Caros Leitores, desde a sua criação o Blog Xapuri News, o intuito sempre foi de ser mais um espaço democrático de noticias e variedades, diretamente da Princesinha do Acre - Terras de Chico Mendes - para o mundo, e passará momentaneamente a ser o instrumento de divulgação das Ações da Administração, Xapuri Nossa Terra, Nosso Orgulho, oque jamais implicará em mudança no estilo crítico das postagens.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Feliz Natal, Visitantes

Feliz Natal, Caros Leitores!!!

Caros Leitores,

Obrigado por neste ano terem dia-a-dia visitado este espaço que com muito carinho escrevemos para vocês, neste Natal gostaria de desixar uma mensagem que tocasse os vossos corações, porém lembrei-me que em certa oportunidade ouvi que "A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida"

Mas não poderia ficar em silêncio e por isso vim dizer que é hora de renovar os sonhos e acreditar na vida.
Não existe realização sem sonho, sonhar é rascunhar a realidade; conquistar é acreditar, não conquistamos aquilo o que não acreditamos.
Mais importante que os adornos luminosos, que a beleza poética dos arranjos
natalinos, do que a troca de cartões e presentes...
É acendermos luzes novas em nosso coração e nossa mente, reescrevermos os versos sutis de paz e amor, agendar um encontro com a nossa consciência,trocar velhos preconceitos por uma nova visão de mundo.
É muito importante, que os artifícios que emprestam luzes à paisagem natalina, não sejam mais do que réplicas miniaturizadas da infinita luz que inunda de esperança o cenário da nossa alma.
Não nos preocupemos em mudar todo o mundo, se cada um de nós tornar melhor seu mundo interior, caminharemos para um todo melhor.
Procuremos ser:
A solução, não o problema,
A resposta, não a dúvida,
A flor, não o espinho,
O remédio, não o veneno,
O curativo, não a ferida,
O perdão, não a vingança,
O diálogo, não a indiferença,
O amor, não a violência,
O cuidado, não a negligência,
A fé, não o fanatismo,
A fraternidade, não o egoísmo,
A prática, não o discurso,
A sinceridade, não a dissimulação,
A virtude, não o vício,
O estímulo, não a inveja,
A beneficência, não a esmola...
Procuremos amar mais, fazer mais, acreditar mais, sonhar mais, viver mais; reclamar menos, lamentar menos, julgar menos, criticar menos...

Que isso tudo sirva, não apenas para o dia de natal, mas para o Natal de todo dia.
Quando, mais do que uma lembrança, a “Boa Nova” deve ser uma vivência cotidiana.
Um fraterno e imorredouro desejar: felicidade, paz, prosperidade e amor.

Feliz Natal a todos

e mais vez obrigado pela visita diária....

Então é Natal!!!

“Então é Natal...
E o que você fez?
O ano termina

E nasce outra vez!
Então é Natal!
A festa cristã
Do velho e do novo,

Do amor como um todo!
E então é Natal
Pro enfermo e pro são
Pro rico e pro pobre

Num só coração!
Então, bom Natal
Pro branco e pro negro,
Amarelo e vermelho,

Pra paz, afinal!...
Então, bom Natal!
E um Ano Novo também!
Que seja feliz quem

Souber o que é o Bem...”

(John Lennon e Yoko Ono - versão: Cláudio Rabello)

Você Sabe o que é o Natal mesmo?

Como e Quando Surgiu o Natal
Será o Natal realmente a celebração do nascimento de Jesus Cristo? Nasceu Jesus em 25 de dezembro? Será que os primeiros apóstolos que conheciam e foram ensinados por Jesus, pessoalmente, celebraram o aniversário do menino Jesus em 25 de dezembro? Será que alguma vez o celebraram em qualquer outro dia?

Se o Natal é uma das maiores festas cristãs, por que será que todos os pagãos o celebram também? Você sabe? Por que nessa época se troca tantos presentes com familiares, parentes e amigos? Se é por causa dos reis magos que trouxeram e ofertaram presentes ao menino Jesus, a resposta poderá surpreender.

A maioria das pessoas "supõe" muitas coisas sobre o Natal que não são verdades. Vamos agora parar de fazer suposições e conhecer os fatos!

A palavra "Natal" tem a ver com nascimento, ou aniversário natalício, especialmente com o dia em que geralmente se comemora o nascimento de Jesus Cristo. Esta festa teve origem na Igreja Católica Romana e daí se expandiu ao protestantismo e ao resto do mundo.

E então, de onde tirou a Igreja Católica Romana? Não saiu do Novo Testamento - Não foi da Bíblia nem dos primeiros apóstolos que foram instruídos por Cristo - todavia, sabe-se que lentamente foi absorvida do paganismo pela Igreja Católica Romana a partir do quarto século.

Desde que a celebração do Natal foi introduzida ao mundo pela Igreja Católica Romana, e ela é a única autoridade que aprova, vejamos o que diz a Enciclopédia Católica, edição inglesa, sob o título "Natal".

"O Natal não era considerado entre as primeiras festas da Igreja... Os primeiros indícios da festa provêm do Egito." "Os costumes pagãos ocorridos durante as calendas de Janeiro lentamente modificaram-se na festa do Natal".

Também nas mesmas enciclopédias, sob o tema "Dia do Natal", encontramos que Origenes, um dos patriarcas católicos, reconheceu a seguinte verdade: "... Não há registro nas Sagradas Escrituras de que alguém tenha comemorado uma festa, ou realizado um grande banquete no dia do seu aniversário. Somente os pecadores (como Faraó e Herodes), que se rejubilam grandemente com o dia em que nasceram neste mundo."

A Enciclopédia Britânica edição de 1946, afirma: "O Natal não era contado nas primeiras festas da Igreja..." "Não foi instituída por Cristo, nem pelos apóstolos, nem por autoridades bíblicas. Foi adquirida mais tarde do paganismo."

A Enciclopédia Americana, edição 1944, declara: "O Natal...não foi, de acordo com muitas autoridades no assunto, celebrado nos primeiros séculos da Igreja Cristã, porque o costume cristão, em geral era celebrar a morte de pessoas importantes em vez do nascimento. A "comunhão", instituída por autoridade bíblica no Novo Testamento, é o memorial desse acontecimento (isto é, o nascimento de Cristo) no século IV. No século V, a Igreja Ocidental deu origem, para que fosse celebrada para sempre no dia da antiga festividade romana em honra ao nascimento do Sol, porque não se conhecia ao certo o dia do nascimento de Cristo."

Agora veja! Estas reconhecidas autoridades históricas mostram que o Natal não foi observado pelos primeiros cristãos, durante os primeiros duzentos ou trezentos anos desta era - um período maior do que a história inteira do Brasil como uma República independente! Foi absorvida na Igreja Ocidental, ou Romana, durante o século IV da era cristã. Senão a partir do século V que a Igreja Romana ordenou que se comemorasse oficialmente como uma festividade cristã!

Jesus não nasceu em 25 de dezembro? Jesus nem sequer nasceu na estação do inverno!
Quando Jesus nasceu, "Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo, e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho." (Lucas 2:8. Isto nunca poderia ter acontecido na Judéia no mês de dezembro. Os pastores recolhiam os rebanhos das montanhas e dos campos e colocavam-nos no curral no mais tardar até o dia 15 de outubro, para protegê-los do frio e da estação chuvosa que se seguia.

Veja que a própria Bíblia fornece provas, em Cantares de Salomão 2:11 e am Esdras 10:9-13, de que o inverno era uma estação chuvosa, não permitindo aos pastores permanecerem ao ar livre nos campos durante a moite. "Durante a época da Páscoa (começo da primavera) era costume antigo dos judeus daqueles dias levarem as ovelhas aos campos e desertos, e recolhê-las ao começo das primeiras chuvas", afirma Adam Clarke no seu Commentary, (vol. 5, pág. 370, edição de New York).

A seguir esta mesma autoridade declara: "Os pastores cuidavam dos seus rebanhos dia e noite durante todo e tempo que permaneciam fora..." as primeiras chuvas começavam no princípio do mês de "Marchesvan", que corresponde parte dos meses de outubro e novembro do nosso calendário (começa às vezes em outubro), descobrimos que as ovelhas estavam nos campos ao ar livre durante todo o verão. E como os pastores não haviam ainda recolhido os seus rebanhos, é um argumento provável que outubro não havia ainda nem começado, e que, consequentemente, nosso Senhor não nasceu em 25 de dezembro, quando nenhum rebanho estava no campo; nem mesmo poderia ter nascido depois do mês de setembro, já que os rebanhos estavam ainda no campo durante a noite, apenas uma ocorrência cronológica...

Veja as citações dos "Talmudistas em Lightfood." "Qualquer enciclopédia ou outra autoridade, poderá lhe dizer que Cristo não nasceu no dia 25 de dezembro. A enciclopédia Católica francamente testifiaca este fato."

A data exata do nascimento de Jesus é inteiramente desconhecida conforme todas autoridades no assunto afirmam, que em muitas das passagens nas escrituras que, fortemente indicam que foi no começo do outono - provavelmente em setembro, aproximadamente seis meses depois da Páscoa.

Se Deus desejasse que guardássemos e comemorássemos o nascimento de Cristo, Ele não teria ocultado tão completamente a data exata. Como este costume pagão foi absorvido pela Igreja? Como surgiu no mundo ocidental este costume pagão? A New Schaff-herzog Enciclopedia of Religious Knowledge (Enciclopédia de conhecimentos religiosos) explica-o claramente no seu artigo sobre o "Natal".

Não se pode determinar com precisão até que ponto a data da festividade dependia da brunária pagã (25 de dezembro), que seguia a Saturnália (17-24 de dezembro) celebrando o dia mais curto do ano e o "Novo Sol"... As festividades pagãs, Saturnália e Brumária estavam a demais profundamente arraigadas nos costumes populares para serem abandonadas pela influência cristã... A festividade pagã acompanhada de bebedices e orgias, agradavam tanto que os cristãos viram com o agrado uma desculpa para continuar a celebrá-la em grandes alterações no espírito e na forma. Pregadores cristãos do Ocidente e do Oriente próximo, protestaram contra a frivolidade indecorosa com que se celebrava o nascimento de Cristo, enquanto os cristãos da Mesopotâmia acusavam os irmãos ocidentais de idolatria e de culto ao Sol, por aceitarem como Cristã a festividade pagã.

Lembre-se que o mundo romano era pagão. Antes do século IV, os cristãos eram poucos em número, embora aumentassem, eram perseguidos pelos pagãos. Porém, com a chegada de Constantino, como imperador, que no século IV fez profissão pública de fé cristã, colocando o cristianismo ao mesmonível do paganismo, o mundo romano passou a aceitar esse cristianismo popularizado pelo imperador. Porém, lembre-se que eles haviam sido criados em costumes pagãos, dentre as quais 25 de dezembro era a maior das festividades idólatras. Era uma festa alegre com seu espírito especial. Todos se divertiam! Não queriam renunciá-la!

Este mesmo artigo da enciclopédia Shaff-Herzog de conhecimentos religiosos, explica como a apovação dada por Constantino do domingo, dia em que os pagãos adoravam o Sol, e como a influência do maniqueísmo pagão que identificava o filho de Deus como o Sol físico, proporcionou a esses pagãos do século IV, agora "convertidos" em massa ao "cristianismo" o pretexto necessário para chamar a festa de 25 de dezembro (dia do nascimento do deus-Sol) de dia do nascimento do filho de Deus.
E assim foi que "o Natal" se enraizou em nosso mundo Ocidental!

Não importa que usemos outro nome, continua sendo a mesma velha festividade pagã de adoração ao Sol. A única coisa que mudou foi o nome" Chame um coelho de leão se quiser, porém continuará sendo um coelho.

E da Enciclopédia Britânica: "A partir do ano 354, alguns latinos, possivelmente, transferiram o dia de nascimento de 6 de janeiro para 25 de dezembro, quando se realizava uma festa mitraísta... ou nascimento do Sol invicto... Os sírios e os armênios, que se prenderam a data de 06 de janeiro, acusavam os romanos de idólatras e adoradores do Sol, alegando... que a festa de 25 de dezembro tinha sido inventada pelos discípulos de Corinto."

E aí como vai encarar o Natal?

Quem é realemnte o Papai Noel

O Papai Noel como conhecemos, de roupa vermelha, sacola nas costas e barba branca, é, na verdade, uma modificação moderna da figura do 'bom velhinho' original. Inspirador do Papai Noel, São Nicolau (Saint Nicholas, em inglês) era um homem simples, dedicado à religião, que nasceu em 280, na cidade de Patara, na Ásia menor (hoje Turquia).

Mitos e verdades se misturam na história desse bispo que se tornou santo. Quando seus pais morreram, ele distribuiu a herança entre os pobres, o que o tornou conhecido na região.

Também ficou famoso por ter ajudado a família de um nobre que entrou em falência. Seus credores queriam, além de todos seus bens, a mão das três filhas em casamento. Sabendo que elas sofreriam agressões e escravidão, o nobre entrou em desespero, pois não tinha dinheiro para o dote que faria suas filhas se casarem mais cedo. Conhecendo o dilema do nobre, Nicolau jogou um saco de ouro em seu quintal. E fez isso com as duas outras filhas. Descoberto, o bispo fez o nobre jurar que não revelaria seu nome até sua morte. Daí partiu a tradição de distribuir presentes anônimos.

As histórias da vida de Nicolau se espalharam pela Grécia e pelo Império Romano. Muitas lendas surgiram, mas foi a distribuição de presentes que ficou conhecida no mês sua morte, dezembro. Em 988, Vladimir, o Grande, príncipe da Rússia, se converteu ao cristianismo e viajou a Constantinopla para ser batizado. Lá ele ouviu a história de São Nicolau e ficou tão impressionado que o nomeou padroeiro de toda a Rússia. As tradições e lendas começaram a se relacionar com histórias bíblicas.

Na América
Após a colonização da América, os europeus que lá foram morar levaram suas crenças com eles. Na Pensilvânia, havia muitas referências a São Nicolau. Em 1809, um livro infantil trouxe as referências do bispo turco para os Estados Unidos.
Em "Knickerbocker's History of New York", o escritor Washington Irving se baseou em São Nicolau para criar um personagem que entrava nas casas pela chaminé.

Na década de 1860, o ilustrador Thomas Nast criou imagens de São Nicolau (que nessa época já tinha o apelido de Santa Claus) para a edição de Natal da revista Harper's.

No século XX, a Coca Cola fez uma série de comerciais com a figura do papai noel. A partir daí, a imagem do bom velhinho se popularizou e virou sinônimo da data festiva católica.

Descaso nos últimos dias de mandato.

Xapuri vive, nesses últimos dias de mandato do Prefeito Vanderley Viana, um verdadeiro caus.
A foto ao lado não trata-se de nenhuma rua abandonada, é simplesmente a rua de entrada para o meu endereço, e infelizmente assim como ela a maioria das ruas de Xapuri encontram-se na mesma situação, já que além do mato que toma conta das calçadas e laterais, as pessoas ainda sofrem com o acumulo de lixo, já que depois outubro se a coleta era deficitária ficou muito pior.

Lembro-me que em dezembro de 2004, a situação era praticamente a mesma, logo percebi que se trata de uma metodologia de transição de governo, ou punição à população que não manteve no poder aqueles que reprovados nas urnas dos pleitos eleitorais, sofrem com o descaso e o desrespeito no serviço básico imprescindível à vida em comunidades urbanas.

Lembrei-me também que em 2005, o abandono realizado pelo então Prefeito Júlio Barbosa nos seus últimos dias de mandato em 2004, fora palco político de criticas e ofensas por parte do prefeito que recém-assumido. Mas o que falar agora, se a situação é semelhante ou pior?

Não quero aqui ser o dono da razão, porém é inconcebível que tenhamos que ser prejudicados, por que esse ou aquele agente público está “fazendo beicinho” com raivinha” do resultado eleitoral.
Porém, não é somente nas ruas que estão os problemas, os mais graves estão na área da saúde e da educação... Eta!!! Xapuri complicado....

Um colega me apresentou em seu pc um cronômetro regressivo, que demonstra quantidade de dias, horas, minutos e segundos para a saída do atual prefeito, achei interessante, e resolvi dar uma dica, para a partir do inicio de janeiro, reprogramar o mesmo de forma cronológica para ver quanto tempo vai durar o caus...

É ver pra crê!!!!

Minha Própria Via Crucis

Há um ditado popular que diz que “Deus é maravilhoso, mas há momentos que não alivia....” acredito que me deparei com uma semana dessas, porque aja paciência para suportar todos os reveses do cotidiano. Entre as minhas maiores dores de cabeça estão “Chico Mendes”, Brasil Telecom e Banco do Brasil. Ufa ainda bem que tudo passou, por que já acreditava que estava tão azarado que se porventura eu comprasse um anão de circo eles cresceriam, se encontrasse uma cobra ela me picaria ela daria um coice.... mas vamos por parte...

Tive um problema com meu telefone “HTC- palmolt” e tive que restarurar o sistema operacional do aparelho que funciona com uma versão do Windows Móbile, aí veio o primeiro problema, com a restauração do sistema acabei perdendo as configurações de acesso a internet móvel, sendo que pela capacidade de navegação utilizo o aparelho para consultas rápidas e repentinas emergenciais. Só haveira uma maneira de resolver a situação ligar para o auto atendimento da Brasil Telecom “minha prestadora de serviços de telefonia móvel”, especificamente para o número 1053, confiante pela nova Legislação que norteia o atendimento ao consumidor por telefone, de que em poucos minutos resolveria meu problema. Enganei-me foram dez eu disse dez... ligações para ao final ser orientado a entrar em contato com a fabricante do aparelho. É mole ou quer mais?

Somente para deleite dos leitores e para certificar de que realmente não estou apenas alfinetando a empresa , visualizem o que tive que suportar com um paciência de Jó “que ainda não sei onde encontrei”:
1ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200869125447 – 14 minutos e 57 segundos ouvindo a musiqueta de espera até a ligação cair;
2ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200859198243 – 12 minutos e 46 segundos ouvindo a musiqueta e nada...
3ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200889201987 – 09 minutos e 28 segundos ouvindo a musiqueta de espera até a ligação cair;
4ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200849205216 – 40 minutos e 18 segundos ouvindo a musiqueta, até que a bateria do meu celular descarregou... também já de era de se esperar... o jeito foi recarregar e ligar novamente.
5ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200849395450 – 32 minutos e 08 segundos, sendo atendido somente depois dos 20 minutos de espera, me foi passado uma configuração pela área técnica e solicitação de que caso não funcionasse retornasse a entrar em contato. NÃO FUNCIONOU!!!!;
6ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200849334519 – 09 minutos e 42 segundos, simplesmente desligaram a ligação, quando falei a atendente que só deveria transferir a ligação para o setor técnico se caso realmente eu fosse atendido
7ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200809437158 – 04 minutos e 48 segundos ouvindo a musiqueta, e novamente a ligação caiu
8ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200809446120 – 19 minutos e 06 segundos ouvindo a musiqueta, até que a bateria do meu celular novamente descarregou... e aja paciência, mas como sou brasileiro e não desisto nunca, vamos conectar o aparelho na tomada e continuar com minhas tentativas, já que agora era questão de honra falar com a Brasil Telecom, nem que fosse para sacanear.
9ª Ligação – Nem consegui completar a ligação

10ª Ligação – Protocolo de atendimento – 200899487614 – 31 minutos e 25 segundos, para tentar resolver o problema e ao final ainda ouvi que seria impossível resolver, e que deveria entrar em contato com a HTC fabricante do aparelho, pelo menos me informaram o numero de contato 40030482, que por sinal não é linha de atendimento gratuito... isso mesmo é ligação Paga...

Bem ligando para a HTC, e amargando R$ 15,83 com o custo da ligação “internacional” em apenas 08 minutos e 25 segundos resolvi o problema de configuração da net móvel e ainda me ensinaram a utilizar o aparelho como modem para meu leptop coisa que a minha empresa de telefonia não o fez. Fiquei puto da vida já que em pouco de 08 minutos consegui resolver um problema que em quase três horas de ligação não consequi, imediatamente protocolei denuncia contra a Brasil Telecom no Ministério Publico de Rio Branco além de registrar ocorrência no PROCON por desrespeito às novas normas de atendimento ao consumidor.

O segundo problema: Agência do Banco do Brasil em Xapuri.... a ultima semana e o inicio dessa foi um verdadeiro caus na agencia e justamente quando nossos vencimentos estavam disponíveis a saque. Acontece que quando nos caixas eletrônicos estão supridos de dinheiro o sistema não está on line, quando o sistema está on line não disponibilidade de saque, para piorar a situação o banco simplesmente fechou as portas na segunda “Dia de Chico Mendes” é pra rir ou chorar? Passei de quinta a segunda tentando resolver alguns problemas na agencia sem sucesso, na terça-feira chequei à agencia às 08:30 e permaneci numa fila aé as 13:45, então imaginem o meu humor. Primeiramente a imbecilidade da gerencia é tanto que com uma demanda imensa de clientes somente um caixa disponível ao atendimento, depois sequer água há no interior da agencia disponibilizada aos clientes, idosos, grávidas e deficientes ficam no bolo para atendidos é tanta coisa errada que fico puto só de passar. Pude verificar que o atendimento naquela agencia é dispensado somente aos amiguinhos de alguns funcionários e a população simples que se lasque. Sim cadê os vereadores, a promotoria que nada fazem em razão desse problema? Isso não é novidade há muito tempo que reclamações sobre agência de Xapuri são apresentadas e nada fazem. Bem pelo menos resolvi meus problemas...

O Terceiro problema: “Chico Mendes” nossa como esse falecido me atrapalhou na segunda feira, primeiro por que é inconcebível que a cidade pare em decorrência a uma pessoa. Depois que órgãos estaduais, municipais e federais simplesmente fechem a porta por que estão recordando o assassinato de um cara. Ora senhores tenham dó... quem é que vai me ressarcir pelos meus prejuízos? Prejuízos sim... tinha três certidões para emitir junto a Receita Estadual e tive que me deslocar à cidade de Brasiléia para fazer tal coisa, fora que deixei de pagar uma duplicata com vencimento naquela data por que o Banco do Brasil estava Fechado pelo Feriado do “Dia do Chico Mendes”, e no dia posterior paguei com juros, perdi de dar aula por que as escolas estavam fechadas... aiaiaiaiai... melhor nem comentar. E tudo isso por algo que Xapuri não valoriza, já que constatei nas comemorações que somente políticos do PT, e a imprensa foi às festividades. Está na hora de realmente valorizarmos o que é importante, não criar mitos.... Que comemorem o que quiser, que relembrem o que entender, agora prejudicar a população por algo que não nos interessa ai já é demais.

Ufa ainda bem que a fase de nuvem negra passou!!!

PF faz a maior apreensão de Cocaína de 2008 no Acre

Policiais Federais fizeram a maior apreensão de drogas de 2008 na tarde de terça-feira, 23. Os 125 Kg de Cocaína estavam escondidos em um fundo falso em um caminhão boiadeiro.

A prisão foi resultado de barreira realizada pela Polícia Federal que abordou o caminhão boiadeiro no posto de fiscalização da Tucandeira, distante 150 km de Rio Branco, na divisa com o estado de Rondônia.

O motorista, Fábio Silva, de 32 anos, completados no dia da prisão, estava conduzindo o caminhão para Goiânia.

No caminhão foram encontrados 116 pacotes contendo drogas, num montante de 125,22 Kg. Além das investigações dos policiais, houve o trabalho do cão farejador, Nina.

Esta foi a maior apreensão realizada no ano de 2008, e a segunda maior de toda a história da Superintendência da Policia Federal no estado do Acre.

O caminhão apreendido, próprio para o transporte de gado, será cedido à Polícia Militar do estado do Acre, fortalecendo a parceria entre as duas instituições.

O motorista foi preso e encaminhado ao presídio.

Novo vestibular da Ufac vai acontecer nos dias 1 e 2 de fevereiro

Os pretendentes a uma das vagas do vestibular da Ufac que estavam com viagem de férias marcadas para fevereiro do próximo ano podem tratar de desmarcar seus embarques. É que na tarde desta terça-feira, 23, o Conselho Universitário decidiu pelas datas de 1 e 2 de fevereiro para a realização das provas do vestibular 2009 [segunda edição].

Temendo novos desarranjos que possam culminar com novo cancelamento do certame, a reitora Olinda Batista conclamou os alunos para a ajudar na organização deste novo concurso.

O edital do concurso deverá ser publicado na próxima sexta-feira, 26. A novidade é que só candidatos inscritos no primeiro concurso podem participar deste novo. O conselho não informou se os candidatos terão que fazer nova inscrição e nem se os mais de 17 mil que não pagaram a taxa de inscrição no primeiro concurso podem participar desta segunda versão.

Chegando Final de Ano!!!!


Bem com a chegada do final de ano, todas as emissoras de Tv fazem um programa especial de restrospectiva jornalística, e com tantos fatos intrigantes ocorridos no decoorer do ano, eis a postura de nós telespectadores assistindo novamente os fatos marcantes...

Bom Final de Ano e Boas RecordaçõeS!!!

Tatuagens do futuro podem ser 'mutantes' e até exibir filmes, dizem cientistas

Pesquisadores de universidade nos EUA criam tela flexível com nanotubos.
Protótipo também poderão servir para criação de 'papel eletrônico'.

Hsaioh-Kang Chang (à esq.) e Fumiaki Ishikawa mostram protótipo de tela digital flexível. (Foto: Divulgação/USC Viterbi School of Engineering)

Quer fazer uma tatuagem, mas está indeciso quanto ao desenho escolhido? A evolução tecnológica pode resolver este problema em breve. Cientistas da University of South California (USC), nos EUA, criaram um método para criar discos transparentes e ultrafinos capazes de emitir luz e produzir imagens.

Trata-se de uma estrutura de plástico recheada com transistores feitos a partir de nanotubos de carbono. Ligados a OLEDs - diodos orgânicos emissores de luz -, os nanotubos são capazes de produzir imagens como em uma TV de alta definição.

Por enquanto, o protótipo construído pela escola de engenharia da USC é um disco de cerca de 13 cm de diâmetro. Os criadores afirmam que, em breve, a técnica poderá servir para diversos usos, como a criação de roupas que mudam de cor, avisos, sinalizações e até sistemas de navegação via GPS inseridos no pára-brisas de automóveis.

Outro uso importante é na fabricação dos chamados "jornais eletrônicos". São sistemas que têm a forma de folhas de papel, mas que, como uma tela de computador, podem exibir informações diferentes a cada momento. Pequenas e orgânicas, as folhas também poderiam ser inseridas na pele humana, criando tatuagens que podem ser alteradas por computador ou mesmo tattoos "dinâmicas", como filmes.

"Os nanotubos têm potencial para funcionar como telas transparentes para os eletrônicos do futuro", diz o pesquisador Hsaioh-Kang Chang, um dos responsáveis pelo projeto.

Fonte: G1

O texto e a realidade

Por Claudionor Mendonça dos Santos
Ataliba Nogueira, em obra clássica, assegura que o fim do Estado consiste na prosperidade pública, entendida esta como a obtenção do necessário por parte de cada um de seus embros, com a finalidade de atingir a perfeição física, intelectual e moral, metas que não podem ser satisfeitas nem pelo indivíduo, nem pela família isolada e nem por grupos sociais solitários.

O homem deverá, então, dispor do Estado para a consecução de seus objetivos, advertindo que o Estado serve ao homem e não o homem ao Estado.

Assim, dentre outros, a Constituição Federal determina ser direito social a segurança e dever do Estado, além de direito e responsabilidade de todos, para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

À primeira vista, a redemocratização do país, após a ditadura e a promulgação da Constituição Federal, levaria a sociedade ao paraíso. Paraíso de prosperidade, abundância e felicidade.

Contudo, uma série de eventos desviou o rumo em direção ao céu. Estabeleceu-se, equivocadamente, a idéia de que o Estado, agora democrático, seria o único responsável pela implementação dos direitos sociais.

Ora, dentre outras regras da democracia, a cooperação se destaca como fator imprescindível para a concretização de quaisquer direitos, individual ou social. Se o homem é um ser eminentemente social, a cooperação é indispensável para sua sobrevivência. É necessário, portanto, lembrar que, sendo a segurança direito social, é preciso que as pessoas o concretizem coletivamente. Já foi dito que no Estado Democrático de Direito o bem comum só pode ser produzido coletivamente, assim como sua distribuição.

Obviamente, em face da tripartição de funções, cabe primordialmente ao Judiciário o papel de garantidor, instrumento da defesa dos direitos, contra o arbítrio dos demais poderes e dele próprio, zelando por tal missão o Ministério Público, encarregado da defesa da democracia e dos direitos individuais ou sociais indisponíveis, além de guardião da ordem jurídica. Porém, o papel da sociedade não pode ser desprezado ou diminuído.

A realidade brasileira, sem o véu da hipocrisia, revela triste discrepância com o texto legal em vigor. As agruras pelas quais a população brasileira passa demonstram o abismo entre o texto e a realidade, sendo pública e notória essa vergonhosa situação. A trágica realidade brasileira, com suas mazelas, desde a prostituição infantil até o descuido com os idosos, revela a violação dos mais básicos direitos previstos em textos nacionais e internacionais.

A comercialização da educação, da saúde e da segurança demonstra a falência e a negação dos direitos sociais. Urge, assim, a incidência de providências objetivando desmercantilizar os direitos sociais.

A segurança, direito social, não pode ser alçada à condição de plataforma apenas em períodos eleitorais. Enquanto política social, sua discussão deve ser perene até que se atinja ponto suportável, indo além de promessa eleitoreira.

Em face de uma sociedade cruelmente desigual, com alto índice de exclusão, a questão da segurança, como política social, merece mais atenção, exigindo discussão e participação de todos, na busca de fórmulas para a efetivação de ações, de medidas voltadas para a superação desse triste quadro social, concretizando, assim, o que não passa de mero enunciado, sem qualquer reflexo no cotidiano da comunidade.

A declaração de direitos, após tenebrosa noite de trevas e autoritarismo, advém da conquista da liberdade que, por sua vez, deve levar à igualdade e à solidariedade.

Na luta pela perfeita harmonia entre o texto e a realidade, é de se sonhar com o eminente e sempre magistrado Alberto Silva Franco, exemplo de dignidade e sensibilidade: "a educação não será privilégio dos que possam pagá-la; a polícia não será a maldição dos que não podem comprá-la; ninguém será considerado herói nem idiota por fazer o que crê justo em lugar de fazer o que mais lhe convém".

Claudionor Mendonça dos Santos é Promotor de Justiça e membro do Ministério Público Democrático.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Só para descontrair!!!!

Estou em descanço merecido de Final de Semana...
Deixo apenas para descontrair, um quadrinho....

Darly Alves é o seu próprio excremento

Recebi no meu email, publicação do Deputado Moisés Diniz, sobre a entrevista dada por Darly Alves ao programa televisivo da Globo - Fantástico - e como sempre faço publico-o na íntegra. Apesar de não gostar muito das histórias acerca de Chico Mendes e acreditar que dão muita atenção pra pouca coisa, respeito a concepção do renomado deputado e Prof. Universítário.

Moisés Diniz *
"Eu hoje vou sujar meu diário na internet. Vou começar postando a foto de um canalha, um criminoso que suja qualquer lugar que abrigue sua imagem, sua voz, seu passado de sangue.

Depois vou dizer uns palavrões contra esse gângster, esse parasita da Amazônia, esse patife que invadiu Xapuri e derrubou suas belas matas.

O canalha foi ao fantástico e disse que “Chico Mendes ninguém matou, quem se matou foi ele mesmo”. O criminoso Darly Alves, que jamais será considerado acreano, continua vivo. E Chico morto...

Nesse instante o canalha cuida de seus milhares de reses, em prisão domiciliar, alegando um hospital de doenças. Tem mais enfermidades sobre o seu corpo do que sobre o corpo de Lúcifer.

Deve ter também algumas incuráveis enfermidades da alma, tamanha a maldade que ele fez contra o filho mais simples das colocações e dos remansos milenares.

Darly Alves é como uma pústula num corpo sadio, não sara enquanto não se usa o bisturi para arrancá-lo do convívio social. Agora ele convive com bois, vacas, touros, bezerros e reses.

Como uma doença incurável, ele contamina o ambiente e mata os inocentes que não conhecem a podridão de sua alma. Ele é esterco que ninguém quer na sala, no jardim.

Darly Alves insulta a memória de Chico Mendes e insulta o Acre com a sua opinião apodrecida. Darly Alves não deve ter o direito ao contraditório. A democracia não deve proteger os criminosos confessos que, mesmo depois de ter o crime confessado, provado e julgado, ainda zombam da morte e da dor.

O canalha ainda ri, pedindo que alguém escreva a sua história de sangue. Como se estivesse protegido por demônios, diz que Chico Mendes foi o culpado pela sua própria morte.

A justiça acreana deve imediatamente retirar das ruas esse criminoso. Se ele precisa de tratamento de saúde, que seja dado dentro de uma cela, como é feito com Hildebrando.

Darly Alves zombou do sofrimento dos familiares de Chico Mendes, riu de tudo que o Acre construiu nesses últimos vinte anos. O patife jogou fezes no rosto de todos nós. E ninguém diz nada?

Darly Alves é um canalha da podridão em que se transformou a destruição das riquezas na Amazônia. Ele chegou aqui, desposou mulheres acreanas, derrubou as nossas árvores, poluiu nossos igarapés, afugentou nossos pássaros, aniquilou as espécies indefesas, fez fortuna e matou um homem.

E ainda ri e culpa quem está morto. E tudo segue normal. Não há nenhuma indignação? Vai ficar assim mesmo? Que sentido tem tudo que está sendo feito, nos vinte anos da morte de Chico Mendes, com esse criminoso solto?

Como um gângster de um filme de terror usou o próprio filho para consumar o crime. Um monstro que levou sangue às mãos do filho que poderia salvar da desumanidade e da cadeia.

Seu sorriso que provoca dor não vai calar a infâmia que ele cometeu. Não tem perdão. E não perdoar um criminoso que insiste em defender o próprio crime não nos fará menores, menos humanistas.

Perdoaremos quem pede perdão. Darly Alves insiste em que não cometeu crime, matou um homem inocente e diz que o culpado é o morto. “Chico Mendes ninguém matou, quem se matou foi ele mesmo”.

A Darly Alves nenhuma trégua, nenhum falso sentimento religioso, nenhuma inocente argumentação dita humanista. O assassino de Chico Mendes foi ao programa de televisão mais poderoso do Brasil para zombar da morte de quem ele mesmo exterminou e ri, como uma hiena, da dor da família e dos amigos.

Por isso a justiça deve agir. As palavras de Darly Alves, no Fantástico, demonstram que ele é extremamente perigoso, que é um bandido sem remorso, sem nada dentro da sua alma de condenado.

Darly Alves deve imediatamente voltar ao buraco de onde saiu, uma cela no presídio e um psicanalista para estudar a sua alma de monstro. Esse apelo precisa crescer como uma onda na sociedade.

Pois quem assistiu as suas declarações ficou com a impressão de que o Acre não passa de um lugar perdido no meio da floresta, onde o animal mais feroz cultiva o hábito de circular no asfalto.

E não é assim, não podemos permitir que declarações apodrecidas e criminosas como essas fiquem no esquecimento e no córrego do senso comum.

Precisamos dar uma demonstração de que a declaração de Darly Alves é uma afronta à vida, ao povo do Acre, às instituições e, mais precisamente, uma ameaça aos homens e mulheres que respiram aliviados quando vêem monstros assim indo para a cadeia.

Como eu dizia, hoje vou sujar meu diário na internet. É que insisto em afirmar que todas as fezes dos presídios da Amazônia não fedem tanto quanto as declarações de Darly Alves.

Darly Alves é o seu próprio excremento!"

* Professor e deputado estadual do PCdoB do Acre
ECOS SOCIALISTAS: http://moises65.meublog.org

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Sem Comenátários

Colégio Divina Providência

Leitor identificado apenas por Xapuri, envia comentário solicitando que eu escrevesse sobre a história do Primeiro Colégio de Xapuri, o Instituto Divina Providência. Bem não vou me ater a questões históricas por que isso, só seria possível com tempo para realizar pesquisa detalhada, porém tecerei um breve comentário que pode ajudar e contemplar o nobre leitor.

A priori a história do Colégio Divina Providência é um marco de responsabilidade social e amor de um Padre Italiano por uma terra recém descoberta, e essa história tem seu início no ano de 1926 contada poeticamente por historiadores da época da seguinte forma: Xapuri, uma cidade simples e pacata fundada a 18 anos sentia uma necessidade muito grande de mudanças, com a chegada do novo pároco da prelazia Acre Purus Padre Felipe Galerani, veio a acontecer as transformações desejadas, já que o mesmo vindo com a missão de pregar o evangelho, notou que a maior necessidade mais eminente seria a educação do recém criado município de Xapuri, e conhecedor de vários modelos educacionais europeus, via e sentia a necessidade de implantar no município um modelo educacional que visasse a melhoria de vida da população.

Surge daí o sonho de construir um colégio feminino onde através do mesmo iria propagar não somente o conhecimento, mas o ensino religioso pretendido, já que na sua concepção seria dirigido por freiras e administrado por ele, vendo que seria difícil a concretização desse sonho pessoal, passou a socializar a idéia através de um comitê central formado por autoridades xapurienses, que destacamos João Torres de Melo, Antonio Carneiro Meira, João Gomes Fonseca, Cel. Claudino Vieira Lima, Dr. José Inojosa Varejão, Moysés Bendaham e José Jesus Paes, que eram responsáveis a realizarem varias discussões até a concretização do grande sonho que já não era só de um pároco e sim de toda a sociedade.

Na atual Rua Doutor Batista de Morais, no Local onde hoje está localizada a casa residencial das Irmãs Sevas de Maria, por volta dos anos de 1908 a 1910 ocorreu a edificação de um casarão antigo de madeira, que aguçou o egoísmo dos recém chegados, o ímpeto de construírem casas mais confortáveis do que aquelas em que residiam já que em pleno apogeu do período da borracha os mais elitizados “ ostentavam os lucros recebidos da comercialização do “ouro negro” é nesse contexto que o casarão fora construído pela Família do Senhor Sabino Benevenuto de Lima, sendo vendido em 1913 para o Dr. Antonio Bruno Barbosa que o revendeu em 1926 para o Dr. João Ramos Torres de Mello, que no mesmo ano o vendeu por Quinze contos de réis à Paróquia de São Sebastião e mesmo o Padre Felipe Galerani necessitando do imóvel para a hospedagem das recém chegadas irmãs Servas de Maria, decidiu que naquele local seria uma casa de saber, e eis que é fundado o Colégio catecúmeno Divina Providência e já em 1928 foi fundado oficialmente o colégio Divina Providência para moças.

Durante muitos anos o Colégio Divina Providência fora mantido pelos Servos de Maria e somente em 1940 que veio a receber função de ofício de repartição pública educacional, oque possibilitou o reconhecimento dos estudos realizados, porém em 1942, é chegado ao conhecimento dos responsáveis pela instituição, ordem mandatária do Gabinete Militar de Guerra da República Federativa do Brasil, designação para o fechamento do colégio, devido a segunda guerra mundial, pois o Governo brasileiro considerava as irmãs italianas adversárias do Pais. Segundo relatos a única medida para não fechar a instituição era escolher alguém da comunidade de cidadania brasileira para assumir a responsabilidade pela escola e num ato de voluntariado a Senhora Maria de Lourdes Brito assumiu gratuitamente a direção para fins legais, apesar de na verdade nada ter mudado no caminhar das ações.

È valido ressaltar que nesse período o colégio Divina Providência era em regime de internato, e infelizmente só estudava quem por ventura pudesse pagar ou que possuísse bolsa de estudos pagas por comerciantes, seringalistas empresários ou políticos.

O primeiro casarão – o pioneiro – da rua Dr. Batista de Morais já não atendia á sua finalidade, pela grande preferência do público, tornando-o sem espaço suficiente e devido às condições antiquadas e antigas da sua estrutura. Diante dessa realidade, o seu benfeitor e fundador, Padre Felipe Galerani pensou e realizou com aquela vontade e determinação férrea que caracterizavam a conduta do bravo e inconfundível vigário. E no ano de 1952 exatamente no 17º aniversário de falecimento da Madre Gabriela Nardi, educadora pioneira do colégio, lança a pedra fundamental da nova edificação que é o atual prédio.

O reconhecimento estadual e a transmissão da responsabilidade da escola para o serviço público aconteceu no ano de 1968 através do Decreto 161 que o reconheceu como sendo de utilidade pública, na época pelo Governador Nabor Teles da Rocha Júnior.

Ao longo dos anos a Escola Divina Providência teve ilustres alunos, como o médico Adib Jatene, considerado um dos melhores cardiologistas do mundo, ex-ministro da saúde, Jorge Kalume, atual assessor parlamentar do Senado Federal e ex-governador do Acre entre outras ilustres figuras históricas e atuais do Acre e de Xapuri. Muitos educadores que por aqui iniciaram suas atividades estão na memória do povo acreano e xapuriense como os grandes pioneiros da educação no estado e a eles rendem homenagens em todo o Estado consagrando seus nomes em instituições e organismos públicos.

Evidencio que não se pode considerar o Colégio Divina Providência simplesmente como mais uma escola, mas sim como um dos marcos da educação no Estado e é desta forma que reverencio-o como tal.

Mais informações, basta procurar-me pessoalmente....

Servidores da prefeitura de Assis Brasil são condenados pela Justiça Federal por desvio de R$ 389 mil

A Justiça Federal condenou, a pedido do Ministério Público Federal no Acre (MPF/AC), os servidores do município de Assis Brasil, José Monteiro da Silva, Edmar Balbino dos Santos Rizoneide Barbosa de Oliveira, e o sócio da empresa Empresa WA Construções Ltda, Luiz Fernando Gomes Sampaio, pelo desvio de R$ 389.552,06, verba esta oriunda de convênio entre o município de Assis Brasil e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Pela acusação do MPF/AC, os responsáveis pelo setor de licitações e fiscalização de obras da prefeitura de Assis Brasil, que fica a 330km da capital do Acre, Rio Branco, atestaram o recebimento de obra referente a construção de unidades sanitárias domiciliares, sem que a obra estivesse acabada.

As investigações comprovaram o pagamento de propina pela empresa WA Construções, vencedora da licitação, para que os gestores atestassem o término da empreitada, liberando o pagamento total dos valores correspondentes ao serviço. Relatório técnico da própria Funasa comprovou que as obras haviam sido interrompidas e estavam abandonadas sem que a população do município tivesse recebido qualquer benefício.

Além da devolução dos valores corrigidos monetariamente, as pessoas envolvidas no caso tiveram seus direitos políticos cassados por cinco anos, ficarão proibidos de contratar com o poder público ou receber benefícios públicos pelo prazo de cinco anos. A empresa WA Construções, e qualquer outra empresa do qual os condenados sejam ou venham a ser sócios, também foi condenada na mesma medida ficando proibida de contratar com o poder público ou receber empréstimos e créditos fiscais.

Hermington Franco
Da Procuradoria da República no Estado do Acre

Procon do Acre dá as dicas para as boas compras de Natal

Assim como ocorre todos os anos o comércio acreano já está com decoração natalina e os consumidores já analisam como administrar seus gastos nesse período. Pensando nisso, o Procon, órgão de proteção e defesa do consumidor do Acre, orienta os consumidores para as precauções que devem ser tomadas na hora de realizar as compras de natal.

As lojas devem expor em toda área de venda a correta afixação dos preços nos produtos expostos dentro da loja e nas vitrines, informando nas etiquetas o valor à vista do produto, caso este esteja parcelado, deve informar também o valor de cada parcela, a taxa de juros e o valor total do financiamento. Estas informações devem constar nas etiquetas ou cartazes em letras facilmente identificadas.

O consumidor tem direitos até mesmo antes de realizar suas compras. Por isso deve fazer valer seus direitos, no momento da compra se certificando de que não está adquirindo produtos falsificados e exigindo sempre a nota fiscal. “É importante que o consumidor exija a nota fiscal e o cupom de garantia, só assim ele poderá obter a efetiva garantia do produto”, orienta o chefe da fiscalização do Procon, Otacílio Minassa.

Na hora de pagar suas compras, fique atento às formas de pagamento praticadas pela loja, não pode haver distinção entre o pagamento à vista e o realizado em cartão de débito ou de crédito em uma só parcela. Descontos à vista valem para pagamentos com cartão de débito ou de crédito, desde que a divida não seja parcelada.

Veja algumas dicas que o Procon selecionou para você:

* Faça as suas compras com antecedência. Não deixe para cima da hora a compra dos presentes. Com mais tempo, você tem mais oportunidade de, comparar preços e conseguir descontos.
* Planeje. Antes de ir às lojas, pense no que você gostaria de dar de presente para as pessoas de sua lista, assim você economiza tempo e terá uma idéia daquilo que está procurando.
* Estabeleça quanto poderá gastar, não corra o risco de ficar superendividado. Você pode evitar essa situação criando um orçamento.
* Não ande com dinheiro vivo. Evite correr riscos e faça compras mais seguras utilizando seu cartão de débito ou crédito. Além disso, muitas lojas de departamento oferecem descontos para pagamentos a prazo com cartões. Mas tenha muito cuidado para não exceder seu orçamento.
* Proteja suas informações pessoais. Tome cuidado ao revelar seus dados pessoais na hora de realizar compras online ou por telefone. Pergunte como essas informações serão utilizadas e quem terá acesso às mesmas. Todo cuidado é pouco na hora de realizar compras pela Internet ou pelo telefone.
* Só compre on-line em sites conhecidos. Somente faça compras com empresas que você conhece, confia e que são sérias. Lembre-se que você vai compartilhar com essas lojas seu nome, número do seu cartão e provavelmente seu endereço e telefone.
* Verifique a segurança. Na hora de efetuar uma compra online, certifique-se de que a sua conexão com a Internet é segura e de que a transação seja verificada como autêntica. A maioria dos navegadores apresenta um ícone especial, como uma chave ou cadeado, o que indica que o site é seguro.
* Guarde os comprovantes. Você deve guardar todos os comprovantes da compra em um lugar fácil de lembrar. Desta maneira a documentação estará disponível para possíveis dúvidas ou até mesmo para realização de reclamação.

Tensão pré-vestibular

Estudo com 1.047 vestibulandos aponta que mais da metade apresentava sintomas de ansiedade que podem levar a distúrbios psíquicos mais graves
Por Thiago Romero
Agência FAPESP

Um levantamento com 1.046 vestibulandos verificou que 56,3% apresentaram sintomas de ansiedade, considerando os níveis de intensidade leve, moderado e grave. As candidatas do sexo feminino se mostraram mais ansiosas do que os homens.

A ansiedade é um estado emocional caracterizado por um conjunto de reações psicológicas e fisiológicas relacionadas a situações de perigo. Segundo o estudo, os cinco sintomas mais freqüentes identificados com o problema foram nervosismo, medo de que aconteça o pior, incapacidade de relaxar, sensação de calor e indigestão.

Os participantes foram selecionados em quatro cursos pré-vestibulares na cidade de Porto Alegre (RS). O trabalho teve seus resultados publicados na Revista de Psiquiatria Clínica, do Departamento e Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

“Em seus diferentes níveis, a ansiedade pode ser saudável e motivar os candidatos a estudar mais, fazendo com que se preparem melhor para o vestibular. Mas a ansiedade também é uma doença que prejudica o rendimento, a concentração e a memorização”, disse um dos autores do trabalho, o médico psiquiatra Daniel Guzinski Rodrigues, pesquisador do Departamento de Psiquiatria da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), à Agência FAPESP.

A avaliação dos candidatos foi realizada por meio de um questionário estruturado e pela aplicação da Escala Beck de Ansiedade (BAI), que mede a intensidade dos sintomas relacionados à ansiedade.

O questionário tinha 24 questões que abordavam o perfil sociodemográfico e a escolha profissional, enquanto a BAI é constituída de 21 afirmações descritivas de sintomas de ansiedade que foram avaliadas a partir de uma escala de quatro pontos, incluindo itens como incapacidade de relaxar, aceleração do coração, dificuldade de respirar, nervosismo, sensação de sufocação, tremores nas mãos e medo de perder o controle.

Os entrevistados pelo trabalho, realizado por Rodrigues e pela psicóloga Cátula Pelisoli, pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), tinham idade média de 18 anos, 88,1% apenas estudavam e 1,6% estudavam e trabalhavam.

Além da escolha decisiva por uma profissão ocorrer na adolescência, o que exige o conhecimento prematuro de variáveis como mercado de trabalho, área de atuação e salário, outro fator que contribui para a ansiedade, segundo os autores do estudo, é o fato de os processos seletivos se caracterizarem por uma acirrada competição que não depende apenas do próprio esforço do candidato, mas também do desempenho dos outros.

“Os alunos de cursos pré-vestibulares vivem sob pressão, o que pode estar relacionado com a instalação de quadros de ansiedade generalizada. Para que a ansiedade não gere problemas mentais mais graves, levando a transtornos como síndrome do pânico, depressão e estresse pós-traumático, a preparação para provas ou concursos deve ser psicoeducacional”, disse Rodrigues.

Foco acadêmico e clínico

O estudo mostra que, durante a fase de preparação para o vestibular, o adolescente enfrenta, além das incertezas relacionadas ao seu desempenho no dia da prova, a forte cobrança da família e de amigos, situação que também acaba contribuindo para o surgimento da ansiedade que, em muitos casos, ultrapassa os limites da normalidade e prejudica o desempenho do candidato.

“É fundamental que as instituições de ensino voltadas ao vestibular invistam em serviços de apoio psicológico ao aluno. Para o sucesso nos exames, a habilidade para lidar com o estresse e a ansiedade é um elemento tão importante quanto o próprio conhecimento acadêmico”, disse Rodrigues.

Entre os cursos pretendidos pelos participantes da pesquisa, medicina, direito, administração e odontologia se destacaram como os mais procurados. Os cursos cujos candidatos apresentaram maiores níveis de ansiedade foram publicidade e propaganda, farmácia, medicina veterinária, medicina e odontologia.

“Muitos indivíduos bem preparados cognitivamente vêm sendo reprovados, às vezes por anos sucessivos. Nesse caso, o problema pode não estar nos estudos e o próprio candidato sabe que tem capacidade de ser aprovado. Trata-se de uma questão psicológica específica do momento da prova, que normalmente é negligenciada pelos candidatos durante a fase de preparação”, apontou o pesquisador.

De acordo com o estudo, o sentimento de obrigação de prestar vestibular e o fato de considerá-lo decisivo na vida foram duas variáveis que tiveram efeito importante na ansiedade dos vestibulandos. “Os alunos que se sentiam obrigados a prestar vestibular para determinado curso apresentaram significativamente mais ansiedade comparados aos que não se sentiam obrigados”, disse Rodrigues.

“A influência da família é determinante na escolha, mas pode não estar de acordo com os desejos e a vocação do adolescente”, apontou o pesquisador gaúcho, lembrando que a escolha profissional é multifatorial e influenciada por aspectos políticos, econômicos, sociais, educacionais, familiares e psicológicos.

De todos os participantes da amostra, 947 (90,5%) responderam ainda que o vestibular alterou seus hábitos de vida, sendo as principais modificações na vida social com amigos, no relacionamento familiar, no sono, na atividade física e na alimentação.

Democracia tutelada

Estive ultimamente lendo um artigo do sociólogo Léo Lince, onde ele ressaltava que as campanhas eleitorais no Brasil estão entre as mais caras do mundo. E percebi que tal realidade, reveladora do extraordinário poder do dinheiro na definição da representação política, se reafirma como uma tendência que se avoluma a cada pleito. Toda eleição é mais cara do que a sua congênere anterior. Com isso, a conquista de mandatos e a formação do poder político, que pela Constituição deveria emanar do povo e em seu nome ser exercido, cada vez mais se realiza sob a batuta dos donos do dinheiro.

O volume totalizado dos gastos na eleição de outubro último continua indisponível para o cidadão comum, inclusive nas páginas da justiça eleitoral. A mídia de massa, a televisão principalmente, não se ocupa deste tipo de informação. Mas alguns quadrinhos publicados em páginas secundárias dos jornais permitem afirmar que "nunca houve na história do Brasil" eleição municipal mais cara. O valor total gasto pelos eleitos nas 26 capitais, por exemplo, cresceu 70% em relação a 2004. Foram R$ 115,8 milhões de gastos declarados, contra R$ 67,8 milhões, valores já corrigidos pela inflação do período, em 2004. Agora veja o somatório dos gastos de campanha de todos os candidatos de Xapuri, se fosse investido em interesse da população daria para realizar atividades nas areas da saúde, estrutura do municipios entre muitas outras emergências existentes atualemnte.

Interassante que a eleição e a posição de cada candidato foi diretamente proporcional aos gastos realizados. E por falar em preço, uma curiosidade reveladora: o segundo colocado nas urnas (a amostragem informal requer que cada qual verifique com seu candidato ocorrência semelhante) é também o segundo colocado em gastos. E assim sucessivamente nas demais posições..

O crescimento vertiginoso das chamadas "doações ocultas" é outra marca do último pleito municipal. Os doadores, empreiteiras com obras contratadas pelos órgãos municipais e estaduais, prestadores de serviços ou fornecedores das administrações municipais, em vez de injetarem recursos nas contas dos candidatos, fazem suas doações aos partidos, que as repassam às campanhas. Na prestação de contas, os diretórios partidários aparecem como origem dos recursos repassados. Os técnicos do TSE chamam o artifício de "burla legal" e, segundo eles, tal estratégia foi utilizada por pelo menos sete legendas nas Capitais Brasileiras(PT, PMDB, PSB, PV, PC do B, PSDB, DEM) em 17 das 26 campanhas vitoriosas . Em alguns casos, como o da prefeita eleita pelo PV em Natal, as "doações ocultas" chegaram a 87% do total arrecadado. No verdadeiro Himalaia de dinheiro torrado nas campanhas do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, praticamente a metade (um pouco mais, um pouco menos, dependendo do caso) é originária desta área de sombra.

Embora limitados aos gastos das campanhas majoritárias das capitais, os dados publicados definem um padrão de política que se espalha para os demais municípios e pelas campanhas proporcionais. Não faz muito, a Folha de S. Paulo publicou matéria sobre os gastos exorbitantes dos vereadores eleitos na capital paulista. Além de caras, as campanhas se organizam de tal forma que torna impossível a fiscalização efetiva sobre elas. Os gastos declarados, muitas vezes chuleados por "burlas legais", são apenas a parte descoberta do financiamento: o "caixa um" que a justiça eleitoral acompanha e tenta fiscalizar. Do "caixa dois", os famosos "recursos não contabilizados" (uma pálida expressão na política da sonegação fiscal que grassa na vida econômica das empresas que contribuem), só se sabe quando estouram os escândalos.

O formato atual de financiamento privado de campanha, além de fator incontrolável de corrupção, é a mais poderosa fonte das distorções que marcam a nossa cultura política. São pouquíssimos os países que permitem aos candidatos arrecadar e despender fundos de campanha, na maioria dos casos uma competência exclusiva das organizações partidárias. Aqui é a regra. Resultado: partidos fracos, máquinas pessoais para distribuição de benesses, clientela, compra de votos e mandatários que se consideram donos do mandato. Por outro lado, com a presença diminuta da contribuição cidadã de pessoas físicas, um pequeno grupo de grandes empresas domina o mercado de financiamento de campanha e aprisiona a representação política. No varejo e no atacado, a mesma lógica: pagou, leva a coisa sua.

A última eleição presidencial também foi a mais cara da história no seu gênero. Naquela ocasião, como agora, foram reduzidos os espaços para as candidaturas de opinião e se escancarou a formação de bancadas parlamentares das grandes corporações. São decorrências de um formato de financiamento que perpetua o "status quo" e estreita os vínculos entre políticos conservadores e os interesses empresariais dominantes. Ao mesmo tempo em que cria obstáculos para o surgimento de novos valores, esvazia o voto como instrumento de mudança e esteriliza a representação política como livre expressão dos conflitos sociais.

Tal círculo vicioso, que coloca em risco a nossa frágil democracia, só pode ser quebrado pela adoção do financiamento público para as campanhas eleitorais. Para garantir a independência e a viabilidade dos candidatos e dos eleitos ante o poder econômico, além de salvaguardar o princípio da igualdade na disputa, o financiamento público precisa ser exclusivo, com pesadas punições para quem violá-lo. Para funcionar de maneira justa, é necessário que se estabeleça um teto de gastos para cada cargo em disputa, além da montagem de um rigoroso aparato de fiscalização sobre o uso do fundo público eleitoral. O direito de voto assegurado de maneira igualitária ao cidadão requer, para que seja pleno em seu exercício, que o direito de "ser votado" não sofra a interferência indevida do poder econômico. Sem isso, além de formal e banal, a nossa seguirá sendo uma democracia tutelada.

Políticos querem moleza mesmo!!!!!

Ainda bem que a Câmara FEderal teve o bom senso de reprovara PEC nº 20/2008, que por sinal os Excelentíssimos Senadores já haviam aprovados e que trata da recomposição das Câmaras de Vereadores nos municípios com mais de 15 mil moradores.

A decisão dos senadores iria atingir a maioria das Câmaras no Acre. Em Rio Branco, por exemplo, a composição passaria dos atuais 14 para 23 vereadores. Se caso a PEc tivesse sido aprovada na Camara caberia à Justiça Eleitoral decidir se os suplentes tomarriam posse ou não a partir do dia 1º de janeiro.

O aumento do quantitativo de vereadores não traria aumento ou redução nos repasses para as Câmaras. Essa questão seria tratada numa segunda oportunidade, provavelmente no próximo ano. Mas com certeza a facada seria segura...

Engraçado que chequei a ver discursos, durante a madrugada do dia da aprovação no Senado, os senadores afirmando que estavam corrigindo um erro cometido pela Justiça em 2004, quando reduziu o quantitativo de vereadores, mas não alterou o percentual repassado para as Câmaras.

Se caso a PEC tivesse sido aprovado veja como ficaria a composição das Câmaras Municipais:
- Nove vereadores para os municípios com até 15 mil habitantes;
- Onze vereadores nos municípios com mais de 15 mil e até 30 mil habitantes;
- Treze vereadores nos municípios com mais de 30 mil e até 50 mil habitantes;
- Quinze vereadores nos municípios com mais de 50 mil e até 80 mil habitantes;
- Dezessete vereadores nos municípios com mais de 80 mil e até 120 mil habitantes;
- Dezenove vereadores nos municípios com mais de 120 mil e até 160 mil habitantes;
- Vinte e um vereadores nos municípios com mais de 160 mil e até 300 mil habitantes;
- Vinte e três vereadores nos municípios com mais de 300 mil e até 450 mil habitantes;
- Vinte e cinco vereadores nos municípios com mais de 450 mil e até 600 mil habitantes;
- Vinte e sete vereadores nos municípios com mais de 600 mil e até 750 mil habitantes;
- Vinte e nove vereadores nos municípios com mais de 750 mil e até 900 mil habitantes;
- Trinta e um vereadores nos municípios com mais de 900 mil e até 1.050 milhão de habitantes;
- Trinta e três vereadores nos municípios com mais de 1.050 milhão e até 1,2 milhão de habitantes;
- Trinta e cinco vereadores nos municípios com mais de 1,2 milhão e até 1.350 milhão de habitantes;
- Trinta e sete vereadores nos municípios com mais de 1.350 milhão e até 1,5 milhão de habitantes;
- Trinta e nove vereadores nos municípios com mais de 15, milhão e até 1,8 milhão habitantes;
- Quarenta e um vereadores nos municípios com mais de 1,8 milhão e até 2,4 milhões de habitantes;
- Quarenta e três vereadores nos municípios com mais de 2,4 milhões e até 3 milhões de habitantes;
- Quarenta e cinco vereadores nos municípios com mais de 3 milhões e até 4 milhões de habitantes;
- Quarenta e sete vereadores nos municípios com mais de 4 milhões e até 5 milhões de habitantes;
- Quarenta e nove vereadores nos municípios com mais de 5 milhões e até 6 milhões de habitantes;
- Cinqüenta e um vereadores nos municípios com mais de 6 milhões e até 7 milhões de habitantes;
- Cinqüenta e três vereadores nos municípios com mais de 7 milhões e até 8 milhões de habitantes;
- Cinqüenta e cinco vereadores nos municípios com mais de 8 milhões de habitantes.

Rapadura é doce mas não é mole não....

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O Tempo não Perdoa!!!!

O caro amigo Frank, encontrou uma relíquia de 1995, foto retirada na Primeira Versão dos Jogos Estudantis do Estado do Acre, com a equipe representante de Xapuri e me bateu uma saudades dos jovens que lembro, que ainda mantenho amizade, ou dos alunos que infelizmente o tempo se encarregou de fazer com que até tenhamos esquecido.

A foto acima tras boas lembranças do meu inicio de profissão na educação, na época recem entrando na casa das 20 primaveras, e olha que pareço um adolescente... aliás pareço até hoje... e já audacioso, porque naquela época com tão pouc experiência, me foi confiado a Chefia da deleegação Xapuriense, oque me traz muitas lembranças de situações bastante cômicas que não vem ao casso, mas esse registro, que é uma raridade, demonstra o quão a juventude xapuriense sempre esteve lilgada ao esporte acreano, vejamos de quem me lembro...

Da esquerda para a direita em pé:Joscíres, Nauany Feitosa, Mizael, Fabiano"binha","Xuxa", Warle"Cará",.......,......., Sanderley, "Bila", Alércio Dias "na época Sec. Est. Educação", Arathana, Raimundo Filho, Jailson, Prof. Jeferson Saady, Patricia, Fabiana, Prof. Clemilton Alves.

Fila do Meio da esquerda para a direita:Joseni Oliveira, Paulo Andrei,........, Jonas Augusto,........, Wilker, Marcelo Moreira, Elton Feitosa, Getúlio, Cleiton.

Primeira Fila da esquerda para a direita sentados:........, "Parmalate", André Aquino,.........,........, Jailcilene, Sandra, Paolo, Marcelo"in memorian", ........

Faltaram ser inclusos na Foto, o Prof. Júlio Figueiredo e a Professora Fátima

Desculpe-me, os oito jovens que acabei em que acabei por não incluir nesta lista, mas como o texto mesmo refer-se "o tempo não perdoa" e ´já fazem treze anos da retirada da foto, mas peço a colaboração de quem souber para me auxiliar a preencher a lista:

Só para lembrar, naquela primeira versão dos jogos, chegamos à final das competições, com o Vice Capeonato estdual de handball masculino, Terceiro lugar no Feminino e terceiro lugar no futsal masculino... é mole ou quer mais...

Saudades... Saudades... Saudades...

O dileto Frank ainda me fez recordar de um belissimo poema, que no momento não me recordo a autoria, intitulado "O Tempo!!!", que entre outras coisas nos recorda que

"O tempo passa.
Fazemos um balanço.
De um lado, tudo que vivemos...
Do outro, o que gostaríamos de ter vivido....
A balança pende...
Ficamos parados olhando...
Mudar agora?
Talvez!
Será preciso?
Não sei...
Reuno tudo...
Bagagens de uma vida...
Tudo que gostaria, e tudo que tenho...
E continuo a caminhada...
Querendo sem querer!!!
Podendo sem poder...
E vejo o quão foi belo as coisas que passaram...
Almejando igual situação para o futuro...
Mas recai sobre meus ombros o peso do tempo
A experiência da vida
E acabo percebendo que isso é o que me faz ser da maneira que sou hoje
E acabo discordando do jargão que diz
Que tudo que é bom dura pouco
Na Verdade
Tudo que é bom, dura justamente o tempo necessário para se tornar Inesquecível
Que venha mais tempo
que venha mais saudade
pois só assim
saberei que realmente estou vivo...

E depois o doido sou eu....

Que os astros televisivos e cinematográficos tem manias prá lá de hipócritas isso todo mundo já sabe, que a exentricidade stá lá nas altura também, como é o caso das idiotas exigências que Madona vez para estar aqui no Brasil. Não dou a minima para esse tipo de noticia porém alguém que sempre acompanho pelas loucuras e babaquices realizadas é o Ator Hollyudiano Tom Cruiser, que além de ser toglodita e cientólogo, mas que faz as mulheres loucas de desejo, agora também descobri que lhe falta massa encefálida.

Recebi de um colega uma coleção das dez maiores loucuras ditas na Net sobre Tom Cruise, por ele mesmo, e acabei descobrindo que sou totalemnte normal se comparado com as sandices dele senão vejamos o que ele já disse em entrevistas:

10. Eu durmo de ponta-cabeça.

9. Nas filmagens de "Days of thunder" eu comi um pneu.

8. Eu ainda uso as cuecas de "Risky Bussiness".

7. Meu nome verdadeiro é Tom Blagojevich.

6. Uma vez eu &*$!!+ um coala.

5. Uma vez por mês faço um tour pela Universal, nú.

4. Eu acho que todo problema emocional e psicológico pode ser curado com Vick Vaporub.

3. Eu sou um ego-maníaco inflado, completamente desligado da realidade...Ah, peraí. Não, é o Letterman.

2. Depois de pular no sofá dela, Oprah me prendeu até eu tossir sangue.

1. Eu deixo meu celular no bolso traseiro para dizer aos meus amigos: Liguem para minha bunda.

Que falta do que fazer néh....

E depois eu imagino que sou louco....

O Dilema do Natal

Há um verso de um poema do Mestre Machado em que ele perguntava:-“mudou o Natal ou mudei eu”?

O certo é que faz tempo que o Natal não é mais a festa da família, da confraternização,das preces conjuntas,da tradição e das grandes consoadas; mesas fartas, o perú reinando sobranceiro, a macarronada caprichada,as frutas secas,o ponche(receita,segredo de cada família, guardado a sete chaves),o champanhe. Hoje,o Natal é a festa do Deus Consumo.

Ficaram em segundo plano,as celebrações religiosas e seus coros natalinos que encantam,a Missa do galo,missa injusta,aliás,pois o festejado é o galo,mas,quem é comido é o peru. Foram substituídas pelos alegres enfeites das lojas e dos importados da nossa patricia Cobija,cada vez mais atrativos do que as velhas igrejas e seus cantos Natalinos e até mesmo gregorianos.

Restaram as músicas; o “Jingle Bells”, "and so merry cristmas" importado, as velhas canções portuguesas como o lindo “Adeste Fidelis”, o “Noite Feliz”,tocado e cantado por todos, e a clássica infantil, com o belo versinho, tão verdadeiro:Papai Noel vê se você tem, a felicidade prá você me dar. ops é só da minha época né.... to velho....

E, essa tal felicidade, no Natalela chega? Pressurosa, para as crianças com seus brinquedos, para a velha senhora que recebe os filhos e netos,para o comerciante, contando os lucros, chega com a visão da bela mesa posta para a ceia, o rebrilhar das pratas e dos cristais, o perfume dos incensos e das velas, as luzes feéricas das mangueiras elétricas s seus pisca-piscas cada dia mais sofisticados, pois o Natal é a festa da luz; ou,como escreveu um conhecido que é um grande escritor(embora ele nem suspeite disto):”Deus por entre temperos e açúcares”.

Mas,a verdadeira luz tem que brilhar de dentro para fora; a gente tem que estar de bem consigo mesmo,interagir com nossos semelhantes, doar;

Natal também é doação. Doação de si mesmo, esparzir a sua luz sobre todos, espalhar felicidade e, sobretudo, agradecer. Agradecer o Bem e o Mal. O Bem, visto como recompensa, e o Mal,como aprendizado.

Alguns se dizem cansados do Natal:a mesmice, os mesmos votos, a mesma festa, os mesmos presentes, a mesma ceia.Como o poeta Drummond, mineiro bão, escreveu:
“menino,peço-te a graça de não fazer mais poemas de Natal.
Uns dois ou três,inda passa.
Industrializar o tema eis o mal.”

Calo-me!!!!

Número de mortes por armas de fogo ultrapassa 35 mil em 2007, diz Ipea

Somente a Região Sudeste conseguiu reduzir o número de mortes por armas de fogo, entre 1996 e 2007, de 14,17 mil para 13,74 mil. É o que destaca o 16º boletim Políticas Sociais --Acompanhamento e Análise, que vai ser publicado nesta quinta-feira (18) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

No Brasil, no mesmo período, foi registrado um incremento de 32,46%, saltando de 26,4 mil para 35,06 mil mortes. Na Região Nordeste, o número quase dobrou: em 2007 foram registrados 11,85 mil óbitos, contra 6,01 mil em 1996.

O documento analisa as políticas sociais implementadas pelo governo e os resultados apresentados nesse período. No que diz respeito à Justiça e à segurança pública, o boletim ainda aponta graves problemas que precisam ser enfrentados pelo governo.

Entre eles, os altos índices de criminalidade (que se refletem nas mortes violentas), a forte sensação de insegurança na população, a impunidade, a dificuldade de acesso à Justiça para resolver conflitos cotidianos, a morosidade dos serviços jurisdicionais e violações dos direitos humanos no sistema penitenciário.

De acordo com o boletim do Ipea, entre os problemas levantados, a gestão do sistema penitenciário é um dos desafios mais graves. As dificuldades encontradas vão desde a superlotação e a falta de condições dignas para os presos até a ocorrência de rebeliões e a atuação de organizações criminosas nas cadeias e presídios.

Nessa área, o Ipea ressalta que, apesar do aumento do número de vagas em presídios e da maior aplicação de penas alternativas, o déficit no sistema carcerário cresceu de 103,44 mil em dezembro de 2006 para 131 mil em dezembro de 2007.

O boletim também destaca um incremento de 9,4% no total de recursos destinados à política federal de Justiça, que inclui as ações do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública da União e do Ministério da Justiça. No ano passado, foram liquidados R$ 12,7 bilhões, contra os R$ 11,6 bilhões gastos em 2006.

O Ministério da Justiça foi o órgão que registrou o maior ganho percentual no orçamento, com 66,8% a mais em 2007 em relação ao ano anterior, seguido pela Defensoria (66,1% a mais). Já em termos absolutos, o Poder Judiciário foi o maior beneficiado, tendo recebido 78% do incremento total.

Em relação aos gastos diretos com segurança pública, responsabilidade do MJ, o aumento foi de 17,7%, alcançando R$ 4,8 bilhões, com os maiores aumentos destinados aos programas Sistema Único de Segurança Pública, Combate à Criminalidade e Segurança Pública nas Rodovias Federais.

Corrigindo Falhas...

Meu grande amigo Clenis enviou comentário agradecendo pela postagem acerca do museu Xapury e colabora com este esqucido bloqueiro de citar o nome de alguns diletos artistas quie também possuem Obras naquele local:

"Olá, Joscíres,

fico encantado com a forma sublime com que, através de suas palavras, convida o leitor a visitar o nosso Museu do Xapury.
Gostaria de acrescentar apenas mais um detalhe: a exposição, na parte das telas, conta com os trabalhos de Clementino e mais três artistas locais: Rômulo, Roberto e Antônio Silva.
Grato pelo incentivo a visitação ao Museu do Xapury como forma de ampliação do campo de cultura individual e coletiva, reitero o convite para visitar a exposição/instalação - a você e seus leitores.
Um abração."


Grifo meu: não há o que agradecer Clenis, agradeço eu pela solicitude que você sempre me recebe nesta Instituição. Abraços Cordiais....

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Reserva Chico Mendes - Nitroglicerina Pura!!!

Na ultima sexta-feira 12\12 tive a grata satisfação de fazer parte de um debate sobre a situação da Reserva Chico Mendes e os últimos acontecimentos acerca das multas do Ibama e do Conselho Gestor que no calor da aplicabilidade do Plano de Manejo e da Lei das Unidades de Conservação que por sinal estão dando dor de cabeça a muita gente, está causando um verdadeiro “rebú” nos moradores da Resex-CM.

A priori para se entender a situação, a Reserva Extrativista Chico Mendes, criada desde 1990, teve seus Planos de Utilização e Plano de Manejo, instituídos por Portarias Ministeriais somente nos anos de 1995 e devidamente aprovados e obedecidos através de Resoluções no ano de 2006, e somente agora em 2008 colocados em prática a quem de fato interessa.

Acontece que dentre muitas das exigências desses planos está de que como o próprio nome diz a reserva é extrativista, ou seja, destinada única e exclusivamente às pessoas que tem na atividade extrativista (látex, castanha, ervas, sementes, caça, pesca...) o seu meio de sobrevivência, só que isso não é bem o que acontece, no decorrer desses 18 anos de criação da reserva, muito “seringueiros” se transformaram em diletos “fazendeiros”, derrubaram quase a totalidade de sua área, implantou a pecuária na reserva, vendeu, transferiu para outrem suas áreas... Enfim, fizeram tudo o que os instrumentos norteadores de controle da reserva proibiam e fizeram tudo isso aos olhos do IBAMA, dos Sindicatos Rurais, das Cooperativas, das Associações da Turma do PT, porém todo mundo ficou de olhos fechados, até por que lhe conviam, eram da galera mesmo... Fazer o que né?

Mesmo com a salvadora Marina Silva no MMA, nada foi feito em relação a isso, a discursão a esse respeito era meramente técnica e institucional, mas laços políticos impediam que algo de concreto fosse realizado. Mas com a saída de cena da Ministra Marina, aparece uma figura maquiavélica “MINC” o novo Ministro que adota uma postura em relação à Amazônia muito mais dura e inflexível, entre elas a de doa a quem doe-la, realizar a aplicabilidade dos instrumento jurídicos nas reservas e a retirada imediata do gado dessas áreas, apesar dessas medidas já estarem contempladas nas Portarias, Resoluções, Leis da década de 90, só eram validas para o turma do contra... A turminha verde nunca tinha sofrido na pele o rigor e a força da legislação ambiental... até porque sabemos que as instâncias de controle institucional e social no Estado e principalemnte nesse município são altamente politizadas, diga-se de passagem, IBAMA, IMAC, Conselho Gestor da Resex.

Pois bem, eis que o Ibama e o Conselho Gestor agora obrigados a observar a legislação para a Resex Chico Mendes, realizou levantamento de percentual de desmatamento e da quantidade de gado bovino na área e levou um susto... e ai vieram as multas e as sanções administrativas... com isso quem era aliado agora é inimigo, gente que leva multa com o valor 10 vezes maior que da propriedade, políticos se engalfinhando uns aos outros, O Ibama Jogando culpa no Conselho, o Conselho jogando culpa nos Sindicatos, os Sindicatos nas Cooperativas, as Cooperativas nas Associações, as Associações nos Seringueiros e os Seringueiros no Ibama... Vá entender de quem é a culpa!!!

Como Xapuri é uma cidade pequena e todos acabam se conhecendo ou tem certo grau de parentesco uns com os outros, tal situação afeta não somente os moradores da área, mas também diretamente os moradores urbanos.

E no Divina Providencia, Instituição educacional de quase 1 século de existência, acabou por sua modalidade EJA entrar na discursão, e através do prof. João Jorge, que programou uma conversa franca com os representantes de órgãos ligados à problemática e a comunidade escolar daquela instituição, possibilitou a todos um momento de debate critico sobre a real situação daquela área.

Estiveram presentes na sexta, o Presidente do Conselho Gestor da Reserva Extrativista Chico Mendes, ou simplesmente Chefe da Reserva Sr. Sebastião Santos, os Fiscais do Ibama, responsáveis pela área, José Carlos e Manoel Moraes, Responsável pelo Policiamento Ambiental de Xapuri, Sargento Fadul, a Presidente do Sindicato Rural de Xapuri Dercy Teles, acompanhada de sua Tesoureira Edite Ferreira, a Senhora Raimundinha que é Presidente da Associação Bela Vista no seringal Filipinas, grande parte dos Professores do Divina Providência, no qual está incluso o humilde subscrevente, e comunidade estudantil, que entre muitas situações apertaram o cerco nas criticas e sugestões à problemática.

Após uma cansativa, porém muito instrutiva explanação sobre a criação da Resex e da fundamentação legal dos procedimentos adotados por parte do IBAMA iniciou um calorosa discursão sobre pontos conflitantes.

A saber: a Reserva Chico Mendes, que geralmente por equivoco muitos pensam que localiza-se somente neste município, congrega os municípios de Sena Madureira, Capixaba, Xapuri, Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil, conta em todo esse território com 1800 colocações, ou seja áreas de terras organizadas por seringais e destas cerca de pouco mais de 300, foram notificadas por terem infringido algum dispositivo da legislação ambiental vigente, principalmente no que diz a utilização correta da propriedade, exigida pela matéria legal devidamente institucionalizada pela representação dos próprios moradores.

Geralmente cada colocação possui cerca de 30 hectares, ou seja em torno de 30.000m², que devem ser utilizados para a extração de Seringa, Castanha, produtos sementeiros entre outros, possibilidade para caça e pesca de sobrevivência. A legislação permite que 10% dessa área, cerca de 3.000m² possa ser destinada a atividades complementares de renda, leia-se agricultura (plantio de cereais), ou pequena pecuária. Em casos de pobreza na abundancia de produtos extrativistas, o seringueiro pode estender a área para atividades complementares em 50% de sua área de residência o que significa cerca de 15 hectares, ou ainda 15.000m², que podem ser utilizados tanto para a agricultura quanto para a agricultura. Mas aí vem o problema se o seringueiro tornar essa área agricultável, como escoará sua produção, que meios o poder público propiciará em tornar viável a comercialização desses produtos para o retorno ao produtor? Caso decida criar gado, matematicamente falando 15 hec de pastagem, é suficiente para manter entre 30 a 40 cabeças de gado, não podendo pelo impedimento legal ultrapassar esse numero, essa quantidade seria suficiente para manter uma família de números expressivos de filhos, como é a tradição por essa região?

Ademais tem um problema maior... caso o seringueiro decida tornar essa área agricultável ou possível de criação de gado, haverá a necessidade de desmatar, aiaiaiaiai... Burocracia a vista.... Nos casos da Reserva, geralmente cabe aos Sindicatos ou Associações conceder licença para tal ação, e ai está o problemas durante os anos que se sucederam a atual ação essas licenças foram concedidas à título de olho cego, ou ainda na política da assinatura de Cheque em Branco, já que se supunha que os seringueiros jamais desmatariam. Nos casos de venda das colocações que por força de Lei é crime, já que a área não é do residente e sim da União, deveriam ser observado alguns critérios, a contar que fossem pessoas legadas à atividade extrativista, que não fosse funcionário público, que respeitasse a legislação vigente, enfim que estivesse de acordo com a política de preservação da área.

Isso também não aconteceu, qualquer um que tivesse dinheiro adquiriu essas colocações, desmatou o que pode com ou sem licença, em muitos dos casos implantou pecuária extensiva dentro da reserva, desvirtuou a matéria legal de forma abusiva e o pior tudo isso aos olhos do IBAMA, IMAC, Sindicatos, Cooperativas e tudo mais que somente agora acordaram, antes tarde do que nunca!!!

Acontece que estão indo com muita sede ao pote... deve-se analisar cada situação em particular, se não vejamos o que diz a lei:

Quem desmatou acima do permitido nos últimos 3 anos , deverá pagar R$ 5.000,00 por hec de dano, e o mesmo valor em dobro se for em área de conservação. Isso significa que se um morador da reserva desmatou cerca de 5 Hectares, ou ainda 1.500m² deverá amargar uma multa em torno de R$ 50.000,00, sendo que se formos calcular as áreas com medidas de 30 hectares mais valorizadas não ultrapassam o valor de R$ 45.000,00, é algo meio conflitante, não? Ainda terá que reflorestar a área danificada... Mais dinheiro.... Se por ventura tiver mais que o gado permitido na área terá 60 dias para retirar sob pena de acusação de desrespeito judicial o que dá cadeia e mais multa. Caso tenha comprado uma área dentro da reserva e não se encaixar nos moldes das exigências impostas, perderá a área, sem direito a indenização ou ressarcimento do investimento realizado nas melhorias realizadas. E olha que o negócio é cruel como é área da união a ação é da Policia Federal e do MPF...

Acredito que já deu pra sentir que a coisa é séria e que o debate não foi tão amigável assim, exemplo de um protexto da Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Dercy Teles “O Ibama quer que todo mundo na Reserva seje vagabundo, por que quem quer trabalhar eles multam” ou ainda a questão levantada por este que pra subscreve de que o problema é meramente político e institucional e que está pagando pra ver se vão usar o mesmo peso e a mesma medida para todos..

Bem não precisa nem falar o meu ponto de vista aqui... Sou totalmente contra excessos... A Legislação é valida sim... Agora se os órgãos que deveriam exercer o controle sobre a área, incompetentemente deixaram de realizar durante 18 anos suas atividades de proteção e atenção à Reserva Chico Mendes e somente agora querem no apagar das luzes realizar o que durante quase duas décadas deixou correr frouxo é imbecilidade e do ponto de vista crítico, falta de coerência com a atividade ambiental. Não concordo com os prazos estabelecidos com as metodologias adotadas e com o caráter político utilizado...

Não adianta discursos bonitos e bem elaborados, há agora a necessidade de políticas de atenção à muitos que infelizmente enquadrados por desatenção à Legislação por situação de desconhecimento ou simplicidade – ainda existe muito disso por aqui – não sejam prejudicados por quem realmente merece ser punido. Também não se pode prejudicar cerca de 1800 famílias residentes na Reserva, meramente porque cerca de 300 foram irresponsáveis na utilização de um bem que sequer é de propriedade deles.

Resta-nos torcer para que se tenha bom senso e que se encontre um divisor de águas que seja bom para as Pseudo Instituições de Controle Ambiental e para os moradores da área.

Uma boa chance de ficar, um pouco mais ligado à questão é nessa quarta feira pela manhã no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xapuri, o Gerente Regional do Ibama no Acre Anselmo Forneck, estará em uma mesa redonda discutindo o assunto.

Com certeza, conhecendo o Anselmo com a diplomacia Barbosística (Rui Barbosa) não terá muitos problemas, porém que situações apimentadas irão surgir, isso podem contar que vão...

Fiquei imaginando uma coisa... Quando dizemos que a Amazônia é nossa, não seria melhor para o bem da humanidade vende-la a quem realmente tem interesse em preserva-la... Apesar de ser altamente nacionalista, é nesse momento que entre em crise de postura...

Ampliação da Casa de Leitura Chico Mendes

Em visita a Casa de Leitura Chico Mendes, acabei me deparando com as obras de ampliação daquele imóvel, e logo curioso como sou quis saber origem dos recursos e tudo mais.

Segundo informações dos estagiários da Instituição fiquei sabendo que a Casa de Leitura Chico Mendes fora contemplada por um projeto da Petrobras que financiou a ampliação que tem por objetivo, melhorar o atendimento às crianças que freqüentam aquele local.

A Casa de Leitura é uma iniciativa do Instituto Chico Mendes, presidido pela Filha do Líder Seringueiro, Elenira Mendes que entre outras ações implantou através de convênio celebrado com o Governo Estadual o Estágio de Jovens estudantes secundários e acadêmicos nas atividades da Fundação e do Instituto que leva o nome de Chico Mendes.

Segundo informações as obras devem estar concluídas até o dia 22 próximo, data em que se rememora o 20º ano do assassinato de Chico Mendes, sendo que para tal data não somente a Casa de Leitura ganha nova roupagem, como também outros prédios de Xapuri. Recentemente o Prédio onde funciona a Fundação e o Centro de Memória Chico Mendes recebeu reforma através de Convênio celebrado entre a instituição e o Governo Estadual, a Igreja Matriz de São Sebastião está recebendo pintura nova para a data , o que de certo com a visita do Presidente Lula, assim como aconteceu nas vezes anteriores a Estrada da Borracha deve receber uma maquiagem nas suas laterais, fora as pinturas de meios fios e outros jeitinhos brasileiros e\ou acreanos de dizer que tudo está às mil maravilhas..

Espero que tudo esse trabalho realmente seja revertido a sociedade xapuriense, e que mais uma vez essa comemoração não seja somente para gringo ver, ou ainda venda de imagem como nos anos anteriores...

Só um pedidozinho para variar...

Por favor, não coloquem aquele baner imenso com a foto do Chico Mendes na torre principal da igreja não... primeiro, por que é uma heresia, por que lê não é beato, nem muito menos canonizado pelo Vaticano como espírito milagroso para ter lugar de destaque num templo religioso, depois é altamente ofensivo aos olhos de uma parcela significante de Xapuri, que não concorda com tal ação, ademais teologicamente estamos em época de Advento (espera do nascimento de Cristo), isso significa que destaque nessa época somente para a figura do Menino Jesus e Maria.

Que não entendam isso como sugestão ofensiva, mas sim bom senso... nada contra as comemorações, acredito que deva sim relembrar uma pessoa que de forma vil e ingrata lhe foi tirada a vida, agora excessos aí é demais...

E Boas Comemorações!!!!

Opção Cultural

Estive no final de semana visitando o Museu Xapuri, coisa que fielmente faço toda as semanas devido as boas conversas com o meu amigo Clenis Alves, curador das exposições daquela instituição, que com um conhecimento amplarmente sistematizado sobre a área acaba inebriando os visitantes com os contextos históricos formais, bem como as de origem popular.

Tive a grata satisfação de encontrar no Museu, uma nova exposição do Artista Mato Grossence Wagner San, que mistura surrealismo moderno com desenhos de nus artísticos e que deveras deixa os observadores meio que confusos na interpretação das obras e esculturas, já que essa é a intenção segundo o Artista.

Maior foi minha satisfação que o próprio artista acompanhado de sua inseparável “negrona” bicicleta da cor em epígrafe, me acompanhou fazendo uma leitura de sua intenção ao montar cada peça e\ou desenho... Wagner San é uma pessoa extremamente simples, livre de espírito e de modelos sociais, com uma postura única de humildade, como sempre digo, é um espírito rippie com upload de modernidade... natural de Bodoquena, em pleno pantanal Mato Grossence, San já rodou meio mundo e veio parar em terras xapurienses a Convite de Elenira Mendes – Filha de Chico Mendes – no intuito de fazer uma coleção de obras sobre a vida de seu Pai, mas como em Xapuri quem chega, fica, ele foi ficando, ficando e ficando e já está com quase três anos em terras xapurienses, responsável juntamente com Clenis Alves, pela criação do Grupo Artístico Arte na Ruína, já colheu bons frutos por essas bandas, participou e promoveu de inúmeras apresentações no Estado, vencedor na modalidade escultura de importante concurso da Fundação Cultural do Acre, com projeto aprovado no documentário Revelando os Brasis do Ministério da Cultura, recém chegado de exposições de seu Estado de origem, para integrar a Equipe da semana Chico Mendes, montou a Exposição como atividade correlata do evento principal.

Segundo San a intenção é impressionar os visitantes e leva-los a uma reflexão no sentido de compreender a realidade que o cerca, principalmente no tocante ao uso exarcebado dos recursos naturais e no consumismo desenfreado vivenciado pela sociedade atual, para isso logo na entrada tem-se um mural de limalhas e costaneiras de madeira provindas da madeireira local que serve de cortina meio transparente para o saguão do Museu, na ponta das madeiras estão dispostas latas do refrigerante Coca Cola, que segundo o artista é o “fruto maldito” da sociedade moderna – para se entender esse fato, tem que conhecer o artista que é vegetariano e não tem quem o faça beber algum refrigerante produzido pela Coca Cola Company – o efeito desta muralha é muito interessante e nas suas palavras surrealista, na parte interior vê-se espalhados a especialidade do artista que são os desenhos de nus artísticos, nada que fere os olhos, algo estilizado que leva o observador a entrar numa percepção de mostra e esconde, já que os desenhos em si, se caracterizam em uma penumbra meio que surrealista.

Muitos dos desenhos estão dispostos sobre pó de serra, outra jogada de mestre do artista.

Até mesmo os pedestais de suporte aos desenhos foram confeccionados em costaneiras e limalhas (refugos de madeira), o que dá uma visão bastante interessante.

Outra obra bastante interessante na exposição são as cortinas que adornam as portas produzidas de folhas desidratas e emolduradas por casca de arvores o que de fato me deixou bastante alegre com a criatividade de San.

No Museu Xapuri além da exposição do artista Wagner San, também podem ainda ser vistas algumas obras do artista xapuriense Clementino Borges, que já tem uma trajetória muito significativa pelo estado com seus trabalhos, onde entre muitas outras coisas já foi o ilustrador de cartilhas da Secretaria de Meio Ambiente, Venceu Concursos da Fundação Cultural de desenhos, desenvolveu projetos junto a Fundação Elias Mansour, ultimamente executou projeto junto a crianças e adolescentes da comunidade xapuriense sobre criação artística e desde o mês de novembro está com a exposição de alguns de seus trabalhos que por sinal são lindíssimos.

Clementino é um jovem muito esforçado de origem humilde, desde muito cedo apresentou grande vocação para o desenho artístico e como em Xapuri não encontrou possibilidade de desenvolver seu conhecimento na área, acabou mudando-se para a Capital acreana, onde com pouco tempo constitui-se como nome conhecido da área artística, bastante solicitado para alguns trabalhos.

O artista apresenta uma série de telas que retrata paisagens da história acreana, cotidiano amazônico e paisagens. Com traços fortes e despreocupados com a dimensão seus desenhos, e suas telas levam a uma perplexidade de compreensão que alimenta o imaginário do observador. Gostei e gosto muito dos trabalhos do artista.Infelizmente nem perguntei se podia retratar pelo menos um dos seus trabalhos, já que o mesmo não estava presente e como propriedade intelectual é coisa que respeito, fico devendo a publicação de uma tela do artista assim que obtiver autorização.

Fica a dica de visita ao Museu, garanto que vão gostar, além das exposições naquele local poderão conhecer um pouco mais da história da querida princesinha do Acre – Xapuri – bem como objetos e mobiliário que remonta algumas décadas.

Boa Visita!!!