71) 92819919 – (61) 84222208 – (11) 93610788 – (43) 99913395

Conheça um pouco mais sobre Maíra Fachini!
Maíra fez da vida um ideal de solidariedade e voluntariado
“Meu objetivo é seguir os caminhos da minha família, que é trabalhar voluntariamente por uma causa nobre”, afirmava Maíra quando ainda era estudante de medicina em Cuba. A inspiração para o trabalho voluntário é uma característica de toda família. Maíra nasceu e cresceu acompanhando exemplos de solidariedade. Filha do ex-vereador João Fachini, que coordenou a Pastoral
Operária da Igreja Católica em Joinville, e sobrinha do padre Luiz Fachini, idealizador das Cozinhas Comunitárias, a jovem sempre demonstrou vocação para atividades sociais.

O nome Maíra é inspirado em uma personagem do educador Darcy Ribeiro e em tupi-guarani significa filha da liberdade. Foi com essa liberdade que aos 18 anos ela resolveu sair do país e estudar medicina em Cuba. “Ela sempre dizia que tinha como ideal defender a vida, com uma prática essencialmente solidária, humanista a preventiva”, lembrou o irmão Rodrigo.

O sonho de Maíra era poder atender comunidades carentes de Joinville. Em 2006, ela chegou a prestar concurso para residência médica no Hospital São José, passou, mas não pôde atuar devido à falta de acordo entre Brasil e Cuba para reconhecimento do curso. “Isso a deixava muito triste. Ela havia estudado em uma das melhores faculdades de medicina do mundo, que serviu de referência para o Programa Saúde da
Família brasileiro e é reconhecida por vários países”.

Meses depois, recebeu um convite para trabalhar em Tefé, em plena selva amazônica. Lá, durante dois anos, Maíra realizou o sonho de cuidar da saúde de quem mais necessitava, como ela sempre planejou, desde criança. Se depender da família da médica Maíra Fachini, a luta pelo reconhecimento do curso de medicina cubano por parte do governo brasileiro não será em vão. “Temos que buscar uma forma de fazer com que o governo reconheça esse curso que tem grande importância social pela sua formação humanista”, afirmou Marcos Tiarajú.

Morte Prematura
A jovem médica Maíra Fachini, de 28 anos, morreu dia 13 de abril desse ano em
decorrência de lúpus, doença ainda de causas desconhecidas em que o sistema imunológico inverte o jogo e passa a atacar os órgãos do corpo humano.

Em 1999, Maíra foi a única joinvilense a ingressar na primeira turma da Escola Latinoamericana de Medicina, em Cuba e, desde 2006, atuava como médica do Programa Saúde da Família (PSF) em uma comunidade ribeirinha do município de Tefé, no coração da Floresta Amazônica.

Os primeiros sintomas da doença foram notados no dia 13 de março deste ano. Maíra participava de um congresso em Brasília quando, em contato telefônico com o irmão Marcos Tiarajú, reclamou de dores pelo corpo e cansaço. O irmão a teria aconselhado
a retornar a Joinville. Mas ela resolveu continuar se dedicando à sua profissão. Porém, uma semana depois, o quadro se agravou. “Com o diagnóstico de lúpus confirmado, Maíra retornou a Joinville no dia 21 de março e no dia seguinte foi
internada, seu estado já estava bem debilitado”, confirma o outro irmão, Rodrigo Fachini.

No lúpus, os principais alvos são as articulações, as artérias, a pele, os rins, os pulmões e o coração. Em casos mais graves até o cérebro é afetado. Maíra teve uma hemorragia alveolar e não resistiu. A família autorizou a doação das córneas da médica.

Portanto homenagem mais do que merecida que a Associação Médica Nacional (AMN) fez em Laurear Postumamente a médica com seu nome à nova Associação...

Fonte: Dr. Janilson Leite

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Charge do Dia!!!!

Natal!!!!

Feliz Natal!!!!

Promessa é dívida!!!

Mesmo depois de esquecido a história da demolição do Pórtico de Entrada de Xapuri, fui cobrado para postar o vídeo que citei que tinha sobre a queda do portal, e como promessa é dívida estou cumprindo. Explicando que como poderão constatar só não havia postado anteriormente devido a qualidade ser muito ruim, porém há de se compreender que pela distância e pela alta hora da madrugada e sem a iluminação adequada não poderia conseguir coisa melhor....

Francimar Bodão faz história no Vale Tudo e fará luta no Japão

Escrito por A Gazeta
Uma história de 13 anos no Vale Tudo, o xapuriense Francimar Bodão está bem perto de “começar a galgar o sonho de lutar no Japão”. Seu “ingresso” para a competição que é prestigiada por milhões de pessoas em todo o mundo, foi conquistada durante o Bitetti Combate MMA, no último dia 12, em São Paulo/SP.

Nos últimos 12 meses, o atleta acreano lutou seis vezes, invicto em todas elas, motivo de comentário positivo durante a transmissão na Sportv e no canal Combat. O mais impressionante foi que todas as lutas foram vencidas no 1º round, inclusive o paulista Alessandro.

“A luta valia o passaporte para quem conseguiria lutar no Japão ou Estados Unidos e consegui”, desabafou Bodão. O xapuriense foi contatado pelos empresários André Pederneira e Joinha para antecipar suas férias, programadas para três semanas, mas foi antecipada em uma semana. “Tenho que começar os trabalhos visando a luta em fevereiro, no Japão”, afirmou. Atualmente Bodão vem treinando na academia Riva Fight Team, sob a coordenação do professor Rivelino.

Nesta temporada, Bodão lutou em Manaus/AM, Belém/PA, Rio de Janeiro/RJ e São Paulo/SP. “A preparação para conseguir bons resultados tem que ser forte, com a seleção brasileira de luta livre, na equipe do Pedro Rizo no Muay Tai, o boxe é com dois cubanos, e o jiu-jitsu, na academia Delfino Tijuca, na zona Norte do Rio de Janeiro”, explica. Além destas modalidades, o xapuriense ainda treina com o acreano Marquinhos, preparador físico da seleção brasileira de judô, tornando ainda mais intensa a questão física.

Sem ser rogado, quando indagado sobre a próxima meta, Bodão afirma: “quero ser campeão do UFC, mesmo sabendo que estarei lutando contra os melhores do mundo, não vou me intimidar, pois estou pronto para isso”. Apesar de não estar recebendo os cachês milionários que os melhores do UFC recebem – em torno de R$ 500 mil – o acreano lembra que no caminho da vitória passou muita necessidade. “Mesmo tendo que me alimentar bem, cheguei a ter só o básico e enfrentar adversários que tinham tudo”, lembra. Agora o objetivo é figurar entre os grandes atletas da região Norte, ao lado de Lyoto, Jacaré, entre outros.

Bitetti – Passaporte para o UFC, o Bitetti Combat MMA vem sendo realizado nos principais centros do país. Os organizadores confirmaram que pretendem realizar no Brasil inteiro, inclusive no Acre, onde os contatos já começaram a serem mantidos. A meta é, em quatro anos, passar por todos os estados.

O Ex-deputado Acreano "Chicão Brígido" ganha capitulo em livro de importante jornalista

O ex-deputado federal Chicão Brigido ganhou um capítulo inteiro no livro do jornalista Lucio Vaz, intitulado "A Ética da Malandragem no submundo do Congresso Nacional". O livro denuncia o denuncia o submundo das irregularidades do parlamento brasileiro.

Como a memória do povo costumeiramente prega algumas peças, e para aqueles que não se lembra de quem estamos falando vou rememorá-los: Chicão Brígido é o típico acreano, com cara de humilde e de pouca fala, comerciante e contador sempre esteve próximo as camadas mais simples da sociedade Rio Branquense, inicia-se sua vida política na década de 90 e já em 92 é eleito à vereador de Rio Branco com uma votação espetacular, oque ganha respaldo para nas próximas eleições torna-se vice-prefeito de Rio Branco e conseguir a faceta de ser eleito e muito bem eleito a Deputado Federal no pleito seguinte, onde na época começou a turbulência em sua vida política...

Acusado na época de receber dinheiro para votar na PEC que permitiu que Fernando Henrique Cardoso se reelegesse, ganhou o noticiário nacional como o Deputado que alugou o mandato, foi encaminhado ao Cosnelho de Ética da Câmara Federal, onde já sabemos oque sempre acontece... a Comissão de Constituição e Justiça o absolveu em processo disciplinar.

Em 2202 volta ao cenário Político Acreano disputando uma Vaga de Deputadop Estadual, ficando com a suplência de Ronivon Santiago, porém por ironia do destino o mandato de Ronivon Santiago foi cassado em julho de 2004 pelo TRE, por crime eleitoral e compra de votos. No entanto, o processo se arrastou por recursos de Ronivon Santiago no Supremo Tribunal Federal(STF). Chicão Brígido só conseguiu tomar posse depois de ter entrado com mandado de segurança no STF, que lhe concedeu liminar favorável e depois de ter protagonizado uma cena que novamente correu o cenário jornalistico nacional, que foi o de se acorrentar a uma cadeira do plenário da Câmara, prometendo esperar ali o cumprimento de liminar do STF.

Tomando posse afirmou que defenderia o Parlamento e a democracia atuando nas comissões de Seguridade Social e Família; e de Direitos Humanos e Minorias. Ficou meio esquecido da mídia até se desfiliar de seu fiel partido o PMDB. Atualmente Chicão voltou a ser Vereador em Rio Branco...

UFAAAA....

Veja o capitulo dedicado a Chicão Brígido
http://books.google.com.br/books?id=D3XpAfE0k2AC&lpg=PA64&dq=jorge%20viana&lr=&pg=PA55#v=onepage&q=jorge%20viana&f=true

Flamengo teme que conselho "conservador" vete patrocínio recorde

Escrito por: JOÃO PEQUENO como colaboração para a Folha de S.Paulo
O Flamengo teme pelo conservadorismo de conselheiros para aprovar o que seria o maior patrocínio do futebol brasileiro -R$ 28 milhões em um ano.

A presidente eleita do clube, Patrícia Amorim, pretende assumir o cargo em 4 de janeiro com os logotipos bem definidos no novo uniforme do time de futebol, que deve ser o primeiro na história do clube mostrando o nome do patrocinador até no short.

Patrícia quer evitar eventuais dificuldades com o conselho deliberativo, considerado "conservador", e garantir o contrato que o Flamengo tenta firmar com a empresa paulista Hypermarcas.

Após ser fechado pela diretoria, o acordo precisará passar pelos conselheiros, que se reúnem na primeira quinzena do próximo mês.

O Conselho Deliberativo costuma se opor a mudanças, como de desenhos nos uniformes. Ele cedeu à colocação de logotipos nas mangas das camisas somente em junho deste ano, quando o clube estava sem patrocínio e, então, abriu espaço para a Bozzano, justamente uma das 160 marcas da empresa sediada em Barueri.

A Olympikus -fornecedora de material esportivo e responsável por pagar parte dos vencimentos do centroavante Adriano - deve continuar com um pequeno espaço na frente da camisa.

Outro ponto com detalhes a serem fechados pelo Flamengo e pela Hypermarcas é o tempo de validade do contrato. O clube quer firmar logo uma parceria por dois anos, enquanto a empresa pretende assinar por um ano, renovável por mais um.

Segundo a assessoria de Patrícia Amorim, ainda há alguns "aspectos jurídicos" pendentes para que o contrato seja fechado antes da virada do ano. O clube diz ainda que a Hypermarcas não condicionou o patrocínio à permanência de nenhum atleta.

O verdadeiro sentido do Natal...

Escrito por Brunnela
O natal pode ser visto de varias formas...ou melhor ele é visto de várias formas : presentes, papai noel,piscas, luzes,enfeites verdes , vermelhos e prateados, arvores, sinos dourados, flores, frutas, perus, ceias, vinhos, champanhes, bolinhas
Coloridas e mais um monte de coisas.

Porém o mais importante de se lembrar é quase sempre esquecido : o sentido do Natal . E o pior de tudo: muitos não sabem nem ao menos o que é natal....

E voce?? Poderia me explicar o motivo de tanta festa? Pois se há festa consequentemente há uma comemoracao... E o que comemoramos? Muitos me respoderiam: Claro que é o nascimento de Cristo!!! mas em que isto resulta nas nossas vidas? Em decoracoes? Em compras e mais compras? Em comer um farto jantar? Ou enfartar- se com champanhes luxuosas?

Alguns até descordariam dizendo que o momento do natal é a hora de revermos nossas atitudes, de ajudarmos os irmaos,de sermos mais unidos e de procurarmos a paz. E agora voce concorda? Se concordar eu não o julgo por isso, e nem por fazer do Natal uma das muitas festas do ano. Se descordar, saiba que pensa como eu. Pois devemos sim rever nossas atitudes, ajudar os irmaos, sermos mais unidos, e principalmente procurar a paz... Mas essas não deveriam ser caracteristicas
do natal e sim nossas, todos os dias do ano. ...

Para que caríssimos presentes, se jesus é quem deveria ganhar, sendo esse o motivo do natal? Para que tantas luzes se nossa visao esta tapada para aquilo que devemos enxergar, ou seja , o verdadeiro sentido do Natal? Para que piscas se nosso coracao anda tao duro e nossas almas tao apagadas? Para que tanto verde se a única esperanca que existe dentro de nos é transparente, ou melhor quase invisivel? Para que árvores, se o ar que respiramos é o da inveja, do egoismo e da luxuria?

P que flores se a mais bonita de todas é a semente do amor que o proprio jesus plantou em cada um de nossos coracoes? Para que ceias chiquerrimas se tantos de nossos irmaos passam fome durante todo ano? Para que vinho se não preocupamos em receber a cristo no dia da comemoracao de seu anoversario? E para que grandes decoracoes??? Para nos escondermos da nossa propria realidade?

Que neste natal voce consiga entender o verdadeiro sentido dessa comemoracao... e que lembre também que estamos comemorando o inicio da vida de jesus. A vida que ele cedeu para nos salvar com tanto amor e carinho.

Agora a última pergunta onde esta o presente que jesus merece???

A arte de ser feliz


Escrito por Frei Betto
Recebi de uma amiga este apelo: "Existe alguma receita capaz de fazer uma pessoa se apaixonar por algo - seja o que for??? Nem precisa ser coisa transcendental. Algo que dê um sentido à vida. Não que a vida seja desprovida de sentido, mas desprovida de sabor.

"É claro que estou me referindo a mim, e posso até estar sendo exigente demais, ou cruel demais com a minha pessoa. Mas é esta a reflexão de hoje, de agora. Me dou conta de que não tenho paixão alguma. Pelo menos é o que a minha mente me fala e o que percebo. Isso me faz sentir falta de algo...

"Tem gente que gosta de corrida de carros, de cavalos, de barcos. Gente que ama fazer tricô, escalar montanhas, meditar hoooooras a fio; gosta de ler, de ser médico, jornalista, político até. Puxa vida... como admiro isso. A vida frenética das cidades pulsa em algumas pessoas, e a vida pacata do campo em outras. Tenho alegrias e uma normalidade ética permeada por um bom senso bem bacana. Mas eu sinto (até irracionalmente), de forma muito forte, a impermanência.

"Um dia você disse que gostaria de ser semente. Refleti sobre e... nada aconteceu. O ritual inevitável da convivência e tudo o que envolve as relações interpessoais, somados a um bom astral, já cuidam disso. Queria me apaixonar. Ter um hobby. Qualquer um.

"Alegrias são muitas. Tenho o sorriso fácil... Mas a felicidade é coisa rara, de frágeis e preciosos momentos. Tenho uma implicância danada com aquela música do Zeca Pagodinho que diz: "...deixa a vida me levar... vida leva eu..." Quero sentir um sentido. A vida, o planeta, a diversidade religiosa etc., são assombrosos de tanto infinito. Mas permaneço no raso. Sem querer explorar o seu tempo e os seus insights... digo: gostaria de saber o que você teria a dizer sobre isso".

Fiquei pensativo. Há pessoas que me julgam portador de respostas para os impasses da vida. Mal sabem elas quantos acumulo em minha trajetória. Contudo, sei o que é felicidade. Difere da alegria. Felicidade é um estado de espírito, é estar bem consigo, com a natureza, com Deus. Com os outros, nem sempre. As relações humanas são amorosamente conflitivas. Invejas, mágoas, disputas, mal-entendidos, são pedras no sapato.

Alegria é algo que se experimenta eventualmente. Uma pessoa pode ser feliz sem parecer alegre. E conheço muitos que esbanjam alegria sem me convencerem de que são felizes.

Após meditar sobre a consulta de minha amiga, respondi: "Querida X: diria que a primeira coisa é sair da toca... Enturmar-se com quem já encontrou algum sentido na vida: a equipe de jogo de xadrez, a turma do cinema, de arte em casa, o grupo político, a ONG da solidariedade etc. É preciso enturmar-se, sentir a emulação que vem da comunidade, dos outros, esse entusiasmo que, se hoje falta em mim, exala do companheiro ao lado...

"Você pode encontrar a paixão de viver em mil atividades: ler histórias num asilo, ajudar voluntariamente num hospital pediátrico, costurar para uma creche ou participar de um partido político, um grupo de apoio a movimentos sociais; alfabetizar domésticas e porteiros de prédios ou se dedicar a pesquisar a história do candomblé ou por que tantos jovens buscam na droga a utopia química que não encontram na vida.

"Mas, sobretudo, sugiro mergulhar numa experiência espiritual. Mergulhar. É o que, agora, nesta manhã luminosa de Cruz das Almas (BA), me vem à cabeça e ao coração".

O sábio professor Milton Santos, que não tinha crença religiosa, frisava que a felicidade se encontra nos bens infinitos. No entanto, a cultura capitalista que respiramos centra a felicidade na posse de bens finitos. Ora, a psicanálise sabe que o nosso desejo é infinito, insaciável. E a teologia identifica Deus como o seu alvo.

Ninguém mais feliz, na minha opinião, do que os místicos. São pessoas que conseguem direcionar o desejo para dentro de si, ao contrário da pulsão consumista que faz buscar a satisfação do desejo naquilo que está fora de nós. O risco, ao não abraçar a via do Absoluto, é enveredar-se pela do absurdo.

Como o Mercado, que tudo oferece em sedutoras embalagens, ainda não foi capaz de ofertar o que todos nós mais buscamos – a felicidade -, então tenta nos incutir a idéia de que a felicidade resulta da soma dos prazeres. Possuir aquele carro, aquela casa, fazer aquela viagem, vestir aquela roupa... nos tornarão tão felizes quanto o visual dos atores e atrizes que aparecem em peças publicitárias.

Tenho certeza de que nada torna uma pessoa mais feliz do que empenhar-se em prol da felicidade alheia: isto vale tanto na relação íntima quanto no compromisso social de lutar pelo "outro mundo possível", sem desigualdades gritantes e onde todos possam viver com dignidade e paz.

O direito à felicidade deveria constar na Declaração Universal dos Direitos Humanos. E os países não deveriam mais almejar o crescimento do PIB, e sim do FIB – a Felicidade Interna Bruta.  

Frei Betto é escritor, autor do romance "Um homem chamado Jesus", da editora Rocco.  

Piada: Carta ao papai noel

Um garoto pobre resolveu escrever uma carta pro Papai Noel. “Poxa Papai Noel, minha mãe é pobre passa por necessidades, estamos fazendo umas reformas aqui em casa e queria que tu me mandasse 1000 reais pra nos ajudar.”

Tá, aí ele mandou e a carta chegou nos correios. Os caras do correio abriram, leram e ficaram com dó do menino. Resolveram fazer uma vaquinha entre eles, mas só conseguiram juntar 800 reais. Bom, era melhor do que nada, então mandaram. Aí algum tempo depois chegou a carta do garoto agradecendo:

“Obrigado Papai Noel pelo dinheiro que você me mandou, mas da próxima vez não manda pelos correios não, tá? Aqueles filho de uma puta dos caras dos correios me roubaram 200 reais.”

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Imagem do dia!!!!

Será que é um parentesco desconhecido?????

Cartão de Natal!!!

Recebi por email do Escritório Roberto Duarte Advogados & Associados S/S. o Cartão ao lado o qual divido com todos os leitores e visitantes deste espaço, externando sinceramente os mais abençados votos natalinos desejados a minha pessoa e a minha família estendendo a todos!!!

Quase resolvido!!!!!!

Depois de mais de 02(dois) anos de cobrança pública, dos Órgãos de Comunicação e dos Blogs Xapurienses, até que em fim o problema do famoso bueiro da Rua da Fundação Chico Mendes começa a ser resolvido. Para os transeuntes da rua Doutor Batista de Morais, que já não aquentavam mais o mal cheiro e a vergonha de passar por uma "pinguela" em pleno centro da cidade, é um alivio que pélo menos medidas paleativas foram tomadas, até mesmo porque melhor um pouco de cada vez do que perder a esperança de nada ser realizado, ou até mesmo antes tarde do que nunca já diz o adágio popular.

Como vocês podem observar metade do problema está resolvido, já que foram instaladas algumas bueiras no local, e soterrada a parte da rua onde acontece o tráfego de pessoas e carros, até mesmo uns tijolinhos foram providencialmente colocados no local. enfim após mais de dois anos já se é possivel transitar por aquela rua com veículos.

Porém como alegria de pobre dura pouco e mesmo não tendo formação em engenharia civil, constatei alguns problemas na resolução do caso.

Primeiro: As dutoras foram simplesmente colocadas em terra virgem, sem compactação ou base de concreto, o que significa que com o inverso e a umidade do terreno, vão se romper;
Segundo: As cabeceiras das dutoras onde recebem esgotos das redes vizinhas, não foram devidamente protegidas com caixas coletoras o que impossibilitaria a infiltração do solo, causando dessa forma a erosão novamente da rua e das áreas vizinhas;
Terceiro O problema só está meio resolvido na parte da rua, pois o esgoto ainda continua a correr a céu aberto nas vizinhanças;
Terceiro: Não há nenhuma obra de contenção das laterais do pequeno aterro que cobre as dutoras, oque significa que com as fortes chuvas costumeiras ao mes de dezembro e janeiro isso poderá acarretar o rompimento novamente da rua;
Quarto: A laterais do aterro não possui nehuma contenção de curiosos oque poderá ser propício à acidentes, principalmente nesse final de ano em muitas pessoas exageram na bebida.

Bom chega né!!! não sou nehum técnico de auditoria par estar a analisar a obra, porém, o que me vem à cabeça é que só foi uma maquiagem providencial devido a proximidade do 22 de dezembro (aniversário da morte de Chico Mendes), onde centenas de pessoas visitam o local e desta forma o governo estadual e municipal não querem se ver "mal na fita". Tudo bem, mas que depois tudo seja de fato realizado adequadamente...

Por falar em ações paleativas, percebi que nesse conjunto de "benfeitorias" aumentaram a altura do tapumes que cobrem os buracos dos bueiros da Rua Pio Nazário e junstamente em Frente ao Centro de Memória Chico Mendses. será que é para os baixinhos não consequirem ver os buracos que estão por trás dos tapumes? Bem como sou, digamos da comunidades dos altimos dei um jeito de registrar a situação por trás das paredes dos tapumes do esconde-esconde

E já que estão dando uma "guaribada" na rua que tal retirarem aquela casinha de seringueiro do centro do canteiro da rua, bem como a placa com a história de Xapuri que está numa condição lamentável, como poderão observar na foto:

Panetoni!!!!

Como acontece em todos os anos, recebi o Panetonni que o Governo Estadual destina a todos os Funcionários do Estado, claro que o desse ano lembrou-me de uma brincadeirinha que circula no noticiário nacional que é o mensalão do DEM, com o Governo do Distrito Federal, ou ainda melhor o mensalão do ARRUDA, que com um discplicência iniqualável justificou o recebimento de propina eleitoral com a destinação de aquisição de panetoni para os funcionário daquele distrito.

Graças a Deus que o Panetoni Acrenao não vem com sabor de caixa dois, vou poder me deliciar sem peso na consciência. Gozações à parte acredito que a ação do Governo Petista desde o seu primeiro ano de mandato em presentirar os funcionários públicos com o regalo é de um significado sinceramente invejável, até porque o funcionalismo se sente lembrado e importe nesta data, até mesmo o cartaozinho de natal recebido com o regalo demostra o carinho para com os homens e mulheres que realmente fazem o Acre acontecer...

Cuidando da Saúde!!!!!

Como havia postado anteriormente, está acontecendo nos dias de ontem e hoje em todos os Centros Municipais de Saúde de Xapuri os Exames HIV rápido. Dei uma passadinha ontem pela manhã no Centro Dr. Felix Bestene Neto e realizei o exame para dar aquela conferida, não que tivesse dúvidas, já que não faz sequer 04 (quatro) meses que havia realizado em Rio Branco o referido teste, dando resultado Negativo. Felizmente ontem Graças a Deus obtive o mesmo resultado, conforme laudo ao lado.

Brincadeira à parte, a população xapuriense deveria conscientiza-se e realizar o teste, já que é uma questão de sáude pública e que o diagnóstico precoce da doença possibilitará uma vida digna igualmente aos não soro positivos, já que os medicamentos utilizados no tratamento da Aids atualmente dão uma qualidade de vida altamente significativa ao Portador do Vírus.

Ademais, é uma questão de hombridade e proteção individual e do parceiro(a) você realizar os testes, não que isso signifique deixar de lado a única forma de se proteger do Vírus que é a camisinha... então vamos lá pessoal cuidar da saúde!!!!

Piada do dia!!!!

Do céu ao Inferno!
Certo dia Zé foi dormir. Deu boa noite a sua mulher, e dormiu.
Quando acorda, Zé se sente leve demais, olha pra frente e dá de cara com um sujeito barbudo e pergunta:
- Ei!! Quem é você?? O que tá fazendo no meu quarto?
- Eu sou São Pedro e você não está no seu quarto, está no céu.

Zé fica desesperado:
- NÃO é possível, eu não posso morrer!! Por favor São Pedro faça eu voltar!
- Meu filho, você só poderá voltar se for na forma de cadela ou galinha.

Zé fica pensativo ...
"Cadela é foda, na época do cio vários cachorros tentam cruzar com ela, já a galinha... eu nunca vi pinto de galo, deve ser pequeno..."

e responde rapidamente:
- Eu quero voltar como galinha!

Num piscar de olhos... BUUUMMM! Zé se vê num galinheiro, olha para si e tem a confirmação:
- CARALHO!!! virei galinha!

Quando Zé olha pra frente, vê o galo vindo na sua direção:
- Putz! O que que eu faço agora?

E o galo pergunta:
- Você é nova aqui no galinheiro, certo?
- Sim, sou sim.
- Bom... aqui só tem duas opções... ou vc vai para a ala das reprodutoras ou para a ala das poedeiras.

Zé pensa ....
"Se eu for para a ala da reprodução vou ter que dar para esse fdp. Mas também não sei botar ovo..."
- Bom, seu galo... eu não sei botar ovo!

E o galo prontamente se dispõe a ensinar Zé (a galinha) a botar ovo:
- Bom... o negócio é o seguinte... senta aí, levanta a asinha esquerda duas vezes e faz cocorocó!!

Zé segue os passos que o galo lhe disse e... PLOC, sai um ovinho.. Zé se empolga . tenta mais uma vez e.... PLOC, sai outro ovinho.

- Porra! Tô começando a ficar bom nesse negócio!!

Quando Zé começa a botar outro ovinho, ouve o grito da sua mulher:

- PORRA Zéééé ! ! ! ACORDA... BÊBADO DO CARALHO ... TÁ CAGANDO NA CAMA TODA

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Vergonha!!!! Ou falta dela!!!!

Havia elogiado em post anterior a decoração natalina de Xapuri e continuo com a mesma postura em relação aos locais beneficiados com a decoração, porém como hoje comecei a gozar minhas merecidas férias (de apenas 2 semaninhas) e devido a um descanço médico exigido para recuperar a saúde, até mesmo mental, dei umas voltas pelo centro da cidade no inicio da noite e percebi que muitas das árvores que na semana passada estavam todas iluminadas, de alguns monumentos que estavam belíssimos, estão às escuras ou mesmo faltando parte da decoração anterior, e isso só tem uma explicação de que a decoração foi depredada do vândalos.

É inconcebível tal comportamento, alguém se presta a depredar uma decoração natalina, que custou dos cofres públicos dinheiro que poderia ser investido em qualquer outra área, que dependeu tempo dos profissionais para sua instalação, que reavivou as praças centrais de Xapuri, trazendo de volta às famílias, os jovens e os visitantes, que reavivou o espíritonatalino em todos... É na verdade um "Castrado Intelectual", um "Disvirtuado de espirito Humano", um "Macaco Adestrado que pensa que é Humano", enfim um imbecil...

Não quero saber se é adolescente, mulher, idoso, ébrio, delinguente ou qualquer porcaria que seja de designação, mas que seja verificado e que se faça arcar com as custas, ou que pelo menos que se transforme as ligações em alta tensão para que numa possível tentativa sejam eletrocutados, por que tenho absoluta certeza de que pessoas com essa postura não fará falta em Xapuri, ou neste mundo...

Desculpe-me pela força nas palavras, mas não posso acreditar que em um município onde vivemos solicitando que lago de novo aconteça e qunado o temos deixar esvanecer...

É Brincadeira!!!! É uma Vergonha ou a Falta dela mesmo

Comentário Anônimo deixado na postagem "Violência no Acre aumentou 22% entre homens e mulheres"

"a policia militar agora pouco fez uma passeata com uma frota nova de carros e motos para reforçar seu contingente.. ate aí tudo bem,,,mas é triste dizer que isso nada adianta esse investimento se nao mudar esse codigo penal que so beneficia bandido ...seria melhor que tivesse uma carroça de boi e duras leis contra esses bandidos do que ter esse monte de carros e leis vagabundas como essas atualmente"

Grifo meu: Concordo plenamente que infelizmente a legislação vigente somente beneficia o bandido, ou simplesmente aqueles que detém dinheiro e muito dinheiro. Nunca consegui entender o teatrismo que verdadeiramente é a Justiça Brasileira, porque senão vejamos: se você tem dinheiro para contratar um bom advogado, você praticamente está livre de muitas dores de cabeça, se tiver boa influência, oque aqui poderíamos classificar de "costas quentes e largas" ou "apadrinhamento Judicial" melhor ainda. Agora se você for um fud... na vida que dependerá da defensoria pública para lhe defender estará com certeza nos infernos carcerários que é o Sistema Penal Brasileiro.

Ademais a culpa não recai sobre os magistrados, até porque estes são obrigados a obedecer a Legislação imposta por um conjunto de políticos que são na verdade uma patota da vergonha nacional e por que não contextualizar, com a realidade acreana e xapuriense, que criam uma legislação que poderão se beneficiar posteriormente. sempre tive uma posturamuito rígida quanto à questão das leis no Brasil. Acredito que por sermos um dos pouquíssimos países onde a Legislação Nacional na verdade é construída por Políticos e não por Juristas Doutrinadores, temos essa disfunção da verdadeira aplicabilidade destas.

Acredito que Juristas como o nosso inesquecível Rui Barbosa Revira no Túmulo com essa realidade!!!!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Imagem do dia!!!

Em minhas garimpagen pela net, acabei encontrando o panfleto eleitoral da década de 80 de Marina e Chico, na Revista Rolling Stones...

Coisas da Política Acreana!!!!